Executivo

Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020, 11h:02 | Atualizado: 30/09/2020, 11h:28

PRISÃO DE EX-ADJUNTO

Governador diz ser impossível ter 70 mil servidores honestos: não compactuamos

Rodinei Crescêncio

Mauro Mendes

Mauro Mendes conversa com a imprensa durante evento; democrata ameniza impacto de prisão de ex-adjunto da Casa Civil por eventual corrupção

Após vários dias evitando falar no assunto, o governador Mauro Mendes (DEM) comentou, nesta quarta (30), a prisão em flagrante do ex-secretário-adjunto da Casa Civil, Wanderson de Jesus Nogueira. Mauro amenizou o impacto da polêmica e garante que casos de corrupção no governo não vão ficar impunes. Wanderson, preso na quinta (24), com R$ 20 mil que seriam propina para favorecer empresa em licitação, era considerado braço direito do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho.

“Primeiro está sob investigação, nós temos que esperar, nós não pactuamos com nenhum tipo de corrupção, nós temos 70 mil servidores e é impossível garantir que temos 70 mil pessoas honestas trabalhando para o estado. Qualquer um deles pode fazer um ato indevido, mas qualquer um que fizer e for pego, vai pagar por isso”, disse à imprensa durante inauguração da nova sede da Seduc, nesta quarta (30).

A prisão do ex-membro do alto escalão do governo pelo Gaeco, foi fruto de uma investigação sob coordenação do Ministério Público que teve apoio das policias Civil e Militar. Ontem (29), Mauro Carvalho, determinou a suspensão dos pagamentos para o contrato com a TMF Construções e Serviços Eireli, oriunda do pregão eletrônico nº 001/2020/Governadoria, que é alvo de uma investigação do MPE.

Após duas coletivas marcadas no Palácio Paiaguás, Mauro tem se esquivado em falar sobre o tema e se limitou a emitir nota, via assessoria, comunicando a exoneração de Wanderso

O governador não apareceu na primeira coletiva marcada na sexta (25) à tarde, quando falaria após receber a ativista Luísa Mell e nesta segunda (28), quando recebeu o ministro Onyx Lorenzonni, saiu antes de ser questionado sobre a prisão.

Wanderson teve decisão pela soltura na sexta (25), após ser pego com R$ 20 mil que, segundo investigação, seria dinheiro repassado por uma empresa que buscava favorecimento em processo de licitação. É o primeiro caso de possível corrupção no governo de Mauro.

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • Rafael | Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020, 18h28
    0
    0

    A casa vai cair... Aguardem...

  • Minerinho | Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020, 17h59
    0
    0

    sem defender quem quer que seja...mas, o que disse MM está correto. O que se precisa averiguar é o que ocorre em outras secretarias, merenda escolar..... nos processos de licitação. O mais comum é um mesmo grupo(raiz) mudar apenas o CNPJ para se dar bem.....basta cruzar dados, verificar parentescos e quadro societário alguns já pertenceram ou ainda pertencem ao quadro da seduc.....facim...., facim.....

  • Marco Aurélio | Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020, 17h56
    0
    0

    Vou lembrar aqui para esse Mauro Mentes o grande orador romano chamado Cícero que um dia disse: "seja o teu falar melhor do que o silêncio, se não, cala-te.

  • Gilston | Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020, 16h25
    7
    0

    KKKK todos os gestores tem o mesmo discurso quando alguém ao lado do seu gabinete é presa pela policia usurpando roubando o nosso dinheiro de imposto. Primeira fala é que não pactual e segundo tentam justificar alegando que na gestão de fulano tambem tem gente presa. São cara de pau mesmo.

  • joaoderondonopolis | Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020, 13h03
    17
    1

    São 70.000 votos a favor do Emanuel, seria votos para o candidato de MM, mas perseguiu os servidores dá nisso aí. Agora não adianta elogiar os servidores agora, que já é tarde. Emanuel ganha no primeiro turno, Parabéns Emanuel rumo a vitória.

  • José | Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020, 12h08
    2
    0

    José, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • mauro | Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020, 11h51
    29
    2

    Não se trata de um simples servidor, trata-se de adjunto responsável em ordenar despesas da Governadoria, Vice-Governadoria e Casa Civil, ou seja uma pessoa de total confiança do executivo. Ademais o cargo ora ocupado é de indicação do próprio Governador os chamados DGA's.

  • HELO | Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020, 11h49
    29
    2

    Seu secretário adjunto nunca foi SERVIDOR PUBLICO. É servidor do seu governo. Servidor Público sabe as dificuldades para chegar até lá e não jogam pela janela a CONQUISTA.

  • Marco Antônio | Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020, 11h33
    0
    0

    Marco Antônio, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Neto | Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020, 11h30
    26
    2

    Só faltou ele dizer que os 70 mil servidores são seu funcionário . Acorda Mauro Mendes você como empresário é 0 . Como político pior ainda.Teu ego chega a ser ridículo.

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...