Executivo

Sexta-Feira, 14 de Junho de 2019, 15h:20 | Atualizado: 14/06/2019, 15h:26

PREVIDÊNCIA

Faltou dinheiro para pagar aposentados, afirma governador ao defender reforma

Reprodução

Mauro Mendes

Mauro Mendes faz vídeo na empresa Rumo, em Rondonópolis

O governador Mauro Mendes (DEM) voltou a lamentar que Estados e municípios foram retirados do texto da reforma da Previdência que tramita no Congresso Nacional. O democrata já havia classificado a decisão como “desserviço para o Brasil”.

Ocorre que  o relator, deputado federal Samuel Moreira (PSDB-SP), e os líderes que representam a maioria na Câmara,  querem que governadores e prefeitos convençam os parlamentares dos seus grupos políticos a votarem a favor da reforma da Previdência. Em troca, prometem a reinclusão dos estados e municípios quando o texto for para o plenário.

Ao lamentar novamente a decisão do deputado, Mauro lembrou que Mato Grosso possui déficit previdenciário anual superior a R$ 1 bilhão. Segundo ele, a situação obriga o Governo a deixar de investir nas áreas essências para pagar aposentadorias.

 “Faltou dinheiro para pagar os aposentados e tivemos que pegar dinheiro que podia estar sendo investido em estradas, saúde, pra comprar remédio e cuidar das escolas, mas usamos esse dinheiro, que é pago pelos cidadãos, para pagar aposentados”, lamentou o governador, que acompanhava o ministro da Infraestrutura Tarcisio Freitas em visita a Rondonópolis nesta sexta (14). 

Mauro também reafirmou que o déficit previdenciário é um dos principais problemas do país. De acordo com o democrata, enquanto o problema não for resolvido pela reforma, a máquina pública continuará inviabilizada.

“Lamento muito porque a previdência é um dos graves problemas do país.  O déficit de R$ 300 bilhões do governo federal inviabiliza investimentos. É vergonhoso ir a Brasília e ouvir o que a gente escuta dos ministros. Os ministérios também estão definhando por falta de capacidade de investir, de tocar os projetos. Eu vi e ouvi essa semana lá, de um representante do TCU, que tem mais de 14 mil obras do governo federal paralisadas por falta de recursos’, completou.

Ao defender a reinclusão dos estados e municípios no texto da reforma, Mauro sinalizou que vai dialogar com a bancada federal de Mato Grosso buscando votos pela aprovação. O Estado contra com oito deputados federais e três senadores, sendo que somente a deputada federal Rosa Neide (PT) declara posição contrária.

“Precisamos fazer com  que essa reforma unifique o Brasil e não permitir que tenhamos 358 tipos de reforma. Cada Estado fazendo de um jeito, cada município fazendo de um jeito e ainda uns não fazendo. Isso é um desserviço para o nosso povo brasileiro. Nós vamos entender bem, aguardar um pouco mais esse trâmite no Congresso Nacional, mas até lá vamos fazer bons debates com parlamentares, líderes e mostrar que o Brasil não aguenta mais ficar sangrando”, concluiu.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Dorileo flerta com PSB, mas apoia EP

max russi 400 curtinha   O deputado Max Russi (foto), presidente estadual do PSB, convidou oficialmente o empresário Dorileo Leal, do Grupo Gazeta de Comunicação, para se filiar ao partido e concorrer a prefeito da Capital. Ambos tiveram uma longa reunião no decorrer da semana. Dorileo ficou de avaliar, mas a...

CPI da Energisa, nomes e reclamações

thiago silva 400 curtinha   A CPI da Energisa, criada pelos deputados, vai levantar críticas, denúncias e debates acalorados. E surge numa época do ano em que a conta de luz dos consumidores foi às alturas por causa do longo período sem chuva e do intenso calor. O deputado Thiago Silva (foto) foi um dos que...

Vereador e jornalista trocam ameaças

abilio j�nior 400 curtinha   O vereador Abílio Júnior (foto) e o jornalista-militante José Marcondes, o Muvuca, estão protagonizando um embate pela internet. E a raiz do conflito é o fato do parlamentar ser ligado ao deputado estadual Sebastião Rezende, que teria embolsado R$ 6,5...

Deputado, lista de Riva e preocupação

neri geller 400   O ex-ministro da Agricultura e hoje deputado federal Neri Geller (foto) aparece na lista de José Riva como um dos políticos implicados. Embora bem articulado e numa posição de destaque, como coordenador da bancada mato-grossense, Neri já enfrenta uma série de demandas jurídicas...

Agora, Aladir quer disputar Alencastro

alair400   O servidor público do Estado Aladir Leite de Albuquerque (foto), hoje filiado ao Patriota, está determinado a concorrer à Prefeitura de Cuiabá. Ele estuda proposta para se filiar ao PMN ou PSC. Alair concorreu ao Senado no ano passado. Mesmo longe de se eleger, numa disputa com mais 10, ele saiu do pleito de...

Gaeco no interior e ajuda de prefeitos

Mauro Zaque curtinha   Com o promotor de Justiça Mauro Zaque (foto) no comando, as unidades do Gaeco já estão estruturadas no interior do Estado. Em Barra do Garças, Cáceres, Sorriso e Rondonópolis, servidores como oficiais de gabinete, analistas jurídicos e assistentes ministeriais, foram realocados...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.