Executivo

Quinta-Feira, 04 de Julho de 2019, 16h:33 | Atualizado: 04/07/2019, 19h:36

atitude "lamentável"

Governador ameaça acionar professores em greve por bloqueios em repartições

Tchélo Figueiredo

Mauro Mendes

Governador Mauro Mendes durante coletiva à imprensa para tratar sobre projeto de reinstituição dos incentivos fiscais em MT, que trãmita na AL

O governador Mauro Mendes (DEM) declarou, na tarde desta quinta (4), que acionará o Poder Judiciário para impedir que os servidores façam novas manifestações que impeçam a entrada de servidores em instituições estaduais, como ocorreu nesta manhã. O democrata classificou a conduta dos grevistas como “extremamente lamentável”.

Servidores da Educação que estão em greve fecharam a entrada da secretaria estadual de Educação (Seduc), no Centro Político Administrativo, durante protesto nesta manhã. O manifesto foi motivado pela greve da categoria, deflagrada em 27 de maio, e bloqueou as atividades no prédio da pasta. Segundo o Executivo, mais de 500 servidores foram impedidos de entrar e o expediente teve de ser suspenso.

Ao comentar sobre a ação dos servidores, Mauro fez duras críticas. “É um desrespeito à democracia e ao direito de ir e vir”, disse. O democrata afirmou que o Sintep, sindicato que representa servidores da Educação, está sendo autoritário e desrespeitoso com colegas da categoria. “Não podemos mais tolerar esse tipo de coisa”, asseverou o chefe do Executivo estadual.

Ele declarou que o Governo está acionando o Poder Judiciário. “Mas não precisaria fazê-lo [acionar na Justiça], porque o direito de ir e vir tem que ser garantido”, afirmou.

“Não vamos mais tolerar esse abuso. O cidadão tem o direito de fazer greve. Ninguém está impedindo”, disse.

Mauro comentou sobre o corte de ponto dos grevistas – que tiveram suspensos pagamentos de quatro dias em maio e o mês inteiro de junho. “Estamos cortando ponto porque o Supremo Tribunal Federal já decidiu essa matéria e disse claramente que o Poder Público tem o dever de cortar ponto daqueles que fazem greve, a não ser que a greve seja ilegal”, disse.

O que querem? Não sou eu que estou cortando os pontos, foi o STF que determinou o corte

Mauro Mendes

“O que querem? Não sou eu que estou cortando os pontos, foi o STF que determinou o corte”, acrescentou.

O chefe do Executivo voltou a declarar que o cumprimento da Lei 510/2013, de Dobra do Poder de Compra, que prevê reajuste salarial de 7,6% do salário – principal reivindicação da categoria –, somente acontecerá quando o Estado voltar a cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

“Não vamos deixar de cumprir aquilo que estabelece a LRF”, disse, ao negar a possibilidade de chegar a um acordo sobre o cumprimento da Lei 510 ou apresentação de um cronograma para o pagamento dela.

O governador ironizou um dos pedidos do sindicato, de que ele assine um documento no qual garanta que cumprirá a Lei de Dobra do Poder de Compra até abril do próximo ano.

“Vou mandar um documento para cada cidadão mato-grossense, para ele assinar comigo, para aumentar em 30% a arrecadação com o Estado até abril de 2020. Se os contribuintes de Mato Grosso se comprometerem a consumir mais energia elétrica, para pagar mais ICMS, e mais combustível, para pagar mais ICMS de combustível, aí assumo compromisso com eles ou com qualquer um, porque terei certeza da receita. Não vou dar cheque sem fundo para atender o Sintep”, declarou.

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • jj | Sexta-Feira, 05 de Julho de 2019, 14h46
    0
    0

    gente temos que entender, esse pessoal que estão ai fazendo essas badernas, são aqueles que só ficam no sindicato do sintep (PT), só cossando, nunca deu aula na escola, só serve pra isso, vandalismo

  • jj | Sexta-Feira, 05 de Julho de 2019, 14h44
    1
    0

    sr. governador concordo com o sr., e concordo com greves, mas não trancar ruas e acessos das pessoas de ir e vir tanto pedestres e carros, sou contra trancar pessoas que não tem nada a ver com a historia, tem meu apoio governador.

  • jose | Sexta-Feira, 05 de Julho de 2019, 12h07
    2
    0

    alem de pagar servicodres publicos parcelados e deixando muito servidores publicos em situação criticas ate com nome em seraza e spc ,com corte de enrgia e agua ,e se acha nesse direito,sua empresa recebe milhoes de incentivos e sonega tudo.

  • alexandre | Sexta-Feira, 05 de Julho de 2019, 10h53
    7
    3

    faz tempo que deixou de ser um movimento dos professores e passou a a ser um movimento de militantes CUT petistas, os professores querem voltar a trabalhar...o SINTEP vai afundar todo mundo..

  • H.V.S | Sexta-Feira, 05 de Julho de 2019, 09h12
    6
    2

    Acho que a categoria deveria suspender a greve, voltar para as unidades escolares e tratar alunos, pais e a comunidade com o mesmo tratamento educado e gentil que o governador está dispensando aos professores.

  • Valdomiro Vieira Barbosa | Sexta-Feira, 05 de Julho de 2019, 07h58
    5
    9

    Desrespeito é o SINTEP obrigar a categoria a aderir a uma greve, isso sim é um desrespeito, por uma meia duzia de pessoas "de esquerda" que só querem atrapalhar o andamento do estado, municipio e pais, deitaram e rolaram duas décadas e só atrapalharam, nada foi feito de positivo para a educação. Minha filha esta a mais de 30 dias sem aula, CULPA DO SINTEP, sindicato só serve para atrapalhar e para puxar o saco da esquerda bandida. Espero que todos fiquem mesmo sem salário e ai acordem e vão trabalhar, ajudar o estado a sair dessa situação que os bandidos da esquerda travestida de "socialista" afundou.

  • Maria | Quinta-Feira, 04 de Julho de 2019, 21h02
    20
    5

    Irritados estamos nós cidadãos e cidadãs deste Estado, c estudantes sem direito de estudar em escolas dignas e os profissionais sem direito de reclamar Mauro Mendes, ditador, truculento! O senhor governador só sabe repetir uma frase CUMPRIR LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL. Só aprendeu a dizer isso? A cabeça dele só funciona assim?

  • Maria | Quinta-Feira, 04 de Julho de 2019, 20h58
    18
    3

    DESRESPEITO É CORTAR O PAGAMENTO DE QUEM SÓ TEM A GREVE COMO ARMA PRA REIVINDICAR O JUSTO CUMPRIMENTO DE LEI, SEO MAURO !! O SENHOR PRECISA TER MAIS HUMANIDADE, POIS SERES HUMANOS SÃO CAPAZES DE ENCONTRAR SOLUÇÕES P SEUS PROBLEMAS DIALOGANDO! MAS O SR PARECE UM TRATOR!

  • Francisco Valente | Quinta-Feira, 04 de Julho de 2019, 20h43
    20
    4

    É sempre fácil transferir para a sofrida categoria dos trabalhadores da educação a total falta de habilidade para negociar com a referida categoria. Até a presente data o governo não acenou com nenhuma alternativa para tentar resolver o impasse, ao contrário sempre o que vem do Poder Executivo Estadual é um mantra de intransigência que se resume basicamente em atacar a categoria com toda a espécie de expediente de forma a fragilizar ainda mais a condição de sufocamento dos referidos servidores. A falta de sensibilidade política para chegar a solução do impasse pelo não cumprimento da Lei 510/2013 só demonstra a total incompetência e má vontade de um governo que despreza a educação do nosso querido Estado de MT.

  • ROBSON JOSÉ | Quinta-Feira, 04 de Julho de 2019, 19h49
    27
    5

    Vejo que lamentável é um governo que não cumpre as Leis, isso sim, é lamentável.

Matéria(s) relacionada(s):

Máquinas para reciclar garrafas pets

maquina 400 curtinha   Sob iniciativa da secretaria de Inovação e Comunicação da Capital, dentro dos projetos que buscam a sustentabilidade, a prefeitura vai colocar máquinas de reciclagem de garrafas pets em 15 pontos da cidade e com possibilidade de ampliar os locais de recolhimento. Em troca, o cidadão...

4 fora da reeleição em Rondonópolis

jailton 400 vereador curtinha   Em Rondonópolis, quatro dos 21 vereadores não devem ir à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (DEM), Rodrigo da Zaeli (PSDB), Hélio Pichioni (PSD) e Jailton do Pesque e Pague (foto), do PSDB. Thiago e Rodrigo têm esperanças de concorrer a...

Prefeito apoia vice à briga em Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   Francis Maris vai mesmo declarar apoio oficial à pré-candidatura da empresária Eliene Liberato à sucessão em Cáceres. Em público, o prefeito faz mistério para não contrariar outros pretensos candidatos do grupo e que têm esperanças de receber...

Preparando um dos aliados a federal

mauro carvalho 400 curtinha   Embora não comente publicamente, o governador Mauro Mendes está "costurando" acordos políticos com líderes mais próximos, visando não só o pleito de 2020, mas também às eleições gerais de 2022. Em época de busca de projetos e de...

Salvando 1º ano de mandato no cargo

selma arruda 400 curtinha   Embora "sangrando" e com a imagem arranhada, a juíza aposentada e senadora cassada pelo TRE-MT Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, consegue concluir este primeiro de oito anos de mandato. E vai se licenciar nos próximos dias para ceder espaço aquele que financiou a sua campanha,...

Barbudo é menos empreguista de MT

nelson barbudo 400 curtinha   Dos oito deputados federais de MT, o estreante Nelson Barbudo (foto) é o menos "empreguista". Nestes 10 primeiros meses de mandato, ele nomeou no gabinete em Brasília e no escritório político em Cuiabá apenas 15 assessores. Cada gabinete pode ter até 25 secretários...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.