Executivo

Sexta-Feira, 14 de Junho de 2019, 15h:20 | Atualizado: 14/06/2019, 15h:26

PREVIDÊNCIA

Faltou dinheiro para pagar aposentados, afirma governador ao defender reforma

Reprodução

Mauro Mendes

Mauro Mendes faz vídeo na empresa Rumo, em Rondonópolis

O governador Mauro Mendes (DEM) voltou a lamentar que Estados e municípios foram retirados do texto da reforma da Previdência que tramita no Congresso Nacional. O democrata já havia classificado a decisão como “desserviço para o Brasil”.

Ocorre que  o relator, deputado federal Samuel Moreira (PSDB-SP), e os líderes que representam a maioria na Câmara,  querem que governadores e prefeitos convençam os parlamentares dos seus grupos políticos a votarem a favor da reforma da Previdência. Em troca, prometem a reinclusão dos estados e municípios quando o texto for para o plenário.

Ao lamentar novamente a decisão do deputado, Mauro lembrou que Mato Grosso possui déficit previdenciário anual superior a R$ 1 bilhão. Segundo ele, a situação obriga o Governo a deixar de investir nas áreas essências para pagar aposentadorias.

 “Faltou dinheiro para pagar os aposentados e tivemos que pegar dinheiro que podia estar sendo investido em estradas, saúde, pra comprar remédio e cuidar das escolas, mas usamos esse dinheiro, que é pago pelos cidadãos, para pagar aposentados”, lamentou o governador, que acompanhava o ministro da Infraestrutura Tarcisio Freitas em visita a Rondonópolis nesta sexta (14). 

Mauro também reafirmou que o déficit previdenciário é um dos principais problemas do país. De acordo com o democrata, enquanto o problema não for resolvido pela reforma, a máquina pública continuará inviabilizada.

“Lamento muito porque a previdência é um dos graves problemas do país.  O déficit de R$ 300 bilhões do governo federal inviabiliza investimentos. É vergonhoso ir a Brasília e ouvir o que a gente escuta dos ministros. Os ministérios também estão definhando por falta de capacidade de investir, de tocar os projetos. Eu vi e ouvi essa semana lá, de um representante do TCU, que tem mais de 14 mil obras do governo federal paralisadas por falta de recursos’, completou.

Ao defender a reinclusão dos estados e municípios no texto da reforma, Mauro sinalizou que vai dialogar com a bancada federal de Mato Grosso buscando votos pela aprovação. O Estado contra com oito deputados federais e três senadores, sendo que somente a deputada federal Rosa Neide (PT) declara posição contrária.

“Precisamos fazer com  que essa reforma unifique o Brasil e não permitir que tenhamos 358 tipos de reforma. Cada Estado fazendo de um jeito, cada município fazendo de um jeito e ainda uns não fazendo. Isso é um desserviço para o nosso povo brasileiro. Nós vamos entender bem, aguardar um pouco mais esse trâmite no Congresso Nacional, mas até lá vamos fazer bons debates com parlamentares, líderes e mostrar que o Brasil não aguenta mais ficar sangrando”, concluiu.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Do colapso a repasses regularizados

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto) disse que, antes mesmo da posse como governador e a partir do resultado do PIB-MT de 2017, apontando um crescimento de 12,5% da economia, é que resolveu mergulhar nos números da administração pública para tentar entender tamanha questão paradoxal. Questionou...

O conselheiro de pretensos candidatos

blairo maggi 400 curtinha   Blairo Maggi, que seria imbatível se concorresse à suplementar ao Senado para a vaga de Selma, se transformou num espécie de conselheiro político de vários pretensos candidatos. Entre outros, já procuraram-no para conversar sobre este pleito fora de época figuras como...

Em saia-justa sobre corte na Unemat

adriano silva 400 curtinha   A comunidade acadêmica da Unemat esperava mais do seu ex-reitor e integrante do quadro docente, professor Adriano Silva (foto). O governador Mauro conseguiu na Justiça derrubar a vinculação de repasse financeiro a Unemat, o que representa, na prática, menos recursos para a...

DEM consulta sobre regras ao Senado

julio campos 400 curtinha   Atendendo orientação da Nacional do DEM, na luta para ampliar bancada no Congresso, o diretório regional do partido vai apostar todas as fichas na disputa suplementar ao Senado. E, antes de avançar na definição de nome, o partido decidiu encaminhar consulta ao TSE para saber se...

Expediente suspenso e posse no TCE

guilherme maluf 400 curtinha   O expediente no TCE-MT será suspenso na segunda, a partir das 12 horas. É que às 15 horas acontece a sessão especial na Escola Superior de Contas, marcando a posse de Guilherme Maluf (foto) na presidência do órgão fiscalizador. O hoje presidente Domingos Neto passa ao...

Túlio, desgaste e disputa em Cáceres

tulio 400 caceres   Derrotado a deputado estadual duas vezes, a última em 2018, Túlio Fontes (foto) não sustenta mais o que declarou há três meses, quando anunciou que ficaria de fora da corrida à Prefeitura de Cáceres. Mesmo tendo abandonado o município por um bom tempo, desde quando concluiu...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.