Executivo

Sexta-Feira, 21 de Junho de 2019, 15h:06 | Atualizado: 21/06/2019, 19h:07

CORTE DE PONTOS

Judiciário nunca se posicionou a favor dos trabalhadores, diz presidente do Sintep

O presidente do Sintep, sindicato que representa os servidores da Educação, Valdeir Pereira, aponta que a categoria quando ajuizou o pedido junto ao Tribunal de Justiça para que o Estado pare de cortar pontos dos servidores em greve, não tinha esperança de uma reposta favorável, porque “o Poder Judiciário nunca se posicionou a favor da classe trabalhadora”. A crítica é em relação à decisão liminar da desembargadora Maria Erotides, que manteve a continuidade do corte de pontos, com base no entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF). 

Rodinei Crescêncio

Valdeir Pereira

Valdeir Pereira em entrevista ao Rdtv; presidente do Sintep diz que categoria ainda espera proposta do Governo para por fim a greve e se reúne  2ª

Os servidores da educação chegam ao 26º dia de greve, e mesmo com corte de pontos, sem propostas do Poder Executivo e decisões judiciais contrárias à categoria, a manutenção do movimento paredista segue com as mesmas pautas de reivindicação, sendo a principal delas o cumprimento da Lei Complementar 510/2013, que reajusta em 6,7% o salário da categoria.

Para Valdeir Pereira somente propostas do governador Mauro Mendes (DEM) podem por fim a greve, e não decisão liminar do Poder Judiciário. Além da liminar do TJ, o Sintep também sofreu o bloqueio de 30% de sua receita para garantir o pagamento do transporte escolar municipal quando as aulas forem respostas. 

O bloqueio representa um valor aproximado de R$ 200 mil. Por ano, o sindicato tem uma receita de R$ 12 milhões, sendo que o Governo repassa cerca de R$ 650 mil mensalmente, e mais R$ 300 mil são arrecadados por meio da contribuição dos servidores filiados.

A categoria se reunirá novamente em assembleia geral na segunda (24), para avaliar a continuidade da greve ou não. O grande temor que ronda a categoria é o corte dos pontos, que significa que muitos servidores em greve não deverão receber salário relativo a este mês.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Márcia Araújo Gomes | Segunda-Feira, 24 de Junho de 2019, 21h57
    1
    0

    Triste situação que a categoria encontra neste momento,só pedir a Deus para que resolva a atual conjuntura estadual,pois está claro que tanto o judiciário quanto o executivo não estão procurando com as famílias que estão sem salário ,os alunos que estão sem aulas a 26 dias , muito menos com o cumprimento dos 200 dias letivos garantidos aos alunos.

  • Orlandir Cavalcante | Sexta-Feira, 21 de Junho de 2019, 16h08
    10
    2

    Que mentira. R$ 650 mil mensalmente SÃO DOS FILIADOS QUE O GOVERNO DESCONTA COM AUTORIZAÇÃO PORTANRO NAO É O GOVERNO QUE REPASSA NÃO, É O QUE É RETIDO PELO GOVERNO DIRETAMENTE EM FOLHA, OS 300 MIL SÃO VIA BOLETOS E AUTORIZAÇÕES EM VCONTA NAS INSITUIÇÕES BANCARAIAS E QUE NAO PASSAM PELO GOVERNO. RESUMINDO. É TUDO NOSSO E O GOVERNO ESTÁ NOS ASSALTANDO.....

Matéria(s) relacionada(s):

Recado do governador e a carapuça

junior fecomercio curtinha   Em comunicado oficial, o governador Mauro Mendes manda recado a alguns empresários, quando destaca que incentivos fiscais foram concedidos no passado a determinados setores de forma irregular, em troca de propina, confessada, inclusive, em delação premiada. O recado tem endereço certo:...

Elogios ao prefeito e à primeira-dama

julio campos curtinha   O ex-governador, ex-senador, ex-deputado e ex-prefeito várzea-grandense Júlio Campos (foto), um dos líderes do DEM, partido do governador Mauro, disse nesta quarta, em visita à sede do Rdnews, que é preciso reconhecer que o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro está fazendo uma...

Oposição tenta vencer pelo cansaço

L�dio Cabral curtinha   A oposição formada pelos deputados Lúdio Cabral (foto), Valdir Barranco - ambos do PT - e Wilson Santos (PT), que decidiu obstruir a pauta da Assembleia enquanto o Executivo não apresentar uma prosposta aos trabalhadores da educação, tentam vencer o presidente...

Boicote à audiência sobre Fethab Milho

Conduzida pelo deputado Ulysses Moraes, a audiência pública na Assembleia para debater a questão do Fethab Milho e a possibilidade de exclui-lo da taxação não aconteceu conforme o planejado por causa de boicote dentro da própria AL. A TV Assembleia, que costuma transmitir ao vivo esse tipo de debate, não o fez. Alegou que uma peça de transmissão estragou. De última hora, mudaram a sessão de local, de um...

UFMT e incompetência administrativa

myrian ufmt curtinha   A considerar as explicações do ministro da Educação Abraham Weintraub sobre corte de energia elétrica da UFMT, a reitora Myrian Serra demonstrou incompetência administrativa em todo processo. São seis faturas em atraso, quatro do exercício de 2018 e duas deste ano. A...

Judiciário destina R$ 3 mi para Bope

carlos alberto 190 curtinha tj   O Poder Judiciário, sob Carlos Alberto (foto), autorizou a remessa de R$ 3,1 milhões para a secretaria de Segurança. Os recursos, arrecadados em ações da 7ª Vara Criminal, vão ser usados na compra fuzis, rifles de alta precisão, submetralhadoras, coletes...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.