Executivo

Sábado, 19 de Fevereiro de 2011, 18h:47 | Atualizado: 20/02/2011, 07h:24

Infraestrutura

Em Itiquira, governador diz que se dedica para ferrovia chegar a Cuiabá


Autoridades se acotovelam na hora de posar para fotografia no lançamento das obras do terminal da ferrovia

   Ao mesmo tempo em que comemoram a inauguração das obras do terminal ferroviário de Itiquira, o governador Silval Barbosa (PMDB) não tem nenhuma garantia do prazo sobre a chegada dos trilhos a Cuiabá. Em entrevista neste sábado, ele reconheceu que o compromisso da extensão da ferrovia até a Capital foi uma promessa de campanha tanto dele quanto da hoje presidente Dilma Rousseff (PT), mas garante apenas a conclusão da obra até Rondonópolis até o final do seu governo. Espera que em agosto do próximo ano consiga inaugurar a obra já na cidade-pólo do Sul mato-grossense.

Governador Silval, em frente as obras da ferrovia   “Vamos trabalhar muito. Eu não vou me comprometer porque não depende só do esforço do Estado, mas independente do esforço nós vamos lutar e queremos ver a ferrovia chegar a Rondonópolis e ir rumo a Cuiabá. Vamos lutar muito para isso”, diz Silval, depois do descerramento da placa de início das obras.

    Mesmo diante da incerteza da extensão da Ferronorte, os políticos se mostraram otimistas com a inauguração, que tem apenas 35 km de trilhos, faltando mais de 70 km para sua chegada a Itiquira. O único sem histórico político relacionado à implementação da ferrovia, senador Pedro Taques (PDT), assumiu o compromisso de, daqui para frente, lutar pela sua ampliação.

   Já o deputado federal Carlos Bezerra (PMDB) preferiu lembrar sua luta no Congresso para a construção da ponte sobre o Rio Paraná. “Fomos eu o (então deputado federal) Vicente Vuolo conversar com o governador de São Paulo, na época, Orestes Quércia, para pedir a construção da ponte. No plenário, a obra era tida como maldita e superfaturada, mas conseguimos aprovar em 1997 aquele que foi o maior orçamento do Congresso no ano e hoje a ferrovia pode ser uma realidade”, destacou.

   Foi justamente a falta de infraestrutura no Estado o que emperrou, segundo o presidente da América Latina Logística (ALL), Paulo Basílio, o desenvolvimento da ferrovia em Mato Grosso. Afirma que, depois que o prefeito de Itiquira, Ernani José Sander, o Nani (PSDB), juntamente com o ex-governador Blairo Maggi (PR), intercederam para que a empresa tocasse a obra foram necessários mais de três anos para garantir a infraestrutura mínima. Inclusive, a instalação do Terminal Ferroviário Celi Triques em Itiquira, que não estava previsto no projeto inicial da obra, contou com a iniciativa do prefeito, que comprou a área onde o terminal será construído e doou-a para a Seara.

   Outro impasse que teve de ser solucionado antes da ferrovia virar realidade no município foi a questão ambiental. “O Nani transformou meu escritório numa extensão de seu gabinete, de tanto que ele ia me pedir ajuda”, ressaltou Bezerra. O prefeito foi elogiado durante toda a solenidade pelas lideranças. Destacaram que ele demonstra vontade política que ultrapassa as barreiras partidárias. “Mesmo eu dizendo que apoiava a candidatura do meu amigo (o ex-governador) Rogério Salles (PSDB), o deputado não deixou de me atender e foi comigo a Brasília interceder junto ao Ibama”, completou Bezerra.

    Um dos mais emocionados foi o secretário extraordinário de Acompanhamento da Logística Intermodal de Transportes, Francisco Vuolo (PR), filho do ex-deputado Vicente Vuolo, nome dado à ferrovia. Ele lembrou do esforço do pai para que esse sonho se tornasse realidade. “Fazem 35 anos que o projeto de lei que cria essa ferrovia foi apresentado pelo meu pai, foi aprovado pelo presidente Ernesto Geisel”, lembrou.


Ao lado do secretário Francisco Vuolo, o governador Silval Barbosa (à dir.) observa neste sábado obras em Itiquira, enquanto o presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva, conversa com o prefeito Ernani Sander
Fotos: Guilherme Filho

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Leo Kuiabano | Domingo, 20 de Fevereiro de 2011, 11h49
    0
    0

    Com todo respeito, mas esses "politicos" estão verdadeiramente gozando com o chapéu alheio. Esta obra é inteiramente custeada pela iniciativa privada, portanto não há merito algum destes que se acotovelam para sair na foto. Esta obra com eles ou sem eles sairia de qualquer maneira. É claro o povo não sabe.

  • Ver. Arlan Catulé - MT | Sábado, 19 de Fevereiro de 2011, 20h45
    0
    0

    Parabéns Governador Silval Barbosa por esta dedicação. Assim teremos a certesa que Vossa Excelência irá dedicar 100% também para asfaltar a MT 100, para realizar um sonho e mostrar que veio par ser um Governador Diferente e que acredita nos menos favorecidos e quer ver o spequenos crescer. O Povo do Araguaia agradece sua dedicação e torce para que em breve tenhamos a noticia que a MT 100 DEIXARÁ DE SER SONHO E SIM UMA REALIDADE.

  • mario | Sábado, 19 de Fevereiro de 2011, 20h22
    0
    0

    enquanto isso o trecho da imigrantes da 364 até o trevo do lagarto, ta precisando e consertos...ta abandonado...

  • Rubem mauro | Sábado, 19 de Fevereiro de 2011, 19h50
    0
    0

    Em 2009, representando a UFMT em um Seminário sobre logistica do transporte no Brasil, no Senado da República, o DENIT mostrou a malha ferroviária prevista para os próximos 20 anos e o trecho até Cuiabá não constava do plano. Essa é a grande verdade infelizmente!

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

Câmara chama secretária para vaga

chico 2000 curtinha   Após a destituição de Ralf Leite (MDB) da vaga de Chico 2000 (foto), licenciado, por força de decisão judicial, a Câmara de Cuiabá convocou a primeira suplente Luciana Zamproni (MDB) para assumir mandato temporário no Legislativo, menos de 30 dias. Ela atua como...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.