Executivo

Segunda-Feira, 22 de Fevereiro de 2010, 08h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

EXECUTIVO

Diógenes defende construção de mais celas e ações na fronteira

   A pouco mais de um mês de deixar o comando da secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), junto com outros membros do staff e do próprio governador Blairo Maggi (PR), o secretário Diógenes Curado avalia que os principais desafios do setor são o sistema penitenciário, a profissionalização dos servidores e o monitoramento da fronteira de 700 quilômetros.

   Numa espécie de balanço dos rumos do setor, Diógenes lembra que as dimensões territoriais do Estado dificultam o aprimoramento das políticas públicas. Isto o leva a defender, inclusive, a construção de mais celas para detentos, em contraposição às novas tendências mundiais de ressocialização. “Em 2003, quando Maggi assumiu o posto, eram 3 mil presos, agora são 11 mil. As demandas são outras e precisamos investir mais na construção de Centros de Detenção”, defende. Cada um deles custa R$ 1,2 mil ao governo. Em relação aos infratores menores de idade, ele pondera que só existe no Estado um Centro Sócio-Educativo, o Pomeri, que segue todas as normativas necessárias.

   Além do Pomeri, os menores de idade ficam em Rondonópolis e Cáceres, onde existem locais considerados adequados. “Vamos investir R$ 7,5 milhões para construir um Centro de Ressocialização em Várzea Grande, que abrigará 50 menores”, conta Diógenes. Os recursos são provenientes do governo federal e R$ 2,5 mil do estadual.

   Outro desafio da Sejusp é o monitoramento dos 700 quilômetros de fronteira. Hoje este trabalho é feito por 100 policiais do Grupamento Especial de Segurança de Fronteira (Gefron), mas também conta com a ajuda da Polícia Federal e às vezes até do Exército Brasileiro.

   Somente no ano passado, o Gefron apreendeu uma tonelada de cocaína e a PF cerca de quatro toneladas. “Mato Grosso é um ponto estratégico para o tráfico porque fica perto dos grandes centros e é muito difícil coibir o tráfico de drogas”, afirma Curado.

   Transição

   No início de abril, o vice-governador Silval Barbosa vai assumir o comando do Palácio Paiaguas e decidir se Diógenes vai continuar ou não no cargo. A pasta gerida por Curado é complexa. Diante disso, especula-se que ele não deixará o posto, mas, por enquanto, nada foi definido, garante o secretário. “Ele (Silval) tem que avaliar se eu fico ou não, dentro da conveniência política dele. Às vezes um novo secretário pode até melhorar o setor nesse período”, avalia. O próprio governador chegou a declarar que considera a pasta muito complexa para fazer alterações, mas pondera que Silval terá total liberdade para montar o seu staff.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Wallace Araújo | Segunda-Feira, 22 de Fevereiro de 2010, 15h36
    0
    0

    Brincadeira. Se precisa, porque então ele não fez. Um exemplo na inércia da Sejusp é o Centro de Detenção Provisória (CDP) em Juína, há mais de um ano as obras estão paralisadas. Em uma visita do secretário ao município, ele ainda disse que não sabia do atraso da obra. Sendo que a proória mídia local havia avisado a ele, na Câmara Municipal, sobre o problema. E nenhuma solução foi tomada até hoje apenas na terraplanagem feita pela Prefeitura. Brincadeira, se precisa então faz...

  • mario | Segunda-Feira, 22 de Fevereiro de 2010, 12h39
    0
    0

    todo fim de governo é isso, tem sempre uma desculpa, hora mato grosso disque esta caminhando a passos largos, pra quem?só se for pra turma da botina...esse ano vou ver o que os candidatos tem pra oferecer, mas parem de demagogia.

  • Ag. Prisional_Saff | Segunda-Feira, 22 de Fevereiro de 2010, 10h13
    0
    0

    Com o secretario sabendo dos envestimentos a serem feitos no Sist. Prisinal, deixo a minha pergunta; Porque não é feito os investimentos, (treinamento para os Agentes Prisionais assumirem o sistema prisional. A SEJUSP tera efetivo suficiente para destinar aos 700km, de FRONTEREIRA SECA), POIS O GOVERNO USA O ARGUMENTO QUE NÃO DISPONIBILIZA DE VERBA PARA INVESTIR NO SISTEMA PRISINAL!!!! Isso é subistimar a inteligencia dos Agentes... o que se mais ve e ouve nas midias, é o record de arrecadação do Estado, doação de milhões em maquinarios, ESTRADEIROS a torta e ,a direita..... O que fica bem claro nas ações do GOVERNO é que para o Sistema Prisional é implantada a POLITICA do correr atrás do prejuizo, ou seja, FAZER SÓ QUANDO NÃO TEM MAIS JEITO...... Att.: Saff Ag. Prisional

  • Paty Carol | Segunda-Feira, 22 de Fevereiro de 2010, 09h29
    0
    0

    O que deve esse cidadão Marcelo fazer da vida? Quantos funcionários deve ter na sua coordenação? Quais seriam suas responsabilidades? Ora ora ... Vamos deixar de cretinice. Não adianta tapar o sol com a peneira. Problema de segurança é culpa de todos nós, que não educamos corretamente nossos filhos (alguns de nós), que votamos em representantes em Brasília que não modificam as leis penais para que nossos juízes não sejam obrigados a soltar bandidos, que não cobramos a construção de mais presídios,que concordamos com professores que nos enganam, fingindo que estão dando aulas para nossos filhos ... Isso tudo ta muito longe da solução apenas da competencia do Diogenes, que não seria delegado se não fosse competente. Atire a primeira pedra quem não tiver pecados!!!!!

  • Marcelo Alves de Arruda | Segunda-Feira, 22 de Fevereiro de 2010, 08h44
    0
    0

    Secretário, ora se essas são as prioridades para 2010, o quê vc ficou aí fazendo nestes 2 últimos anos???? Pois são exatamente as mesmas prioridades do dia que vc assumiu!!! Tenha um pouco de sanidade, vc foi e é um péssimo secretário, não cumpriu a sua missão institucional de comandar a SEJUSP, nós, povo, estamos nos sentindo totalmente inseguros. Por favor, facilite as coisas para o Silval, peça para sair, é muito mais digno (que será o seu ato mais nobre frente ao compromisso com o povo de Mato Grosso). Não fique implorando para ficar como esta fazendo. Fui..

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...

Candidato da família Oliveira à Câmara

luluca 400 curtinha   O jovem advogado Luluca Ribeiro (foto) é uma das apostas do MDB por renovação na Câmara da Capital. Concorre a vereador e tende a "herdar" o espólio político da família Oliveira, dos tios Dante, ex-governador que morreu em 2006, e Thelma, prefeita de Chapada dos Guimarães....

Deputado tenta censura e sem êxito

xuxu 400 curtinha   Em duas tentativas, o deputado estadual Xuxu Dal Molin (foto), candidato a prefeito de Sorriso pelo PSC, tentou, sem êxito, censurar o portal Rdnews. Na 1ª Vara Cível da Comarca de Sorriso, Xuxu ingressou com pedidos de antecipação de tutela, pleiteando retirada do ar de matérias que...

Rei do Gado entra numa difícil disputa

mauricao 400 curtinha   O leiloeiro Maurição Tonhá (foto), chamado por muitos de "Rei do Gado", está de volta à disputa eleitoral. O pecuarista com bens avaliados em R$ 19 milhões é candidato pelo DEM a prefeito de Água Boa, muncípio já administrado por ele por dois mandatos. Em...

Ajudando a enterrar CPI do Paletó

luciana zamproni 400 curtinha   O Palácio Alencastro está convicto de que, assim como na primeira votação, o relatório da CPI do Paletó que propõe punição ao prefeito Emanuel e vai ser votado nesta terça, será arquivado pela maioria dos vereadores cuiabanos. O desfalque do...

8 candidaturas e Thelma com chances

thelma de oliveira 400 curtinha   Mesmo sem apoio de nenhum outro partido, a não ser do seu PSDB, enfrentando forte desgaste político e rejeição popular e ainda problemas de saúde, se recuperando de tratamento de câncer de mama, a prefeita Thelma de Oliveira (foto) ainda tem chances de...