Executivo

Sábado, 28 de Setembro de 2019, 10h:20 | Atualizado: 28/09/2019, 14h:00

Juscimeira atrai indústrias para amenizar efeito de contorno da BR-364 - veja fotos

Rodinei Crescêncio

Mois�s prefeito de Juscimeira

Prefeito Moisés dos Santos fala sobre este atual momento de apreensão

Com 11,2 mil habitantes, espalhados em quatro distritos, Juscimeira (a 159 km de Cuiabá) tenta se viabilizar sem dependência da rodovia. Considerada uma cidade corredor, o município tem um comércio pequeno, caracterizado pela produção e administração familiar, além de 850 propriedades da agricultura familiar, e pousadas com águas termais.

A cidade é uma das quatro localidades que serão contornadas pela BR-364, entre Rondonópolis e Cuiabá, o que inclui o distrito de Santa Elvira (a 177 km de Cuiabá, respectivamente). Os locais vivem momento de reprogramação econômica para se livrar de potenciais efeitos negativos que os contornos vão provocar, principalmente, no comércio e na prestação de serviço. A rodovia também deverá passar por fora de Jaciara e São Pedro da Cipa.

O prefeito de Juscimeira, Moisés dos Santos (PSDB) relata ao , que os contornos, cuja previsão de entrega pelo DNIT é em 2020, devem afetar a economia em primeiro momento, mas depois poderão ser um fator positivo.

“A duplicação com o contorno não vão passar muito longe da cidade, mas o comércio é todo centralizado na avenida onde passa a rodovia. Pensando em longo prazo, com esse trabalho que estamos fazendo para fomentar o turismo e a indústria na região, devemos superar”.

Moisés aponta que o lado negativo da BR no meio do município é a periculosidade e os elevados índices de acidentes. “A rodovia também divide a cidade, é muito difícil atravessar a BR de um lado para o outro. Com o grande fluxo de carreta, os viajantes não conseguem parar para ir ao comércio, geralmente param onde tem um espaço maior para estacionar como postos de combustível. A partir do momento que a rodovia passar por fora, acredito que facilitará o acesso das pessoas que quiserem comprar. Pode ser até que tenhamos uma surpresa”.

Galeria: Juscimeira atrai indústrias

A alternativa que a gestão encontrou para amenizar os efeitos econômicos indesejáveis foi fomentar a industrialização, que começou pelo distrito de Santa Elvira, 18 km da sede do município.

“Está sendo construída uma fábrica de aminoácido e um frigorífico de peixe. A primeira indústria de aminoácido já está funcionando em fase de teste e vai gerar 300 empregos diretos e indiretos. É uma indústria com muita tecnologia embarcada, sendo um marco na industrialização de Juscimeira”.

Já o frigorífico de peixes deverá empregar, inicialmente, 30 pessoas, e estima fomentar pequenos proprietários, principalmente da agricultura familiar, a produzir peixe em cativeiro para serem comercializados para a planta frigorífica.

Outras indústrias foram inauguradas recentemente, como um abatedouro de pescados com capacidade de processar uma tonelada por dia, também uma indústria de empacotamento a vácuo de mandioca. No próximo mês, será a inaugurado um frigorífico para processar carne bovina e que vai gerar 30 empregos diretos. Moisés pontua que para atrair novos investimentos tem atuado na desburocratização e simplificação da legislação.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Manoel | Domingo, 29 de Setembro de 2019, 08h30
    1
    0

    Parabéns ao nosso prefeito Moisés que vem prestando um ótimo trabalho e também se preocupando com o futuro da nossa cidade.

  • maria rita da silva | Sábado, 28 de Setembro de 2019, 22h14
    0
    0

    Parabéns a administração pública pelo excelente trabalho!!! Quando digo administração pública refiro à todos que estão juntos com o prefeito Moisés e a primeira dama Silvani pois uma boa administração como esta que está sendo feita em Juscimeira conta com a participação de todos os administradores públicos cada qual em seus respectivos cargos. Parabéns Comunidade Juscimeirense, vocês merecem o melhor!!!

Matéria(s) relacionada(s):

Prova da lisura de membros do Gaeco

paulo prado 400 curtinha   O resultado da auditoria do TCE-MT sobre a prestação de contas do Gaeco das verbas secretas, entre 2012 e 2017, assegurando a sua legalidade, resgata a credibilidade, lisura e reputação ilibada dos membros que atuaram na época nesse braço investigativo do MPE, como o procurador e...

Posse 2 dias antes do possível retorno

maluf 400 curtinha   Guilherme Maluf (foto), que nem esquentou direito a cadeira de conselheiro, vai tomar posse na presidência do TCE-MT dois dias antes do STJ julgar um recurso que tende a suspender as medidas cautelares e definir pelo retorno ao Pleno dos cinco conselheiros afastados há dois anos. A solenidade acontece no...

Alerta sobre hanseníase nos presídios

alexandre bustamante curtinha 400   Duas secretarias do TCE ingressaram com representação contra duas secretarias de Estado. As de Controle Externo de Educação e Segurança Pública e de Saúde e Meio Ambiente acionaram no próprio Tribunal as pastas de Segurança Pública,...

Reunião pra complô desmoraliza Abílio

abilio 400 curtinha   A considerar as imagens de circuito interno de vídeo do hospital privado São Benedito, exibidas nesta quinta, durante sessão na Câmara de Cuiabá, a situação de Abílio Brunini (foto) se complica mais ainda. Investigado pela Comissão de Ética por reincidentes...

Contra mudar multas do Fundecontas

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro (foto) vetou a inclusão de um dispositivo no artigo 2º da lei de 2005 que criou o Fundo de Reaparelhamento e Modernização do TCE. Essa alteração foi aprovada pela Assembleia na sessão de 29 de outubro e, na prática, iria retirar e dar outro...

Ex-deputado quer comandar Chapada

roberto nunes 400   O ex-deputado Roberto Nunes (foto), que recebe dois vencimentos da Assembleia, um como aposentado e outro como beneficiário do extinto FAP, somando mais de R$ 30 mil mensais, está se articulando para encarar mesmo a disputa pela Prefeitura de Chapada dos Guimarães. Transferiu para lá o...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.