Executivo

Sexta-Feira, 19 de Novembro de 2010, 18h:22 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:28

BARRA DO GARÇAS

Ex-secretário ligado a prefeito está entre presos; veja a lista

Ex-secretário ligado a prefeito Farias estaria entre os presos

Wanderlei Farias, prefeito de Barra do Garças   O engenheiro César Magrini, que foi um dos braços direito do prefeito Wanderley Farias (PR), estaria entre as pessoas que foram presas pela Polícia Federal durante a deflagração da Operação Atlântida. Magrini foi secretário de Planejamento e Obras de Barra do Garças e deixou a pasta em fevereiro. Além dele, também estariam na cadeia os empresários Antônio Cezara Silveira e Joaquim Luiz de Andrade, da empreiteira Silgran.

  A empresa é muito conhecida porque foi a responsável pela execução de diversas obras de infraestrutura no município. Ela integraria um cartel de empresas que participariam de um esquema onde havia conluio e combinação prévia entre os licitantes, direcionamento dos certames, supressão de propostas, rodízio e subcontratação, bem como extensão de atuação da base empresarial em órgãos públicos, especialmente no que se refere às comissões de licitação das prefeituras da região. Além deles, teria sido preso o empresário Mauro Curvo

    Conforme a PF, foram presos 3 servidores da Sinfra e outros 5 municipais, além de um funcionário da Caixa Econômica Federal. Apesar dos agentes federais não divulgarem os nomes, o RDNews apurou que o envolvido da CEF seria o supervisor de filial da gerência de Apoio ao Desenvolvimento Urbano, Antônio Maurício de Carvalho. Todos os membros da quadrilha participariam de um grande esquema que envolvia obras nos municípios de Barra do Garças, Campinópolis, Canarana, Novo São Joaquim e Pontal do Araguaia.

   Desviavam, principalmente , obras relacionadas à habitação, pavimentação asfáltica e relativas à saúde. Além de escutas telefônicas e outros serviços de inteligência, foram realizadas diversas perícias durante as investigações. De acordo com o chefe da CGU em Mato Grosso, Arnaldo Gomes Flores, os desvios ocorriam principalmente na terraplanagem. Para se ter uma ideia, a base e sub-base dessas obras deveriam ter 40 cm, mas os técnicos revelaram que a maioria variava de 11 cm a 21 cm, num sobrepreço de aproximadamente 26%. "Essas irregularidades comprometem a qualidade da obra e a durabilidade dela", alerta Arnaldo.

  Para que o esquema funcionasse em sua totalidade, havia a participação de empresários, engenheiros, além de servidores públicos municipais, estaduais e um da CEF. Nas prefeituras, os funcionários responsáveis por elaborar o edital de licitação, incluíam cláusulas para beneficiar empresas específicas, enquanto, no Estado, os envolvidos autorizavam a aprovação dos projetos. Já o servidor da CEF era responsável pela liberação dos recursos do Governo Federal. Em alguns momentos, inclusive, ele analisava os projetos antes mesmo deles darem entrada na CEF. Apesar das obras serem públicas, a delegada federal Luciana Alves garante que até agora não ficou comprovada a participação de nenhum agente político.

  De todo modo, as investigações ainda não foram concluídas e pode ser que tomem novos rumos a partir dos depoimentos das 26 pessoas que foram presas e da análise dos documentos apreendidos. Durante os mandados de busca e apreensão, a PF também recolheu R$ 125 mil e U$ 42 mil em duas empresas de Barra do Garças. Os bens dos proprietários foram sequestrados pela Justiça.

Eis, abaixo, a lista dos 26 presos:
Márcia Regina dos Santos Carolo – servidora da Comissão Permanente de Licitação de Pontal do Araguaia
Maurício Antônio Mordeck Curvo – engenheiro elétrico de Barra do Garças
Edson Luis Raia – superintendente de habitação da Sinfra
Filinto Pereira Machado – empresário de Pontal do Araguaia
Frederico Nunes Cunha Solto – engenheiro de Barra do Garças
Getônio Dias Guirra – servidor de Pontal do Araguaia
Jeovan Mariano da Silva – engenheiro de Barra do Garças
João Marques Fontes – coordenador de licitação da Sinfra
Adriano Francisco de Araujo – coordenador financeiro da Sinfra
Américo Filmari da Mota – empreiteiro de Barra do Garças
Raimundo Alves Neres – empresário de Canarana
Renato Marcone Ferreira – empreiteiro de Barra do Garças
Salustiano Lourenço de Melo – empreiteiro de Pontal do Araguaia
Valber Kenedy Barboza Sandes – servidor da Comissão de Licitação de Novo São Joaquim
Bonfim Alves Guimarães – servidor municipal de Canarana
Carlos Silva de Souza – presidente da Comissão Permanente de Licitação de Pontal do Araguaia
Cesar Natal Magrini – ex-secretário municipal de Obras de Barra do Garças
Domiciano Alves Moreira – empreiteiro
Ana Catarina de Souza Silva – gerente na superintendência de vias urbanas da Sinfra
Anísio de Jesus – empreiteiro de Novo São Joaquim
Antônio Cesara Silveira - sócio-proprietário da Silgran em Barra do Garças
Antônio Maurício de Carvalho – funcionário da Caixa Econômica Federal
Joaquim Luiz de Andrade – sócio-proprietário da Silgran
Luiz Antônio Jacomini – empreiteiro de Barra do Garças
Orlando da Silva Oruê – presidente da Comissão Permanente de Licitação de Canarana
Paulo Tarso da Costa – empreiteiro de Barra do Garças

Postar um novo comentário

Comentários (19)

  • Alessandro | Segunda-Feira, 22 de Novembro de 2010, 17h13
    0
    0

    Os pequenos que pagam o pato, só estavam trabalhando e agora estão nessa ai...

  • Alexander Paulo de Sousa | Segunda-Feira, 22 de Novembro de 2010, 12h19
    0
    0

    Pra começar ACHO que ta bom tamanho... Mas essa rede da PF parece ser de malha fina, só pega peixe pequeno. O povo do Vale do Araguaia MERECE um RIGOROSO aprofundamento das investigaçoes pra COLOCAR na cadeia e julgar TODOS envolvidos... com certeza tem mto "político" envolvido e só os "laranjas" estão sendo presos(e chupados). Aqui em NOVA XAVANTINA, tem uma obra que custou R$ 44milhões, seria cômico se não FOSSE trágico, mas eu duvido se PRECISARIA desse TANTO de dinheiro pra fazer o que está sendo feito. A duplicação da pista da BR158 dentro do perímetro ficou uma OBRA DE AMADOR... pelo AMOR DE DEUS MPF, PF e CGU... investiguem essa "obra" tbm. Há boatos que um certo deputado federal levou no mínimo 20% de comissão, do valor total, só uma BAGATELINHA de R$ 8,8 milhões... fora os demais COMISSIONADOS.

  • BRAGANTINO | Segunda-Feira, 22 de Novembro de 2010, 08h21
    0
    0

    BEM QUE VÇS PODIAM FASER UMA VISITINHA EM SANTO ANTONIO DO LESTE-MT.

  • José Charles | Sábado, 20 de Novembro de 2010, 23h03
    0
    0

    O RD NEWS nem está dando destaque para o caso, porque sabe que não vai dar em nada.

  • Adrbal | Sábado, 20 de Novembro de 2010, 17h35
    0
    0

    Estranho só ir um funcionário da CEF, será que ele fazia tudo sozinho............

  • joao | Sábado, 20 de Novembro de 2010, 17h16
    2
    0

    so o adriano do financeiro da sinfra?kade o fabio rosa neves pacheco do financeiro da sinfra?ta bom de investigar ele tbm...

  • altamiro maia | Sábado, 20 de Novembro de 2010, 16h41
    0
    0

    Parabens a equipe que teve a coragem de denunciar estes desmandos em nosso estado, vamos ver se realmente vai em frente esta busca para punir e sequestrar os bens de todos os envolvidos, cadeia eu sei que não irão pegar mesmo, vamos moralisar este estado.

  • marcelo | Sábado, 20 de Novembro de 2010, 12h31
    0
    0

    tinah que colocar a foto deles tbém, pra gente ficar esperto...

  • Reinaldo | Sábado, 20 de Novembro de 2010, 09h47
    0
    0

    A sinfra deve diarias a policiais militares ha mais de dois anos, Referente as viagens para dar segurança nós pedágios das MT, qdo era cobrado alegava que não tinha recurso, Agora com essa operação que tampou o ralo, o secretário bem que podia autorizar o pagamento.

  • eduardo | Sábado, 20 de Novembro de 2010, 08h43
    0
    0

    parabens a PF vcs fazem um otimo trabalho pena k o judiciario solta esses ladroes.....

Rossato quer "minar" reeleição de Ari

dilceu rossato 400 curtinha   Em Sorriso, a capital nacional do agronegócio, a tendência é da disputa à sucessão no próximo ano ficar polarizada entre o prefeito Ari Lafin, do PSDB, e seu antecessor, Dilceu Rossato (foto), hoje filiado ao PSL. Embora se movimente nos bastidores, o deputado Xuxu Dal Molin...

Misael nem espera janela e sai do PSB

misael partido 400 curtinha   Misael Galvão (foto), presidente da Câmara de Cuiabá, nem esperou chegar a janela partidária de março para oficializar a saída do PSB, onde esteve filiado por três anos. Para não colocar o mandato em risco, o parlamentar consultou a Justiça Eleitoral e obteve...

TCE-MT aprova e elogia gestão Binotti

binotti 400 curtinha   O conselheiro interino do TCE, Isaías Lopes, rasgou elogios ao primeiro ano de mandato do prefeito e empresário Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Relator das contas do exercício de 2018 da prefeitura, com aprovação unânime pelo Pleno, Isaías destacou que os resultados...

Primavera fará 4 intervenções na BR

leonardo 400 curtinha   Com recursos próprios, a Prefeitura de Primavera do Leste fará quatro intervenções na BR-070, no perímetro urbano, com readaptação e construção de trevos para ajustar o trânsito a uma nova e moderna realidade do município com quase 100 mil...

Vice do DEM-Cuiabá elogia gestão EP

joao celestino 400 curtinha   O advogado João Celestino (foto), vice-presidente da comissão provisória do DEM de Cuiabá e ligado ao senador Jayme Campos, se mostra simpático à gestão Emanuel Pinheiro, do MDB. Aliás, na segunda, Celestino fez uma visita ao prefeito e elogiou a...

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.