Executivo

Segunda-Feira, 28 de Dezembro de 2009, 17h:48 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Divergências

Estilo trator de Éder pode tirar votos do governista Silval

    O executivo Éder de Moraes, um dos secretários que vão permanecer no primeiro escalão mesmo com a renúncia do governador Blairo Maggi a partir do final de março e com a posse de Silval Barbosa como chefe do Executivo, está numa função técnica e tem tomado posicionamento político que, ao invés de ajudar o peemedebista na pré-campanha ao Paiaguás, pode atrapalhá-lo. Éder resolveu transformar em saco de pancada o prefeito de Cuiabá Wilson Santos (PSDB), que se firma como principal nome da oposição na corrida sucessória.


Secretário de Fazenda Éder de Moraes, trator do governo Maggi e porta-voz do pré-candidato Silval

   Em artigos e nas entrevistas, Éder desce o porrete no tucano e, por outro lado, como não poderia ser diferente, exagera nos elogios à figura do vice-governador. Se o ex-presidente da MT Fomento foi destacado para essa missão de porta-voz do Palácio Paiaguás, agindo como trator na tentativa de patrolar opositores de forma dura e um tanto agressiva, está sendo um erro estratégico. Um secretário de Fazenda já enfrenta naturalmente a ira de alguns segmentos, principalmente do empresariado, por causa da pesada carga tributária. A gestão Éder tem incrementado as receitas e isso é um grande mérito, mas, por outro lado, tem criado instabilidade por causa das operações de combate à sonegação fiscal. Essa linha dura de Éder, de mesclar o técnico com o político, deve tirar voto de Silval.

   Num artigo intitulado "Silval Barbosa e a cegueira dos parasitas", Éder faz propaganda do seu futuro chefe. "É impressionante o grau de cegueira conveniente, parasitismo, críticas infundadas e, sobretudo, ignorância disfarçada da oposição, que a qualquer preço tenta desvirtuar as ações de sinergia entre Silval Barbosa e a população de Mato Grosso, mais precisamente da Baixada Cuiabana. Tentam confundir o jeito sereno, conciliador, objetivo, sincero e determinado do nosso vice-governador como alguém que precise de brutalidade para se impor".

   Em outro artigo, com título "Silval Barbosa humaniza a relação com o cidadão", Éder pinta o pré-candidato do PMDB como o melhor gestor do mundo. Afirma que Silval adotou uma forma inovadora de fazer política e governar em parceria com o cidadão. "Tenho acompanhado Silval em várias visitas, principalmente nos bairros, feiras-livres e movimentos sociais, cuja receptividade e empatia com a sociedade cuiabana tem sido a marca desses encontros", escreve o secretário.

   "Autofagia tucana"

   Numa outra abordagem, desta vez com o artigo "Alerta aos cuiabanos: autofagia do PSDB", Éder de Moraes afirma que "(...) Cuiabá está sendo violentada pela política tributária de São Paulo". Afirma que "cidades governadas pelo PSDB, que em tese deveriam compartilhar de experiências inovadoras e de uma relação de co-irmãs, até porque o prefeito da Capital defende com unhas e dentes a candidatura de José Serra à Presidência da República em 2010, (...) não estão tendo convivência honesta, unida pela naturalidade e pela convergência partidária", diz Éder. Depois, prossegue: "(...) No caso dessa relação, Cuiabá está sendo violentada por São Paulo ou Wilson está sendo sendo lesado por José Serra? Parece um jogo combinado, onde um faz caixa em cima do outro".

   Pelo visto, enquanto não chegar 31 de março, quando tomará posse como governador e nomeará o seu secretário-chefe da Casa Civil com perfil para político, convergente e conciliador, Silval manterá na linha de frente o trator Éder de Moraes. Quando acordar, poderá ser tarde demais.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Cáceres, lockdown e frases de alerta

francis maris 400 curtinha   Em Cáceres, o prefeito Francis Maris (foto) decretou lockdown desde a última segunda, dia 29, como forma de forçar os moradores a permanecer em casa para conter o avanço da Covid-19. Mas as medidas restritivas não estão surtindo tanto efeito na prática. Muitos continuam...

4 prefeitos de MT com coronavírus

luiz binotti 400 curtinha   Pelo menos quatro prefeitos em Mato Grosso já foram diagnosticados com Covid-19. O caso mais recente envolve Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Ele aguarda resultado de exames, mas já se encontra em isolamento domiciliar. Com sintomas do novo coronavírus, Binotti decidiu ficar em casa. De um...

Forçando cuiabanos a ficar em casa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Acuado por causa do avanço dos casos de Covid-19, o que tem provocado colapso na rede pública de saúde, principalmente em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu adotar medidas mais restritivas para conter circulação e aglomerações de pessoas,...

Relação tensa e agora sem assessores

niuan ribeiro 400 curtinha   A relação política entre o prefeito Emanuel Pinheiro e o vice Niuan Ribeiro (foto), em Cuiabá, deve azedar ainda mais. Ambos estão rompidos politicamente desde o ano passado. Niuan, que atua no 6º andar do Palácio Alencastro de olho nas ações de Emanuel, que...

PEC da Previdência na pauta nesta 5ª

dilmar dal bosco 400 curtinha   A polêmica e controversa PEC da Previdência, apresentada pelo governador Mauro, deve ser apreciada nesta quinta, em primeira votação, pelos deputados. O Executivo conseguiu os votos mínimos necessários para conseguir aprovação. Deputados da oposição...

Caminho bem consolidado à reeleição

leonardo 400 curtinha   Dos prefeitos que podem ir à reeleição de cidades pólos, o que encontra situação mais confortável é Leonardo Bortolini, o Léo (foto), de Primavera do Leste. Bem articulado e habilidoso politicamente e com uma relação extensa de obras e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Até dezembro, o IFMT terá eleição para Reitoria. Quem você acha que será eleito dos candidatos abaixos?

Deiver Alessandro

Julio Santos

Nenhum deles

Não tenho ideia

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.