Executivo

Sexta-Feira, 04 de Outubro de 2019, 10h:12 | Atualizado: 04/10/2019, 16h:20

MEIO AMBIENTE

Ibama suspende embargos e libera plantio em cinco terras indígenas em Mato Grosso

O Ibama sustou os efeitos dos embargos em cinco terras indígenas localizadas em Mato Grosso, liberando o plantio nas áreas. Foram atingidas pela decisão as terras Rio Formoso, Paresi, Utiariti, Tirecatinga e Irantxe, todas localizadas dentro da chamada Amazônia Legal. Os embargos, proibindo a utilização comercial das áreas, estavam vigentes desde 2018.

A decisão administrativa foi assinada pelo presidente do Ibama Eduardo Fortunato Bim. O secretário Especial de Articuação Social da Presidência da República, Iury Revoredo Ribeiro, enviou um ofício ao deputado José Medeiros (Podemos) informando sobre a suspensão dos embargos. A demanda havia sido repassada pelo parlamentar mato-grossense à presidência durante audiência em 11 de setembro - veja documento.

Reprodução

documento_indiosprodu��o

A terra Utiariti, uma das que foram liberadas, foi visitada pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, em fevereiro deste ano, logo após assumir o cargo. A área foi a primeira a ser visitada por ele na Amazônia. Salles comemorou o fato de haver produção na área indígena, apesar de o embargo do Ibama estar vigente à época.

Um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) está em negociação entre a Funai, o Ibama e o Ministério Público Federal (MPF), com acompanhamento da secretaria comandada por Iury Ribeiro.

O MPF em Mato Grosso, por meio do procurador da República Ricardo Pael Ardenghi, destacou que o plantio por índios em suas terras não é proibido. As áreas foram embargadas porque foi identificada a presença produtores rurais produzindo nesses locais, com arrendamento de terras. Quando as terras foram embargadas foram aplicadas multas, o que continua valendo, com possibilidade de cobrança dos valores.

Índios que arrendam terras para plantio podem ser enquadrados pelo crime de estelionato e não-índios que concorram para o crime poder ser enquadrados por usurpação de terras da União.

“O que houve com a decisão do Ibama é que simplesmente foi dada uma autorização para plantio pelos próprios indígenas, o que faz parte de um TAC a ser assinado com o MPF e a autorização só vai valer enquanto as condições do acordo forem cumpridas”, destacou o procurador do MPF.

A suspensão dos efeitos dos embargos também é temporária, em razão do período de início do plantio. Com o TAC, devem ser estabelecidos os parâmetros para utilização das terras indígenas para agricultura. Entre os itens defendidos pelo MPF estão um percentual máximo da área com possibilidade de ser utilizada, a proibição do uso de agrotóxicos e técnicas que agridam o meio ambiente, além da necessidade de que o plantio seja feito diretamente pelos próprios indígenas.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

DEM-Cuiabá projeta até 4 vereadores

beto 400 curtinha   O presinte da Provisória do DEM da Capital e secretário estadual de Governo, Alberto Machado, o Beto 2 a 1 (foto), está animado com as chapas do partido construídas para o embate eleitoral. Já conta com 38 pré-candidatos a vereador e avalia que todos são competitivos. Uma das...

Chapa de Pivetta faltando um nome

adilton sachetti curtinha 400   O empresário Otaviano Pivetta continua avaliando um nome para composição de sua chapa ao Senado na suplementar de 26 de abril para a vaga da cassada Selma Arruda. A primeira-suplência deve ficar mesmo com o ex-prefeito rondonopolitano e ex-deputado federal Adilton Sachetti (foto), do PRB....

Senado, disputa interna e PT rachado

verinha_curtinha   O PT, que recebe hoje as inscrições de pré-candidatos ao Senado, deve ter apenas um nome na disputa interna, o do deputado e presidente estadual da sigla Valdir Barranco. A ex-vereadora Enelinda, com dificuldade, corre contra o tempo para se viabilizar. Enquanto isso, membros de outras correntes menos...

Falta na votação da emenda impositiva

jose medeiros 400 curtinha   O deputado José Medeiros (foto), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara e pré-candidato a senador na suplementar de 26 de abril, explica que não procede a informação de que teria votado favorável à PEC 34/19, que assegura o orçamento impositivo de...

Feliz da vida na base e com emendas

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto) já chegou com moral no Governo Mauro Mendes. Depois de um ano fazendo oposição ao Palácio Paiaguás, o deputado tucano se tornou governista de carteirinha. E começa a colher os dividendos. Uma de suas emendas de R$ 300 mil para ajudar na...

Voto a favor e agora contra Congresso

O pitbull do governo Bolsonaro, deputado federal José Medeiros (foto), está pegando carona num protesto, marcado para 15 de março, onde não deveria porque os seus atos não correspondem ao discurso, ao menos segundo sustentam seus adversários políticos. Contam que Medeiros foi um dos parlamentares que aprovaram o orçamento impositivo de R$ 30 bilhões, vetado pelo presidente. Eis que agora, ele próprio, defende a...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.