Executivo

Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2020, 16h:15 | Atualizado: 15/02/2020, 08h:44

DIVISA MT E PA

Em discurso na 163, Bolsonaro defende mineração e até PCHs em áreas indígenas

Reprodução

Jair Bolsonaro

Discurso de Jair Bolsonaro foi trasmitido no canal do Governo Federal no Youtube; evento realizado em Marco Salto do Curuá, em Cachoeira da Serra

O presidente da República Jair Bolsonaro, que participou da solenidade da entrega de pavimentação de trecho da BR-163, aproveitou a presença de lideranças do agronegócio para lembrar que nenhuma terra indígena foi demarcada nos 13 meses do mandato. Além disso, defendeu o projeto de lei que permite agricultura comercial, mineração e até mesmo construção de pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) no território das reservas. O evento foi realizado no KM 102 da rodovia, no Marco Salto do Curuá, em Cachoeira da Serra, divisa do Pará com Mato Grosso.

“Já  temos 14% de terras indígenas, criaram verdadeira indústria da demarcação. Gostamos, queremos o bem, amamos nossos irmãos indígenas, mas tínhamos uma política até o ano retrasado, totalmente equivocada, que atendia interesses de outros países. Não é atoa que um chefe de Estado de país da Europa disse:  ‘a Amazônia é nossa’. A Amazônia vai deixar de ser problema. Nós queremos integrar, mas com o índio deixando de ser um ser pré-histórico dentro do seu território”, afirmou Bolsonaro na cerimônia realizada na tarde desta sexta (14).

Como exemplo da integração que defende, Bolsonaro usou o caso dos índios Pareci de Mato Grosso, que já obtiveram autorização para plantar soja em larga escala em seus territórios. Aproveitou ainda para dizer que também não concederá áreas a comunidades quilombolas.

"Em Mato Grosso, os Parecis bem demonstram o que eles querem, eles querem fazer o que nós fazemos. Por isso, encaminhamos um projeto, nós queremos que o índio tenha o direito que o vizinho fazendeiro tem, que possa cultivar, garimpar e até construir PCH. Agora, não tem mais demarcação. Só de Quilombola tem  mais de 900 processos na minha frente e isso é inadmissível. E eu pago um preço muito alto por isso, luto contra lobbys poderosos que tentam me derrubar, mas eu tenho grande parte da população ao meu lado e Deus acima de tudo”, completou.

No discurso, Bolsonaro lembrou que foi esfaqueado durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG), em 2018, e agradeceu a Deus por ter sobrevivido. Também afirmou que é “difícil” exercer o poder e lamentou aos "ataques” sofridos por familiares e amigos.

“Os interesses são os mais variados possíveis, mas raramente querem o melhor para o seu país. Aos poucos vamos mudando isso ai. Essa obra saiu por causa do time de ministros com independência. Devem lealdade ao seu presidente, mas acima de tudo, ao seu povo. Diferente de governos anteriores, nós não fizemos o que eles fizeram”, pontuou o presidente da República.  

Os interesses são os mais variados possíveis, mas raramente querem o melhor para o seu país. Aos poucos vamos mudando isso ai

Jair Bolsonaro

Sobre a conclusão da BR-163, através de parceira entre Dnit e Exército, Bolsonaro falou em dever cumprido. E agradeceu os militares que executaram as obras. “Não existe satisfação maior do que aquela do dever cumprido. Meus companheiros de infantaria, parabéns pelo cumprimento dessa missão, vocês são os que realmente merecem ser cumprimentados neste momento”.

Além do governador Mauro Mendes (DEM), diversas autoridades de Mato Grosso prestigiaram a solenidade. Entre elas, o senador Wellington Fagundes (PL) e os deputados federais José Medeiros (Podemos), Nelson Barbudo (PSL) e Neri Geller (PP). O ex-governador Blairo Maggi (PP), o ex-diretor do Dnit Luiz Antônio Pagot e o sojicultor Eraí Maggi também estavam presentes.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Galvan vai deixar PDT e ir pra o PRTB

antonio galvan 400 curtinha   Embora não tenha perdido de vistas o Aliança pelo Brasil, partido que está sendo criado por Bolsonaro, Antonio Galvan (foto), presidente da Aprosoja e que acabou levado à frigideira dentro do PDT em meio ao embate por tentativa de candidatura ao Senado, se mostra disposto a ingressar no...

"Pátio igual gato, comendo e miando"

jose medeiros 400 curtinha   O deputado José Medeiros (Podemos), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara, disse que o prefeito Zé do Pátio, de Rondonópolis, está parecendo gato, comendo e miando, pois recebe recursos federais, inclusive de programas habitacionais e, mesmo assim, ainda alardeia nos...

Adair lançará ex-vice em Alto Paraguai

adair 400 curtinha   O ex-prefeito de Alto Paraguai, advogado emedebista Adair José Alves Moreira (foto), não vai disputar novamente, apesar da insistência do seu grupo. A tendência é de apoiar o seu ex-vice Luiz Figueiredo, com quem administrou a cidade de 2013 a 2016. Luiz também é do MDB e...

Deputado bolsonarista critica prefeito

claudinei deputado curtinha 400   O deputado Claudinei Lopes (foto), morador em Rondonópolis, ficou na bronca com o discurso populista do prefeito Zé do Pátio, para quem o povo nordestino votou em massa no PT e que não tem conseguido construir mais casas populares porque, diferente dos governos petistas, o presidente...

Sem Senado e tudo pela Mesa da AL

max russi curtinha 400   Presidente regional do PSB-MT, o deputado Max Russi (foto) tem participado das discussões para definição de candidaturas ao Senado, na suplementar de abril, mas não mais como pré-candidato. Seu desafio é outro. A prioridade é a busca da reeleição como...

Lúdio desiste e PT perde com Barranco

ludio cabral 400 curtinha   O deputado Lúdio Cabral (foto) estava se movimentando para tentar convencer o PT a lançá-lo ao Senado, por aclamação, e ainda instigar o diretório estadual a buscar recursos junto à Nacional para a campanha. Mas o tiro saiu pela culatra. O guru do partido no Estado,...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.