Executivo

Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019, 17h:32 | Atualizado: 19/07/2019, 17h:42

ESCOLHIDO DO AGRO

Escolhido para Funai chefiou PF em Barra do Garças e assessorou Leitão em CPI

Reprodução

Marcelo Augusto Xavier da Silva

Ao centro da foto, o delegado Marcelo Augusto Xavier, que atuou em Barra do Garças, e foi escolhido de Bolsonaro

 O presidente da República  Jair Bolsonaro  (PSL) nomeou nesta sexta (19)  o delegado da Polícia Federal (PF) Marcelo Augusto Xavier da Silva como presidente da Fundação Nacional do Índio ( Funai ). Ele atuou em Barra do Garças até 2017, quando se licenciou justamente para assessorar a CPI da Funai II, que aprovou relatório elaborado pelo ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB).

No período que comandou a PF em Barra do Garças, Marcelo Augusto acompanhou a desinstrusão de Suiá Missú, em Alto Boa Vista, no Araguaia. A experiência o credenciou para assessorar a CPI da Funai II.

O relatório de Leitão  pediu o indiciamento de 96 pessoas por supostos crimes praticados em processos de demarcação de terras indígenas, remanescentes de quilombos e em assentamentos da reforma agrária. Os pedidos foram  encaminhados para análise do Ministério Público e da Polícia Federal.

 O delegado é ligado aos ruralistas; a favor da exploração de mineração em terras indígenas. Também  já atuou contra grupos de índios quando foi ouvidor da Funai.

 Além disso,  exerceu o cargo de assessor especial de um dos principais ministros de Michel Temer (MDB), Carlos Marun (MDB-MS), e já passou pelo Governo Bolsonaro, como assessor do secretário especial de Assuntos Fundiários  Luiz Nabhan Garcia, que é presidente licenciado da União Democrática Ruralista (UDR).

O cargo de presidente da Funai  estava vago desde a demissão do general da reserva do Exército Franklimberg Ribeiro de Freitas, em junho, por pressão da bancada ruralista. A nomeação do delegado  ocorreu mesmo com a forte oposição existente dentro da Funai, por parte do corpo técnico do órgão. O ato foi assinado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e publicado na edição desta sexta do Diário Oficial da União.

 A Funai voltou para a aba do Ministério da Justiça, de Sergio Moro, por decisão do Congresso. O órgão segue responsável por processos de demarcação de terras indígenas, por decisão do Supremo Tribunal Federal  (STF) (Com informações de O Globo).  

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Expediente suspenso e posse no TCE

guilherme maluf 400 curtinha   O expediente no TCE-MT será suspenso na segunda, a partir das 12 horas. É que às 15 horas acontece a sessão especial na Escola Superior de Contas, marcando a posse de Guilherme Maluf (foto) na presidência do órgão fiscalizador. O hoje presidente Domingos Neto passa ao...

Túlio, desgaste e disputa em Cáceres

tulio 400 caceres   Derrotado a deputado estadual duas vezes, a última em 2018, Túlio Fontes (foto) não sustenta mais o que declarou há três meses, quando anunciou que ficaria de fora da corrida à Prefeitura de Cáceres. Mesmo tendo abandonado o município por um bom tempo, desde quando concluiu...

Disputa em Sinop e vaga na Câmara

juarez costa 400 curtinha   O deputado federal Juarez Costa (foto) tem espalhado que será candidato a prefeito de Sinop, posto já ocupado por ele por dois mandatos. No fundo, o emedebista espera que Rosana Martinelli (PL), que foi sua vice e depois se elegeu prefeita nas urnas de 2016, desista do projeto de reeleição...

Francis forçando a barra ao Senado

francis maris 400 curtinha   Francis Maris (foto), empresário e prefeito de Cáceres, é mesmo corajoso. Ele anunciou que vai reunir colegas prefeitos da região Oeste para discutir a ideia de entrar na disputa ao Senado, na eleição suplementar para a vaga de Selma, cassada esta semana. Francis se acha "o...

Sindal repudia postura de "indicado"

O presidente do Sindal Jovanildo da Silva se diz traído por Osmar Capilé, representante dos segurados da AL e que exerce cargo de diretor dos Aposentados, que votou favorável a nova alíquota de 14% no Conselho da Previdência. O apoio ao aumento da cobrança gerou revolta entre os servidores do Legislativo, que partiram para cima de Jovanildo cobrando explicações. Em nota de repúdio, o sindicato, que o indicou como representante no...

Arena fechada ao público por 3 dias

virginia mendes curtinha 400   Nos seis primeiros dias de portas abertas, a Arena Encantada, considerada o maior parque natalino que Mato Grosso já viu, recebeu quase 10 mil visitantes. Mas ficará três dias inacessível ao grande público. Na segunda (16), a Arena será exclusiva das milhares de crianças...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.