Executivo

Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 11h:30 | Atualizado: 19/09/2019, 16h:23

No comando de MT

Governador interino diz que FEX depende de sensibilidade: não é o forte de Guedes

O governador em exercício Otaviano Pivetta (PDT), em sua primeira entrevista como titular do cargo transmitido na manhã desta quinta (19), em razão da viagem internacional que Mauro Mendes (DEM) realiza aos Estados Unidos, considerou que os oito dias que ficará à frente do Executivo estadual não serão suficientes para fazer nada “extraordinário ou sensacionalista”.

Christiano Antonucci

Otaviano Pivetta assume governo de MT e Mauro Mendes faz viagem internacional

Otaviano Pivetta assume comando do Estado e Mauro Mendes faz viagem internacional

Pivetta também levantou dúvidas em relação ao recebimento do FEX 2019, conforme foi prometido pelo governo federal em reunião com a bancada federal de Mato Grosso e o governador Mauro Mendes, no final do mês passado.

“Eu sou muito cético com essa relação entre os governos federal com estadual. Os entes federativos estão todos numa situação muito difícil. Não sou crente em discurso de transferência com facilidade. Apesar de tudo isso, eu só acredito vendo. Não existe uma garantia legal. Esse negócio tem várias versões. Vai depender muito da sensibilidade do governo federal, mas isso não é o forte do ministro Paulo Guedes. Só vou acreditar na hora que acontecer”, asseverou, em entrevista coletiva.

Pivetta diz defender o mecanismo da compensação, mas critica o formato como tem acontecido. “Desde que não dependa desse drama, humilhação e incerteza que vivemos todos os anos. Defendo mais do que isso é que o Estado faça o dever de casa, faça o conserto, precisamos corrigir as distorções”, dispara.

Desde 2016 perdeu validade a compensação da Lei Kandir, o FEX, que é repassado a Estados e municípios exportadores que são obrigados a desonerar a exportação de commodities. Anualmente, Mato Grosso tem direito a R$ 400 milhões, enquanto que os municípios dividem R$ 100 milhões. Em 2018, o valor não foi repassado e tem sido declarado perdido. Neste ano, o governo federal só prometeu repassar o FEX no último mês, com previsão de realizar a transferência no final do ano.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Erivaldo | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 13h34
    2
    0

    governo federal passando a perna nos estados.... em especial no mato grosso!

  • renato | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 11h53
    6
    1

    o sujo falando do mal lavado , sensibilidade nunca foi o forte do Piveta

Matéria(s) relacionada(s):

Única suplente com salário no Senado

clerie fabiana curtinha 400   Dos seis suplentes de senadores por Mato Grosso, uma recebe salário pelo Senado. Trata-se de Clérie Fabiana Mendes (foto), segunda-suplente de Selma Arruda. Mas o seu subsídio não é pelo cargo assegurado com a eleição da chapa, mas sim por ter sido nomeada em posto...

Prefeita e R$ 10 mi em obras em Sinop

rosana sinop 400 curtinha   A prefeita de primeiro mandato de Sinop Rosana Martinelli (foto) está fechando o terceiro e penúltimo ano de mandato com uma grande demanda de obras estruturantes. Após licitar, assinou contrato de R$ 10,2 milhões com a construtora e incorporadora Berna, que vai executar o projeto integrado de...

Justiça impede "espetáculo eleitoreiro"

helena 400 curtinha desembargadora   O Judiciário fez justiça ao mandar suspender a eleitoreira CPI contra o prefeito Emanuel. Numa fase já de pré-campanha, em que todos os 25 vereadores cuiabanos e mais uma centena de outros de fora se movimentam pensando na disputa eleitoral e ávidos para criar palanque, nada...

Parlamentar anda cabreiro até na AL

sebastiao rezende 400 curtinha   Sebastião Rezende (foto), que exerce o 5º mandato, anda cabreiro e assustado, até mesmo na hora de circular pelos corredores da Assembleia. E não pode avistar um jornalista que sai correndo. Na terça, após a sessão ordinária, o deputado acelerou os passos quando...

10 anos "adormecida" sobre Energisa

gisela 400 curtinha   Depois de mais de 10 anos atuando no Procon, a advogada e primeira-suplente de deputada federal Gisela Simona (Pros) agora que se acordou para a gravidade sobre a prestação de serviços da Energisa, campeã de reclamações junto ao próprio Procon. Passou todos esses anos sem mover...

Demitida por ter apoiado Bolsonaro

josenai 400 curtinha   A aprovação em seletivo não foi suficiente para que o contrato da professora Josenai Terra (foto), que se estenderia até dezembro deste ano, fosse cumprido pela Unemat Campus Tangará da Serra. A professora lecionava desde 2017, mas em setembro de 2018 foi a única contratada para...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.