Executivo

Terça-Feira, 27 de Abril de 2010, 23h:31 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

EXECUTIVO

Kamil pede exoneração e viaja

Kamil pede exoneração e viaja para São Paulo

   Assessores do governador Silval Barbosa (PMDB) não confirmam, mas informações de bastidores revelam que o secretário estadual de Saúde, Kamil Fares, mandou entregar o pedido de exoneração nesta quarta (28). O médico está em São Paulo, onde é submetido a exames de rotina.

   Nesta terça (27), Kamil deixou o peemedebista numa saia-justa ao deixar de comparecer à solenidade de lançamento Unidade Móvel do Hospital de Câncer de Barretos, que levará exame preventivo aos 141 municípios. Na tentativa de contornar a situação durante o evento, o peemedebista negou que recebeu reclamações do secretário sobre a falta de agilidade do governo em implantar as políticas previstas para o setor. Silval ponderou que o médico tem total autonomia para trabalhar e que ainda está em fase de adaptação ao cargo.

   A crise, porém, parece não ter acabado no Palácio Paiaguás. Ao que tudo indica, Kamil optou por priorizar as atividades particulares a enfrentar os desgastes com que os últimos secretários de Saúde tiveram que lidar. Uma das queixas do médico seria a falta de recursos para a pasta, já que o orçamento deste ano teria sido consumido quase que totalmente pelo antecessor, Augustinho Moro. 

   Ex-presidente da Unimed, Kamil é ginecologista e um dos proprietários da Clínica Femina. Ele assumiu o cargo assim que o governador Silval foi empossado. A espolha do médico foi feita pelo próprio peemedebista.

(28/4 - 7h10) - Desligamento de Kamil do primeiro escalão é confirmado

   O Palácio Paiaguás confirmou que, de fato, o médico Kamil Fares pediu exoneração da secretaria de Saúde. Trata-se do primeiro integrante de um grupo de 23 secretários do novo governo, sob Silval Barbosa (PMDB), que deixa a administração. Kamil mostrava uma certa "sede" pelo poder, especialmente quando ainda era ligado ao ex-prefeito de Cuiabá e pré-candidato ao governo, Wilson Santos (PSDB). Foi até cogitado para a Saúde da Capital e até mesmo para ser vice do tucano no pleito de 2008. Quase 2 anos depois, o ex-presidente da Unimed Cuiabá é empossado na secretaria estadual de Saúde e apenas 25 dias depois pede exoneração. Os principais jornais impressos destacam o afastamento de Kamil do Paiaguás. A Gazeta, por exemplo, traz na capa a manchete "Kamil se demite da Saúde".

Postar um novo comentário

Comentários (25)

  • Elaine Regina Oliveira | Segunda-Feira, 03 de Maio de 2010, 11h45
    0
    0

    Bem, alguns fatos sempre são colocados com ênfase onde as vezes as situações não são bem da forma colocada. Não desmerecendo em nada o Dr.Kamil, devemos tambem informar que a UNIMED quando assumiu, estava reestruturada, com dinheiro em caixa. Situação dificil e louvável passou quem foi o anterior ao Dr.Kamil. Lembro-me que estava com deficiencia em caixa (planos de saude tem que ter uma reserva técnica orbigatoriamente, essa exigencia é da ANVISA), e quando o Dr.Kamil assumiu, essa fase mais dificil havia sido superada. Louvor a sua gestão que manteve e pode continuar melhorando. Então senhores, vamos com calma. Alem do que, administrar algo com ´recursos no caixa. é fácil, dificil mesmo é administrar sem nada. Alias, essa função é do verdadeiro administrador. Grata pela atenção

  • ALICE | Sábado, 01 de Maio de 2010, 19h33
    0
    0

    Pessoas sérias e honestas não aguentam a vergonha que é a administração publica. Quem entra para melhorar e não acha certo fazer parte do esquema acaba pedindo para sair mesmo. Parabens Kamil ainda bem que o senhor saiu dessa.

  • arthur | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 20h42
    0
    0

    que lambança em fares, sem o minimo de traquejo politico, tem que ir pra casa mesmo.

  • Marco | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 15h39
    0
    0

    Sem novidades.O caos na saúde em toda a gestão Maggi, poderia ser minimizado pelo Fato do Dr. Kamil assumir a saúde, nunca desfeito.Também, com secretários que não são da àrea, como fazer.Pior que o Moro, impossível.Qquer um que entrar faz coisa melhor.Agora, que não querem saber de nada com a saúde pública sabemos há muito tempo.Político quer só fazer politicagem e desviar recursos, quando alguém quer trabalhar cai.Infelizmente, não vamos chegar a nenhum lugar com este governo que está aí.Pelo menos não na Saúde.Quem sabe asfaltando estradas para transportar a produção, eles prestem.Afinal, pensam no seu próprio bolso.Ahh, e comprando ambulância para as cidades do interior mandarem seus pacientes para a capital.

  • marcelo | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 14h23
    0
    0

    marcelo, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • inhana | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 13h39
    0
    0

    O que acontece com a saude daqui e acola e o descaso com que os agentes politiqueiros tem tratado a pasta da saude, que a mal versação do dinheiro tirado de todos os lados. CADÊ O MPE que não vê que ninguém que é serio seria capaz de tocar aquela pasta porque o cancer da currupção desta cheia de linfomas e alastra na população menos abastarda, que depende unica e exclusivamente da saude publica pense que amanhã seu ente querido podera vir ser a vitima e precisar do sistema e não vai ter porque a ganancia fala mais alto do que consiencia a amor ao proximo e a si mesmo estes que delapidam a saude e a merenda das crianças não merecem nem serem lembrados pois estes individuos estão tirando a vida e decretando pena de morte para muitos outros. E´por isso que Homens que tem amor na profissão não consegue engolir as mazelas da saude publica que um verdadeiro descaso com o POVO e estão ferindo principios constitucionais que é obrigação do Estado Proporcionar SAUDE HOJE NEM COM LIMINAR NÃO É GARANTIA DE SER ATENDIDO. A saude Esta Agonizando em Mato Grosso.

  • jesus luz | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 12h40
    0
    0

    jesus luz, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Milton Figueirêdo Jr | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 11h47
    0
    0

    O propalado PAS de Silva Barbosa é a prova cabal do descaso com a Segurança, Saúde, Educação do governo Blairo Maggi na área social. Enquanto o descaso de Blairo Maggi durou 7 anos e três meses para ser fotografado, o fiascoPAS de Silval Barbosa levou apenas 25 dias para virar machete. O fiascoPAS de Silva é puramente eleitoreiro. Não há nele seriedade e nem orçamento. Se houvese uma e outra, certamente o Dr. Kamil permanecerias na Pasta da Saúde. Figueirêdo.

  • Carlos | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 11h37
    0
    0

    Enganam-se quem pensa que foi Sinval que escolheu. Ele teve que engolir goela abaixo à indicação do Sr. Carlos Bezerra. Quando começarem a investigarem os gastos do orçamento da Saúde verão onde esta o buraco da bala. Me parece que a SES esta blindada, não se houve falar em TCE, MP, investigar. Se forem a fundo verão porque a saúde de MT chegou no fundo do poço. Enquanto a Secretaria servir de cabide de emprego para apadrinhados políticos e fonte de arrecadação para alguns grupos, continuaremos ver essa bagunça instaurada na Saúde.

  • felizardo neto | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 11h22
    0
    0

    Ja não faz muito tempo ,o gov silval criticava a administração do municipio de cuiaba ,mais propriamente a respeito da troca de 05 secretarios de saude em 07 anos e agora em menos de 01 mes de sua administração, ja troca o secretario dr kamil e agora , o que justificar ......

8 candidaturas e Thelma com chances

thelma de oliveira 400 curtinha   Mesmo sem apoio de nenhum outro partido, a não ser do seu PSDB, enfrentando forte desgaste político e rejeição popular e ainda problemas de saúde, se recuperando de tratamento de câncer de mama, a prefeita Thelma de Oliveira (foto) ainda tem chances de...

Niuan de fora da suplência ao Senado

niuan ribeiro 400 curtinha   O deputado federal José Medeiros não conseguiu segurar o vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro (foto), como primeiro-suplente de sua chapa ao Senado. Há alguns dias, o filho do ex-vice-governador e ex-deputado Osvaldo Sobrinho vinha demonstrando desejo de pular fora, em meio a...

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.