Executivo

Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019, 11h:47 | Atualizado: 18/11/2019, 13h:20

Extinção de 34 municípios: governador pede cautela e teme danos irreparáveis

Mikhail Favalessa

mauro mendes wellington

Wellington Fagundes discursa ao lado do governador Mauro e do presidente Neurilan hoje

O governador Mauro Mendes se mostra cauteloso ao falar sobre a possível extinção de 34 cidades de Mato Grosso, em razão da proposta do Governo Jair Bolsonaro  - que prevê o rebaixamento de municípios a posição de distrito, que tenham menos de 5 mil habitantes e com arrecadação própria menor que 10% da receita total.

O projeto foi inserido no bojo da PEC do Pacto Federativo .“Tema polêmico, criou-se uma realidade que talvez não devia ter sido criada lá atrás. Quando você cria e toma uma decisão equivocada, desfazer também tem que ter muito cuidado para que isso não traga impactos e danos irreparáveis para esses municípios”, alerta Mauro, sem dizer se é favorável ou não.

O gestor ressalta, entretanto, ser necessário rediscutir o custo do Poder Público – municípios, estados e governo federal. “Custa muito para o bolso do cidadão, isso precisa diminuir. Essa é a grande discussão”, disse, ponderando que essa (extinção de cidades) é apenas uma das muitas propostas neste sentido. “Traz consequências e a gente tem que ter muito cuidado para implementar”.

Em Mato Grosso, a medida tem causado polêmica e é criticada por deputados como Janaína Riva (MDB) e o presidente da Assembleia Eduardo Botelho (DEM), além do presidente da AMM, associação que representa os municípios mato-grossenses, Neurilan Fraga (PSD).

Rodinei Crescêncio

quadromapa_cidades_extin��o

Caso a proposta prospere, além dos 34 vices e 34 prefeitos, 306 cargos de vereadores deixariam de existir em Mato Grosso. Além da redução da estrutura funcional.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • Rico | Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019, 19h34
    3
    0

    Aqui na VG vereador só serve pra trocar lâmpada é vergonhoso

  • alexandre | Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019, 17h03
    8
    2

    cidade nenhum será extinta, o que será extinto é camara de vereadores e prefeitos e 900 assessores...

  • Gutemberg Abreu | Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019, 16h49
    7
    2

    O grande erro foi cometido pela assembleia legislativa ao autorizar a criação dos municípios apenas pelos critérios políticos, agora a pressão vai ser grande em cima dos parlamentares. Deveria reduzir o número de deputados estaduais, federais vereadores, que custam muito dinheiro aos cofres públicos.

  • Luiz Dutra | Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019, 16h04
    4
    0

    Alguns Municipios de Mato Grosso que esta com população de mais de 4 mil habitantes e tenha renda propria de 10% podem fazer uma campanha para atrair mais habitantes para não serem extinto,oferecendo incentivos fiscais, terrenos e habitação popular e emprego para os novos moradores. Ex Canabrava ,Nova Guarita,Santa Carmen,Rondolandia e outras. Ai em 2026 cumprem a nova Lei e escapam de serem extinto.

  • Luiz carlos | Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019, 15h47
    6
    0

    Existe cidades que vão desaparecer, vai ser um êxodo total para cidades grandes, um exemplo é a cidade de Tesouro ao sul de Mato Grosso, como uma cidade daquela de 3 mil habitantes vai sobreviver dependendo de um município como Guiratinga que mal anda com as próprias pernas. O Brasil precisa parar de fazer surgir no vos municípios, essa é a solução

  • alexandre | Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019, 14h49
    12
    1

    porque os fisiologistas municipalistas, não pagam as contas ? tambe voi formar meu reino, meu castelo em mandar a conta pra Brasilia, quero dinheiro..

  • andre | Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019, 14h05
    11
    1

    FALTOU NORTELÂNDIA, ALTO PARAGUAI E TANTAS OUTRAS QUE NÃO POSSUEM RENDA E NEM POPULAÇÃO,

  • alexandre | Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019, 13h20
    13
    3

    vereadores, só servem para aprovar aumento para o prefeito e brigar...

  • thiago | Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019, 13h18
    12
    0

    Minha posição sempre foi a de que as pessoas só podem ter o que podem pagar. não é justo que um município não se pague. Como tudo na vida, tirar do próximo não é correto. Imagino que deva ser doloroso mas passa, as coisas precisam mudar para mudar o nosso destino.

  • Antonio | Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019, 13h10
    11
    0

    Manter toda a casta política dessas pequenas cidades é muito caro ...tem que rever sim ....nem que acabe com as prefeituras e as câmaras...mas que os servidores que prestam os serviços essenciais continuem em seus cargos ...São trabalhadores que precisam do emprego para levar o pão para a mesa de suas casas .

Matéria(s) relacionada(s):

Denúncia, psiquiatria e agora atestado

elizabeth 400 curtinha   Lotada como técnico-administrativo do RH do Hospital Metropolitano da Capital, Elizabete Maria de Almeida (foto), recorreu a um psiquiatra uma semana depois de registrar um BO e, sem apresentar provas, acusar o prefeito Emanuel de negociata, inclusive com dinheiro vivo para vereadores, com vistas a...

Título de Cidadã para senadora goiana

janaina riva 400 curtinha   A Assembleia fará sessão solene nestes últimos dias de 2019 para prestar homenagem a várias personalidades de diferentes segmentos e profissões. Uma das que serão condecoradas com o Título de Cidadã Mato-Grossense é a goiana Kátia Regina de Abreu,...

Francis sem os vereadores do partido

cesare 400 curtinha vereador caceres   A administração Francis Maris em Cáceres se tornou tão emblemática que perdeu apoio dos dois únicos vereadores do seu partido, o PSDB, na Câmara Municipal. Os tucanos Valdeniria Dutra e Claudio Henrique integram hoje o bloco de oposição ao prefeito,...

Gilberto prestigia sobrinho na Câmara

marcelo oliveira 400 curtinha   Depois de 11 meses sem pisar os pés na Câmara Municipal de Cuiabá, o vereador licenciado Gilberto Figueiredo, secretário estadual de Saúde e um dos pré-candidatos a prefeito do grupo do governador Mauro, apareceu neste sábado na sede do Legislativo, no ato que marcou a...

Suplente que terá 2 anos de mandato

adilton da levante 400 curtinha   Derrotado à reeleição em 2016, Adilson da Levante (foto) reassumiu cadeira de vereador pela Capital desde janeiro deste ano e deve prosseguir no cargo até o final do mandato, em dezembro de 2020. É que o titular Gilberto Figueiredo, que se elegeu pelo PSB e vai migrar para o DEM,...

PSDB veta Taques e vai priorizar Leitão

paulo borges 400 curtinha   O comando regional do PSDB não vai dar chance para Pedro Taques, caso este ensaie concorrer ao Senado com a provável suplementar, já no início de 2020 com a iminente cassação do mandato de Selma. Embora tenha dito que hoje se dedica à advocacia e à vida de professor...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.