Executivo

Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 11h:43 | Atualizado: 10/09/2019, 12h:29

Queda-de-braço

Emanuel diz que vai judicializar repasses da saúde, mas aceita ter parcelamento

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) reafirmou que vai judicializar o passivo que tem a receber por parte do governo em relação à Saúde da Capital. O prefeito diz que Cuiabá tem direito a receber R$ 60 milhões atrasados por parte do Executivo. O secretário de Saúde (SES), Gilberto Figueiredo rebateu a informações e disse que o Estado só deve R$ 39 milhões referentes a repasses que ficaram estagnados desde 2016 durante a gestão Pedro Taques (PSDB).

Gustavo Duarte

Emanuel Pinheiro lan�a projeto Hora estendida

Prefeito Emanuel Pinheiro cobra que Estado proponha dividir o débito em 10 ou 20 parcelas

Emanuel pediu, durante entrevista à imprensa, durante o lançamento do programa Hora Estendida, na manhã desta terça (10), que a SES apresente uma proposta para o pagamento dos R$ 39 milhões. “Não vou perdoar nenhum centavo do Estado ou da União. Faça uma proposta, dez parcelas de R$ 4 milhões está bom, 20 parcelas de R$ 2 milhões eu aceito, vai ser tudo investido para melhorar a saúde da população cuiabana, o que não pode é não pagar”.

Há duas semanas, o secretário de saúde Antônio Possas de Carvalho, enquanto procurador-geral do município de Cuiabá notificou o Governo do Estado para que pagasse os valores que deve à saúde. O prazo para o Estado apresentasse uma resposta se esgotou na sexta (6).

A secretaria de Saúde do Estado alegou que a dívida total herdada pela pasta da gestão tucana foi de R$ 63,5 milhões, mas que durante os oito primeiros meses da Gestão Mauro Mendes (DEM) já foram pagos R$ 23,7 milhões.

Em nota, publicada pela prefeitura no final de semana, Pôssas detalhou que em 2016 a dívida total deixada pelo Estado foi de R$ 10,8 milhões, referente a repasses à serviços de atenção básica, assistência farmacêutica, MAC Assistência para UTIs, média e alta complexidade, ginecologia e obstetrícia, cirurgias cardíacas pediátricas e neonatal, MAC Assistência para UPAs, e para portarias que destinam recursos para o Pronto Socorro e cirurgias cardíacas com toracotomia. Em 2017 o débito do Estado ficou em R$ 5,8 milhões.

Em 2018, o total de recursos que não foram repassados somou R$ 22,8 milhões. E ainda há um débito de R$ 16,2 milhões referentes às competências de janeiro e fevereiro de 2019 para os mesmos serviços. Ao todo, o Estado deixou de repassar R$ 60 milhões no período, mas que o atual governo teria pago um valor, ficando um passivo de pouco mais de R$ 55 milhões. 

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • THALES MARINO | Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 12h17
    0
    2

    "Eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee Silvio".................................................Tem que mostrar serviço, assim, quem sabe, deixamos passar o "Eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee Silvio". SQN!

"Pátio igual gato, comendo e miando"

jose medeiros 400 curtinha   O deputado José Medeiros (Podemos), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara, disse que o prefeito Zé do Pátio, de Rondonópolis, está parecendo gato, comendo e miando, pois recebe recursos federais, inclusive de programas habitacionais e, mesmo assim, ainda alardeia nos...

Adair lançará ex-vice em Alto Paraguai

adair 400 curtinha   O ex-prefeito de Alto Paraguai, advogado emedebista Adair José Alves Moreira (foto), não vai disputar novamente, apesar da insistência do seu grupo. A tendência é de apoiar o seu ex-vice Luiz Figueiredo, com quem administrou a cidade de 2013 a 2016. Luiz também é do MDB e...

Deputado bolsonarista critica prefeito

claudinei deputado curtinha 400   O deputado Claudinei Lopes (foto), morador em Rondonópolis, ficou na bronca com o discurso populista do prefeito Zé do Pátio, para quem o povo nordestino votou em massa no PT e que não tem conseguido construir mais casas populares porque, diferente dos governos petistas, o presidente...

Sem Senado e tudo pela Mesa da AL

max russi curtinha 400   Presidente regional do PSB-MT, o deputado Max Russi (foto) tem participado das discussões para definição de candidaturas ao Senado, na suplementar de abril, mas não mais como pré-candidato. Seu desafio é outro. A prioridade é a busca da reeleição como...

Lúdio desiste e PT perde com Barranco

ludio cabral 400 curtinha   O deputado Lúdio Cabral (foto) estava se movimentando para tentar convencer o PT a lançá-lo ao Senado, por aclamação, e ainda instigar o diretório estadual a buscar recursos junto à Nacional para a campanha. Mas o tiro saiu pela culatra. O guru do partido no Estado,...

Carta de Abicalil cita traição de Lúdio

carlos abicalil 400 curtinha   Carlos Abicalil (foto), ex-federal e hoje assessor do deputado Valdir Barranco, demonstra até hoje estar "atravessado" com Lúdio Cabral por causa da traição política de 2010. Na época, mesmo o PT o tendo lançado ao Senado, Lúdio, ex-vereador por Cuiabá e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.