Executivo

Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2019, 12h:05 | Atualizado: 01/02/2019, 08h:04

MINISTRA POLÊMICA

Filha adotiva da ministra Damares teria sido levada de forma irregular do Xingu

Damares

Ministra Damares se envolve em outra polêmica, agora com a filha indígena, Lulu Kamayurá

A ministra da Mulher, da Família e Direitos Humanos, Damares Alves, mais uma vez está no foco de uma polêmica. Dessa vez envolve sua filha adotiva Kajutiti Lulu Kamayurá, 20 anos, que segundo reportagem especial da revista Época, publicada hoje (31), teria sido levada da aldeia Kamayurá, na reserva nacional do Parque do Xingu, em Mato Grosso, quando ainda tinha apenas 6 anos de idade, cuja adoção não foi formalizada legalmente. A ministra nega que houve irregularidades na adoção de Lulu.

Na reportagem de Natália Portinari e Vinicius Sassine, que Lulu foi criada pela avó paterna, Tanumakaru, que é cega de um olho. Os familiares contam que Damares teria se apresentado à aldeia como missionária e levou Lulu sob a justificativa de que cuidaria de sua saúde bucal. Damares estava acompanhada de Márcia Suziki, considerada amiga da ministra, e que também teria se apresentado como missionária.

As missionárias afirmaram que mandaria a menina de volta nas férias, mas 14 anos depois isso ainda não aconteceu. Segundo a Época, Damares chegou a procurar pela reportagem, quando esta estava no Xingu e disse que estava à disposição para responder às perguntas, mas quando a ministra foi procurada em Brasília, recusou-se a falar com a reportagem, respondendo parcialmente a 14 questionamentos da revista.

“Todos os direitos de Lulu Kamayurá foram observados. Nenhuma lei foi violada. A família biológica dela a visita regularmente. Tios, primos e irmãos que saíram com ela da aldeia residem em Brasília. Todos mantêm uma excelente relação afetiva”, afirmou a ministra à revista Época.

Questionada por que não devolveu Lulu à aldeia após o tratamento dentário, Damares afirmou que a “filha” já retornou à aldeia e que jamais perdeu contato com os parentes biológicos, mas não respondeu o porquê a menina não foi adotada formalmente.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Antonio | Sexta-Feira, 01 de Fevereiro de 2019, 07h34
    0
    1

    O discurso anticorrupção não se sustenta tendo os seguintes ministros envolvidos em falcatruas: General Heleno (Segurança Institucional – fraude licitações), Onyx Lorenzoni (Casa Civil – delatado JBS), Paulo Guedes (Economia – fraudes operação greenfield), Luiz Henrique Mandetta (Saúde – fraude licitação e caixa 2), Tereza Cristina (Agricultura – delatada JBS), Ricardo Salles (Meio Ambiente – condenado), Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos – irregularidades ONG Atini e sequestro da índia LULU), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia – empresa de fachada), Marcelo Álvaro Antonio (Turismo – fraudes INSS e Banco do Brasil). ALÉM DE NOVE ministros comprovadamente envolvidos em irregularidades e ainda TEM o movimento inexplicado de R$ 1,2 milhão do ex-assessor de Flávio Bolsonaro, A REALIZAÇÃO DE CENTENAS DE DEPÓSITOS EM DINHEIRO NA CONTA DE FLÁVIO BOLSONARO QUE ATÉ PAGOU UM TÍTULO DE R$1 MILHÃO DE REAIS, envolvimento dos Bolsonaros com Milicias de Extermínio (Escritório do Crime), atividades imobiliárias irregulares (venda de R$8 milhões em imóveis), cheque de R$24 mil na conta da primeira dama (Michele Bolsonaro). Por fim a promoção na canetada (nepostismo) do filho do Moura junto ao Banco do Brasil.

  • Paulo | Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2019, 12h55
    2
    0

    Aí depois de 15 anos vem fazer xororo so porque a mulher virou ministra.

Matéria(s) relacionada(s):

Xuxu recusa diárias e cala Wilson

xuxu curtinha   Na tribuna da AL, o tucano Wilson Santos tentou ironizar o colega Xuxu Dal Molin (foto), que retornou de missão oficial à Ásia nesta semana, mas acabou se dando mal. Considerando que Xuxu é membro de uma das famílias mais abastadas de Sorriso, Wilson sugeriu que ele poderia ter custeado a viagem e...

TCE já suspende licitação na Câmara

misael galvao curtinha   O TCE determinou que a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), suspenda de imediato um pregão para contratar empresa para fornecimento de material de informática e de equipamentos de áudio e vídeo. Técnicos de Controle Externo de Contratações...

Janaina, MDB e o Palácio Alencastro

janaina riva curtinha   A presidente interina da Assembleia Janaina Riva não assume publicamente mas, nos bastidores, alimenta a esperança de ser prefeita de Cuiabá. Para que isso ocorra, em 2020, teria que deixar o seu MDB o prefeito Emanuel que, aliás, já está com um pé no PTB. Na cúpula...

Respaldo jurídico para barrar grevistas

mauro mendes curtinha   O Governo Mauro Mendes, de forma estratégica, está se respaldando de forma técnica e juridicamente, para enfrentar setores do funcionalismo que caminham para a deflagração de greve geral. Primeiro, recebeu do MPE uma notificação para não conceder reajuste salarial,...

Bolsonaro veta algoz de Selma no TRE

ulisses curtinhas   Fatores políticos-partidários podem ter pesado na escolha do presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao definir o novo membro do TRE. Ele optou por Sebastião Monteiro e não por Ulisses Rabaneda, que tentava ser reconduzido. Os presidentes costumam escolher o mais votado ou manter quem já está no...

Prefeitura de Barra garante legalidade

joaojakson   Procurador-geral de Barra do Garças João Jackson Vieira Gomes (foto) esclarece, em resposta à curtinha Contrato de R$ 4 mi pra limpeza, que a dispensa de licitação por 6 meses obedeceu todos os tramites legais, sendo que a empresa contratada ofertou o menor orçamento. A...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.