Executivo

Sábado, 19 de Fevereiro de 2011, 07h:15 | Atualizado: 19/02/2011, 10h:03

IMPASSE

Homero diz compreender aliança com DEM, mas quer Jilson na Sedraf

Homero Pereira   Apesar de afirmar que entende os planos do governador Silval Barbosa (PMDB) em abrir espaço para o DEM no Governo, oferecendo a secretaria estadual de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf) ao deputado José Domingos Fraga, o deputado federal Homero Pereira (PR) não esconde o desejo de que o atual secretário, Jilson Francisco da Silva, permaneça na pasta. "O Jilson é um companheiro de partido. Fui eu que levei ele para lá e ele tem se mostrado competente", pontuou o parlamentar.

   O cargo de titular da pasta tem sido discutido desde dezembro do ano passado, quando Silval definiu todo seu staff. O impasse foi protagonizado pelo ex-deputado Dilceu Dal Bosco (DEM), que argumentava que o partido poderia ser mal interpretado se aceitasse um cargo no governo depois de ter sido oposição durante as eleições. O próprio Dilceu se lançou ao cargo de vice-governador na chapa emcabeçada pelo ex-prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), que teceu duras críticas ao peemedebista durante a campanha.

   Depois de Dilceu ceder às pressões e aceitar a composição com Silval, foi a vez da cúpula do partido fazer exigências. Os rumores são de que o DEM só aceitaria assumir a secretaria com todos os cargos à sua disposição. O presidente da sigla, Oscar Ribeiro, chegou a se reunir com o governador e entregar uma carta genérica, em que o partido se posiciona no quadro político e aponta seus planos para as eleições de 2012.

   A indefinição a respeito do assunto tem preocupado toda a equipe que atua na secretaria, segundo o deputado federal Homero Pereira (PR). "Todos esperam que este clima de interinidade passe logo", afirmou o republicano. Ele próprio diz esperar que a situação se resolva o mais rápido possível e afirma que chegou a interceder junto a Silval. "Eu conversei com o governador e com o Jilson sobre isso, mas ainda não temos uma resposta", ponderou.

   Perguntado sobre como avalia a possibilidade de Fraga substituir Jilson, Homero preferiu não fazer comentários. "Não quero entrar no mérito de avaliar quem não é do meu partido", desconversou. O deputado ponderou, contudo, afirmando que se a oferta vier para somar com o Governo será bem vinda e que qualquer um que ocupe a secretaria terá o apoio da bancada em Brasília.

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • Paulinho Pauican | Sexta-Feira, 25 de Fevereiro de 2011, 14h18
    0
    0

    Parabens Homero, vc esta certo tem que prestigiar quem vistiu a camisa e saiu as ruas, o DEM foi contra e aida quer exigir, Silval abre olho se não vc vai cair no descrédito quer levantar difunto que esta morto. O DEM e o PSDB tem que ficar do jeito que eles queriam sem abocanhar nada, fizeram pacto errado e cairam na desgraça e tem que ficar assim por muito tempo.

  • Joséda Rocha Filho | Domingo, 20 de Fevereiro de 2011, 17h58
    0
    0

    Já que o assunto é a antiga SEDER, alguém sabe me dizer como anda a história dos dez mulhões desviados na confecção de crtilhas? É incrível com nós temos memória curta!!!!!!!!!!!

  • Amarildo | Sábado, 19 de Fevereiro de 2011, 12h01
    0
    0

    Parabéns! Deputado Homero Pereira é adimirável sua atitude em apoiar a permanência do secretário de agricultura Jilson Francisco de silva, em sua gestão ele tem feito um maravilhoso trabalho no desenvolvimento de agricultura familiar. Na atualidade ele é uma das pessoas com maior conhecimento na agricultura do Estado, com boa tramitação em todos os movimentos socias e também com o ministério do desenvolvimento Agrário, com sua permanência, o desenvolvimento de agricultura famíliar irá ser muito beneficiado. Espero que o governador aceite sua indicação e o Jilson possa permanecer na SEDRAF.

  • BENIER MARCOS | Sábado, 19 de Fevereiro de 2011, 11h34
    0
    0

    Concordo plenamente com deputado federal Homero. O nobre parlamentar por ser oriundo dessa classe sabe melhor que ninguém qual é a pessoa mais indicada para assumir a SEDRAF. Já que ele avaliza Jilson, eu também peço ao governador que mantenha - ó no cargo, pois haja vista que vêem desenvolvendo relevantes serviços á frente da pasta. Ainda conta com apoio de um dois principais representantes da agricultura no país, que é o deputado Homero. O ministro da Agricultura, disse que é Homero é o seu embaixador em Mato Grosso, isso nos faz ter uma idéia que o parlamentar juntamente com o secretário terá maiores facilidades em conseguir recursos para o nosso estado. Governado, concordância com deputado Homero, não só eu, mais a classe mais baixa que se identifica muito com Jilson pedimos a permanência dele... Valeu dep. Homero, lutando pelo seu povo.

  • Carvalho | Sábado, 19 de Fevereiro de 2011, 11h24
    0
    0

    Senhor Homero estar com toda razão em apoiar a permanência do atual secretario da Sedraf, pois, a Agricultura Familiar depois da gestão do Sr° Jilson Francisco da Silva, esta em expansão e desenvolvimento, assim melhorando as condições de vida dos pequenos agricultores e consequentemente as condições sociais e econômica do estado. Assim, o melhor a fazer é deixar o cargo com uma pessoa que já sabemos que tem experiência e comprometimento com aquilo que faz. Portanto, apoiamos sua permanência.

  • Milla | Sábado, 19 de Fevereiro de 2011, 11h17
    0
    0

    Esse papo de troca de pasta vai prejudica principalmente os pequenos produtores rurais que depende da SEDRAF, para por o pão de cada dia na mesa, e levar as nossas mesas os alimentos que todos os dias comemos, mas isso parece que não estava chamando a atenção de ninguém, até aparecer nosso querido DEPUTADO FEDERAL HOMERO, que desde já quero parabenizar com essa atitude de preocupação, com os pequenos produtores, é dizem que conselho fosse com a gente não dava vendia, mas vou abri uma esseção, DEIXA O SR. JILSON NA SECRETARIA PELO NOSSO BEM E DE TODOS OS PEQUENOS PRODUTORES RURAIS. Pense bem nisso Sr. Governado, antes de toma algum tipo de decisão precipitada, ou por motivos que podem futuramente beneficiar somente o Sr. .

  • Rafael | Sábado, 19 de Fevereiro de 2011, 09h59
    0
    0

    A Sedraf tem que ficar com o PT, o partido da agricultura familiar e quilombolas. E não com ruralistas, como Domingos e Homero.

  • ANSELM0 | Sábado, 19 de Fevereiro de 2011, 09h56
    0
    0

    Governador o DEM não quer nada, na verdade nem contribuiu com a sua eleição, estão se achando o ultimo biscoito do pacote, o Jilson tem feito o que nenhum secretario anterior fez, a agricultura familiar tem se organizado , Jilson veio da base, cumpra com os trabalhadores rurais que votaram no Sr.Governador votaram tambem na continuidade de Jilson.LEMBRE-SE DISSO. LARGA A MÃO DESSE POVO e deixa a equipe que ja esta trabalhando. NÃO COMETA O ERRO DE COLOCAR QUEM NÃO ESTA NEM AI COM O SEU GOVERNO

  • Kassu | Sábado, 19 de Fevereiro de 2011, 09h50
    0
    0

    Vejo como prioridade da Sedraf o apoio aos agricultores familiares assentados da reforma agrária o Jilson além de competente veio das bases e já trabalhou e muito no cabo do Guatambú - madeira usada para cabo de ferramentas – saiu do assentamento já como líder e transformou como Presidente da Fetagri em um grande líder e hoje com o maior merecimento subindo cada degrau é secretário de estado. Deixa o deputado José Domingos onde está, precisamos dele no seu devido lugar. Concordo plenamente com o Deputado Homero Pereira (PR) se é para trazer o DEM para a base que traga oferecendo outros atrativos. Deixe o Jilson trabalhar com tranqüilidade. Os produtores de Mato Grosso merecem! Clodoeste Pereira Kassu da Silva – Água Boa News – Água Boa - MT

  • ALVARO VARELA | Sábado, 19 de Fevereiro de 2011, 09h02
    0
    0

    SO QUER PARA VOCE MESMO VEM PAGAR SUAS CONTA DE CAMPANHA.

Câmara chama secretária para vaga

chico 2000 curtinha   Após a destituição de Ralf Leite (MDB) da vaga de Chico 2000 (foto), licenciado, por força de decisão judicial, a Câmara de Cuiabá convocou a primeira suplente Luciana Zamproni (MDB) para assumir mandato temporário no Legislativo, menos de 30 dias. Ela atua como...

PTB perdeu uns, mas ganhou outros

emanuelzinho 400   Em Várzea Grande, enquanto alguns militantes do PTB, puxados pelo secretário jaymista Silvio Fidelis foram para os braços do candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), que tem Hazama (DEM) de vice, militantes de outras legendas decidiram abraçar a candidatura do petebista Emanuelzinho (foto). São...

PT de Cuiabá passivo; ROO, autêntico

kleber amorim 400 curtinha   O PT de Rondonópolis se organizou melhor, mobilizou a militância, se tornando mais autêntico do que o núcleo petista de Cuiabá. Para se ter ideia, o partido, numa posição de coragem e levando preocupação ao prefeito Zé do Pátio, que tinha...

DEM é "suprapartidário" em Cuiabá

wilson santos, 400 curtinha   Para uns, o DEM de Cuiabá se tornou "suprapartidário". Para outros, um partido de aluguel. Além de não ter cabeça de chapa para prefeito, o partido do governador Mauro e dos irmãos Júlio e Jayme Campos enfrenta uma situação inusitada de concorrentes...

Diretório do Podemos-VG dissolvido

mara podemos curtinha 400   A direção estadual do Podemos, sob o deputado José Medeiros, destituiu o diretório municipal de Várzea Grande e anulou o encaminhamento para apoio a Kalil Baracat a prefeito. Agora sob comando provisório da professora Wilcimara Carnelós, a Mara (foto), que está na...

Silvio provoca debandada no PTB-VG

silvio fidelis 400 curtinha   Silvio Fidélis (foto), afilhado político de Chico Galindo e que se tornou fiel escudeiro da prefeita várzea-grande Lucimar Campos, de cuja gestão é secretário de Educação, provocou debandada geral no PTB local. Inconformado com a decisão de Emanuelzinho de...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.