Executivo

Sexta-Feira, 08 de Maio de 2015, 14h:11 | Atualizado: 08/05/2015, 14h:43

Executivo

Governo integra Fazenda e PGE para buscar R$ 14 bilhões da dívida ativa

Gilberto Leite

taques_procuradoria

Pedro Taques, secretário de Fazenda Paulo Brustolin e procurador Patrick Ayala

O governador Pedro Taques (PDT) inaugurou, na manhã desta sexta (8), o espaço da Procuradoria Fiscal do Estado anexo à Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz). A medida busca integrar os trabalhos realizados pelas instituições com objetivo de intensificar a cobrança de créditos ativos que chegam a aproximadamente R$ 14 bilhões.   

Na solenidade, Taques afirmou que o Governo trabalha diuturnamente pela recuperação dos créditos da dívida ativa. Segundo ele, os cerca de R$ 14 bilhões precisam ser transformados em políticas públicas para beneficiar os cidadãos mato-grossenses. “O valor equivale a 14 VLTs. Além disso, pode ser convertido em diversos hospitais regionais ao custo individual de R$ 100 milhões. Podemos comprar mais ambulâncias, reformar as 748 escolas estaduais e pavimentar as rodovias que estão em situação precária”, argumenta.  

Taques também disse que seguirá preparando Mato Grosso para o futuro. Entretanto, garante que “não esquece o passado” e pretende continuar realizando auditorias na máquina pública para identificar malfeitos das gestões anteriores. “Vamos mudar o Estado sem esquecer o passado e pensando no futuro. Quem tem medo de auditoria que tome maracugina ou água de melissa. Alguns já estão presos, mas ainda tem mais gente precisando ir para cadeia”, completou.  

 O secretário de Fazenda Paulo Brustolin lembra que a integração entre Sefaz e Procuradoria Fiscal do Estado é a primeira fase do projeto para  recuperação de recursos para o Estado através da cobrança efetiva da dívida ativa. A segunda etapa será a integração em sistema único de todos os  processos até 30 de junho.  

Segundo Brustolin, a medida agiliza a cobrança dos créditos inscritos na dívida ativa. Além disso, facilita a vida dos empresários, que encontrarão mais agilidade e rapidez na hora de emitir certidão. “A Sefaz acredita que é plenamente possível recuperar pelo menos R$ 2 bilhões para o caixa do Governo até o final de 2016. E essa medida é extremamente importante para o Governo, inclusive foi uma determinação do governador Pedro Taques”, explica.    

O procurador-geral do Estado, Patrick Ayala, afirma que a proximidade da Procuradoria Fiscal com a Sefaz facilitará e trará mais eficiência ao trabalho dos procuradores, de cobrar os créditos do Estado. Segundo ele, não haverá mais divisão entre dívida da Sefaz e dívida da PGE e os débitos serão tratados de forma unificada. “O objetivo é conseguir que a arrecadação atinja níveis mais eficientes”, concluiu.  

Além de Taques, Brustolin e Patrick Ayala, a solenidade contou com a presença do presidente do TCE Waldir Teis e do conselheiro Valter Albano, ambos ex-secretários estaduais de Fazenda. O secretário de Gestão Júlio Modesto também acompanhou a inauguração.  

  Custo-Benefício  

O espaço da Procuradoria Fiscal do Estado anexo à Sefaz demandou investimento de R$ 120 mil na reforma da Escola Fazendária. De acordo com Brustolin, após constatar a imediata necessidade de trazer a PGE para perto da Sefaz, a ideia inicial foi alugar um espaço que custaria em torno de R$ 700 mil por ano, apenas com aluguel, além de  R$ 2 milhões anuais para funcionar com toda a estrutura necessária  incluindo segurança, limpeza, entre outras despesas funcionais. 

 Dessa forma, a equipe técnica da Sefaz  reviu todo o layout da Escola Fazendária para analisar a possibilidade de dedicar um andar à Procuradoria Fiscal.  “Conseguimos otimizar através de um estudo moderno de layout um andar exclusivo do prédio que já existia na Sefaz para a Procuradoria, evitando o custo de R$ 2 milhões para o Governo anualmente. Também tomamos o cuidado de manter o auditório da Escola Fazendária do mesmo tamanho para que possamos ampliar ao longo desse ano as boas práticas que a escola procura implementar em toda sociedade”, ressaltou Brustolin. 

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Otávio | Domingo, 10 de Maio de 2015, 05h48
    0
    0

    Kkkk Dois bilhões até o final do ano de dívida ativa não recuperou nem meio milhao

  • Cris | Sexta-Feira, 08 de Maio de 2015, 15h48
    2
    0

    Por enquanto o relatório da Receita Pública no portal da SEFAZ, aponta um percentual 4,6% abaixo do previsto na LOA, no período do primeiro Bimestre. Inscrever é um passo, cobrar é outro e diminuir o inconverso de ICMS é outro. Bora licitar o transporte de passageiros, aumentar a receita de serviços, fiscalizar sem olhar à quem os incentivos fiscais, segmentos do agronegócio, madeira, medicamentos, varejo, e outros...Parece que o Secretários ainda está perdido. Apruma! O Governador adora fazer trocadilhos, mas não mandou o Secretário to mar um guaraná bem forte pra acordar. Ou tomou e não aguentou, ficou tonto.

  • Manoel Peixoto | Sexta-Feira, 08 de Maio de 2015, 15h27
    2
    0

    É...!! A Empresa que na Época, da vaca gorda não recolheu os tributos. Agora seus proprietários realmente perderão o sono. E infelizmente, não se lê nada de noticias de nossas economia que nos anima. É só crise desemprego,e empresas fechando. Fico como Matogrossense e Brasileiro, preocupado com essa situação, pela qual passa o país, E isso sempre acaba respingando,em cima do trabalhador, e das pequenas empresas. A equipe economica tem que ser habilidosa,para resolver esse problema,que tentará ser resolvida, em um momento dificil,pela qual passa nossa economia. Que todos sejam felizes e encontrem um caminho suave, para a solução do problema.

  • Lizandra | Sexta-Feira, 08 de Maio de 2015, 14h44
    1
    0

    Está anotado: $2 bilhões em dívida ativa efetivamente recebida até dezembro de 2016. Vamos lembrar!

Vereador terá de devolver R$ 106 mil

justino malheiros 400 curtinha   Justino Malheiros (foto), que está licenciado da Câmara de Cuiabá para tratamento de saúde, terá de restituir R$ 106,6 mil aos cofres públicos juntamente com a empresa Votech Tecnologia em Votação Eireli. E o valor deve ser corrigido monetariamente pelo IPCA...

Única suplente com salário no Senado

clerie fabiana curtinha 400   Dos seis suplentes de senadores por Mato Grosso, uma recebe salário pelo Senado. Trata-se de Clérie Fabiana Mendes (foto), segunda-suplente de Selma Arruda. Mas o seu subsídio não é pelo cargo assegurado com a eleição da chapa, mas sim por ter sido nomeada em posto...

Prefeita e R$ 10 mi em obras em Sinop

rosana sinop 400 curtinha   A prefeita de primeiro mandato de Sinop Rosana Martinelli (foto) está fechando o terceiro e penúltimo ano de mandato com uma grande demanda de obras estruturantes. Após licitar, assinou contrato de R$ 10,2 milhões com a construtora e incorporadora Berna, que vai executar o projeto integrado de...

Justiça impede "espetáculo eleitoreiro"

helena 400 curtinha desembargadora   O Judiciário fez justiça ao mandar suspender a eleitoreira CPI contra o prefeito Emanuel. Numa fase já de pré-campanha, em que todos os 25 vereadores cuiabanos e mais uma centena de outros de fora se movimentam pensando na disputa eleitoral e ávidos para criar palanque, nada...

Parlamentar anda cabreiro até na AL

sebastiao rezende 400 curtinha   Sebastião Rezende (foto), que exerce o 5º mandato, anda cabreiro e assustado, até mesmo na hora de circular pelos corredores da Assembleia. E não pode avistar um jornalista que sai correndo. Na terça, após a sessão ordinária, o deputado acelerou os passos quando...

10 anos "adormecida" sobre Energisa

gisela 400 curtinha   Depois de mais de 10 anos atuando no Procon, a advogada e primeira-suplente de deputada federal Gisela Simona (Pros) agora que se acordou para a gravidade sobre a prestação de serviços da Energisa, campeã de reclamações junto ao próprio Procon. Passou todos esses anos sem mover...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.