Executivo

Sábado, 15 de Junho de 2019, 07h:55 | Atualizado: 16/06/2019, 08h:18

SEM AMEAÇA

Governador de MT diz que nada mudou em 15 dias e descarta ceder aos grevistas

Christiano Antonucci

Mauro Mendes

Mauro Mendes em evento no Norte do Estado; democrata afirma que situação economica de MT continua a mesma

 O governador Mauro Mendes (DEM) descartou pagar a Revisão Geral Anual (RGA) ou conceder qualquer reajuste para acabar com a greve dos professores iniciada no último dia 27 de maio. Continua argumentando que os gastos com pessoal estão em 57,12%, porcentagem 8,12% acima do permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), situação que o impede de ceder.

“Nada mudou. Alguma coisa mudou nesses 15 dias? Nós voltamos para os 49% em gasto com pessoal em 45 dias? Não! A lei não nos dá outra alternativa. Falar a verdade e cumprir a lei é ameaça?”, disse Mauro, durante visita do ministro da Infraestrutura Tarcisio Freitas a Rondonópolis, na manhã de ontem (14).   

O presidente da Assembleia Eduardo Botelho (DEM), que considera a postura de Mauro como “radical” está disposto a mediar as negociações em busca do "meio termo". Para isso, aposta na liberação dos R$ 500 milhões do FEX pelo Governo Federal, que viabilizariam o pagamento da RGA.

Segundo o levantamento do Executivo, agora são 49,02% das escolas em greve, contra 50,98% em funcionamento parcial ou integralmente.

Mesmo com corte do ponto desde o primeiro dia, os professores decidiram manter a greve. Outras decisões desfavoráveis aos grevistas foram proferidas pelo Tribunal de Justiça como obrigação de custear o transporte escolar na reposição das aulas e multar quem proibir professores e estudantes de acessar escolas que não aderiram ao movimento.

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • alex r | Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019, 09h40
    2
    0

    Governador faz o seguinte: Entra numa sala de aula em que a Seduc lhe encaminhe por 30 dias se não houver incidentes voltamos a conversar!

  • joaoderondonopolis | Domingo, 16 de Junho de 2019, 11h49
    13
    2

    Com estas palavras, entendo que MM está na hora de jogar a toalha. Os servidores da educação devem permanecer com a greve.

  • Bruno | Sábado, 15 de Junho de 2019, 16h54
    22
    1

    Mentiroso! #MauroMente

  • dauzanades | Sábado, 15 de Junho de 2019, 16h20
    2
    0

    dauzanades, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Professora Helena | Sábado, 15 de Junho de 2019, 14h24
    9
    24

    Tá certo o Governador Mauro Mendes em não frouxar nada com esses grevistas inconsequentes, pois todo Brasil está em crise, em especial os Estados, como o proprio Mato Grosso, vem esses Professores exigir aumento salárial, quando temos 13 milhões de DESEMPREGADOS no Brasil, dos quais milhares deles aqui no nosso Estado. Além do mais, basta lembrar que MT paga o 3° melhor salário para essa carreira de servidores do Ensino do Brasil. Tenham consciencia, o momento exige reflexão e seriedade, não greve.

  • Falo mesmo | Sábado, 15 de Junho de 2019, 12h21
    27
    3

    É ótimo ver o Mauro Mendes falando isso, na eleição pra governador cansei d ouvir e ver professores dizendo que ele era o cara. Tá aí kkkkkkk nunca me enganou.

  • marcia.dferreira | Sábado, 15 de Junho de 2019, 10h34
    16
    9

    Parabéns ao deputado ludio que está apoiando os professores, Ludio Governador, abaixa a Janaina traidora, puxa saco do Mauro Mendes.

  • joaoderondonopolis | Sábado, 15 de Junho de 2019, 09h30
    22
    5

    Está na hora de outras categorias entrarem de greve. Parabéns servidores da educação.

  • REGIS RODRIGUES RIBEIRO | Sábado, 15 de Junho de 2019, 09h13
    15
    5

    Essa queda de braço não é bom para nenhuma das partes, eles vão ter que se sentar à uma mesa redonda e chegar à um consenso, que é cada parte ceder um pouco até que se atinja o fim colimado.

Matéria(s) relacionada(s):

COT do Pari segue travado até 2020

padeiro_400_curtinha   A secretaria de Infraestrutura, sob Marcelo Padeiro (foto), determinou a criação de uma Comissão Técnica de Trabalhos para estudar detalhadamente o contrato e a obra do COT do Pari, que só será retomada no ano que vem. Afinal, os trabalhos de análise, seguirão até...

Nezinho, enfim, remanejado na gestão

nezinho_400_curtinha   Mesmo com reclamações sobre a maneira burocrática e os passos lentos de Nezinho (foto) no Governo, o prefeito da Capital Emanuel demorou mais de dois anos para remanejá-lo. Ex-prefeito de Livramento e amigo de longa data de Emanuel, Nezinho agora assume a Controladoria do município. No...

Natal Solidário com prêmios valiosos

francis maris 400 curtinha   O empresário e prefeito de Cáceres Francis Maris (foto) lança nesta quarta, às 14h, na Assembleia Legislativa, mais uma campanha solidária em nome do Instituto Cometa, do Grupo Cometa, com sede em Cáceres e uma das maiores concessionárias de revenda do país. Em...

Sem elevar vaga de desembargador

carlos alberto 400 curtinha   O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), até concorda com a proposta de se aumentar o número de vagas de desembargadores, podendo subir de 30 para 35, por causa da elevada demanda e da necessidade de desafogar os processos na Justiça em...

Piran e avião de R$ 6 mi via o BNDES

valdir piran 400   O Antagonista revelou hoje a lista de beneficiários de empréstimos do BNDES para a compra de jatinhos da Embraer. E nela estão banqueiros, empresários, advogados e artistas. Um deles é o empresário mato-grossense Valdir Piran (foto), que captou nada menos que R$ 6,4...

Com mestrado e pronto para o retorno

jose carlos novelli 400 curtinha   Mesmo afastado da ativa por imposição do Supremo, em meio a um processo controverso baseado em denúncias sem prova, o conselheiro do TCE-MT, José Carlos Novelli (foto), segue se aperfeiçoando e ampliando conhecimentos. Acaba de receber diploma do curso de Mestrado...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.