Executivo

Quarta-Feira, 17 de Novembro de 2010, 15h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:28

BRASÍLIA

Encontro da bancada entre Serys e governador gera especulações

Encontro isolado da bancada entre Serys e Silval motiva especulações

 Serys Marly e Silval Barbosa   O governador reeleito Silval Barbosa (PMDB) e a senadora Serys Marly (PT) mantiveram uma reunião reservada nesta terça (16), durante jantar no apartamento do deputado Wellington Fagundes (PR). O jantar foi o primeiro encontro do governador com a bancada de Mato Grosso, em Brasília, composta por 8 deputados e 3 senadores. O anfitrião informou que convidou Silval e seus colegas para estreitar o relacionamento, antes raro com outros chefes do Executivo.

   A conversa de Silval e Serys durou 23 minutos e aconteceu no escritório de Fagundes, em seu apartamento. O teor não foi revelado e gerou especulações sobre a possibilidade da petista assumir algum cargo na gestão estadual. A versão de ambos foi de que a senadora apresentou ao governador suas propostas de emendas de bancada ao Orçamento Geral da União. Mas nenhum dos assessores dela presentes ao jantar – Odinarte Borges e William Chianca, ambos especialistas em Orçamento – participaram da reunião.

   “Ela não poderá estar na reunião com a bancada e me apresentou suas sugestões de emendas hoje mesmo”, disse o governador. Ele se referiu ao café da manhã com os deputados e senadores no Hotel Naoum, nesta quarta (17), em Brasília, para definição das emendas de bancada ao OGU para 2011, que está em tramitação no Congresso Nacional. “Apresentei a ele a minha proposta de emenda para a Agecopa e para a região metropolitana de Cuiabá”, afirmou a senadora.

   Nos bastidores, espacula-se que Serys poderia assumir um cargo no primeiro ou segundo escalão na gestão da presidente eleita Dilma Rousseff, já que além do mesmo partido, ambas são muito próximas.

   Apesar de seu nome não aparecer nas listas que vêm sendo ventilados pela imprensa nacional, os rumos indicam que ela pode ser cotada para a secretaria especial de Política para as Mulheres, órgão ligado à Presidência da República e com status de ministério. De concreto mesmo só o fato de que as mulheres terão muito espaço no governo Dilma.

   O governador Silval Barbosa não confirmou nem descartou a possibilidade de ter a senadora em sua equipe de auxiliares. Limitou-se a dizer que Serys “é uma mulher competente e capacitada”. E arrematou: “É um quadro que tanto eu como a Dilma iríamos querer”.

   Serys, no entanto, descartou qualquer convite, tanto de Silval quanto de Dilma, mas fez mistério quanto a seu futuro político. “Hoje eu trabalho só com duas certezas: os meus limites e as coisas que estão sob controle”, afirmou. A petista confirma, no entanto, que pretende continuar em Brasília, pois negocia a possibilidade de lecionar em duas universidades particulares do Distrito Federal.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Claus17 | Quarta-Feira, 17 de Novembro de 2010, 17h27
    0
    0

    Vai trabalhar Orlandir...parece papagaio de pirata...fica na mesmissseeee...kkk o que vc fez e sua turma para Cáceres... !!!???

  • Arthur | Quarta-Feira, 17 de Novembro de 2010, 15h35
    0
    0

    quando o gov. SILVAL vai se reunir com Vitorio Galli que teve quase 55.000 votos e foi mais importante que a Serys, levando o apoio dos evangelicos à sua candidatura enquanto a Serys brigava com Abicalil.

  • Arthur | Quarta-Feira, 17 de Novembro de 2010, 15h35
    0
    0

    quando o gov. SILVAL vai se reunir com Vitorio Galli que teve quase 55.000 votos e foi mais importante que a Serys, levando o apoio dos evangelicos à sua candidatura enquanto a Serys brigava com Abicalil.

  • Orlandir Cavalcante | Quarta-Feira, 17 de Novembro de 2010, 15h28
    0
    0

    Sempre a portas fechadas e com conteudo e teor não revelado. É sempre assim, quando a senadora aparece. Agora falta o encontro com Pedro Taques, para selar de vez o EU SOU PT VOU DE TAQUES

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.