Executivo

Segunda-Feira, 18 de Janeiro de 2010, 15h:09 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Transportes

Lei que restinge tráfego de caminhões já gera polêmica

   A partir desta segunda (18) os motoristas de caminhões de carga, operação de carga e descarga vão ter que se adaptar à nova lei que regulamenta a circulação destes veículos na Capital. A normativa vai ser sancionada pelo prefeito de Cuiabá Wilson Santos (PSDB) no final da tarde. Assim, ficará proibido na zona da área central da cidade a circulação de veículos automotores com Peso Bruto Total (PTB) entre 4 e 16 toneladas, com ou sem carga, das 6h às 20h, nos dias úteis e
nos sábados das 6h às 14h.

  A lei também proíbe a circulação de veículos automotores com PBT acima de 16 toneladas, em qualquer dia e horário. Será permitida a circulação de veículos com PBT até 16 toneladas das 20 às seis horas nos dias úteis e nos sábados a partir das 14 horas. O objetivo da lei é melhorar a trafegabilidade dentro da Capital, já que o grande número de caminhões contribuem para que sejam formados engarrafamentos.

  “Essa lei vai gerar organização, pois vai melhorar o fluxo de veículos na área central de Cuiabá, mas estamos criando alternativas para não prejudicar os setores empresariais envolvidos”, garante o secretário de Trânsito e Transporte Urbano, Edivá Alves. Nem tudo são flores. O projeto deve enfrentar resistência do setor e vai ser alvo de muitas reclamações porque prevê punições a todos que desrespeitarem a normativa. Além dos caminhões, vão ser restringidos o tráfego de patrolas, carregadeiras, dentre outros veículos de grande porte.

  Pela tabela de taxas apresentada por Edivá, os caminhões de socorro, por exemplo, pagarão uma contribuição de R$ 200. Anualmente, a arrecadação deve ser de R$ 3 mil. Já veículos de obras que prestam serviços emergenciais pagarão uma taxa de R$ 25, que renderá R$ 3,6 mil aos cofres públicos. Caminhões de concretagem pagarão R$ 200 e o Palácio Alencastro espera arrecadar R$ 4,8 mil. O prefeito argumenta que a ação busca preparar Cuiabá para a Copa de 2014. “Essas ações são necessárias, pois o crescimento da cidade exige maior organização e regras específicas para facilitar a vida da população”.

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • João Moessa | Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 20h40
    0
    0

    Se o problema de engarrafamento eram os caminhões então por que não os proibiu de circular a mais tempo? Sempre vejo engarrafamento e particularmente não acho que sejam os caminhões os responsáveis. Se os engarrafamento são (OU ERAM) devidos ao fluxo de caminhões na área central da Capital, ENTÃO NOSSOS PROBLEMAS ACABARAM!!!!!

  • saldanha | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 20h00
    0
    0

    Hummm,...o ônus vai sobrar para o bolso do contribuintes. Os ilumindos do PSDB não fazem nada sem penalizar o cidadão. Hoje são caminhões pesados, amanhã, carros, depois, motos, bicicleta, e pedestres. Para quem vende rua, pode esperar de tudo.

  • Renata | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 14h46
    0
    0

    Uma unica duvia, os motoristas terão de trabalhar de madrugada, onde fica a legislação trabalhista, quando eles chegarem para descarregar, vão encontrar os funcionarios do comercio e mercadistas esperando, então ai vai se criar no comercio um novo turno após as 20:00 até as 06:00, legal empresarios ou vão ter que pagar horas extras que a legislação não permite exceder 2 horas diarias, então vai ser muito dificil, o certo mesmo acho adequar a malha viaria de cuiaba, alargando avenida melhorar a sinalização, criar uma faixa exclusiva para onibus, criar passarelas para pedrestre decentes porque as que existem na Av Fernando Correa da medo, sem segurança nenhuma, e assim por diante ia me esquecendo quando vier os caminhoes para tirar os entulhos das obras da COPA o que o prefeito vai fazer, as construtoras vão ter que trabalhar de madrugada, porque são pesados os equipamentos e os caminhoes carregados

  • Carlos Roberto de Aguiar | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 14h28
    0
    0

    Uma pergunta; Como fica o Atacadão no Porto, pois lá continua cheio de carretas.

  • carlos | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 10h47
    0
    0

    deu pra ver o contorno do motel ali na miguel sutil fizeram uma bola gastaram e nao resolveram o problema o secretario acha que sabe e o prefeito que so conversa acha bonitinho e assinaso faltava essa agora vai dizer que assinou sem ler

  • bicudo | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 10h41
    0
    0

    vou te fallar, vamos trabalhar secretario e prefeito, vai passear em uberlandia \\mg, |Mariga PR, Joenvile SC, fica por 2 anos e aprende, a administrar, sou cuiabana mas as vezes me envergonha dessa falta de investimento, cade viadutos ampliaçao de vias so taxar e conversar é facil

  • Jean M. Van Den Haute | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 10h41
    0
    0

    Prevalece a Lei Estadual Complementar n° 359/09, a Lei da Região Metropolitana, vigente desde maio 2009, desconhecida e não considerada. Portanto, ontem foi divulgada mais uma "LEI ILEGAL" oriunda da falta de competência e da falta de entendimento entre Blairo Maggi e Wilson Santos.

  • ELCIO | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 10h28
    0
    0

    Quem conhece cidade como Maringa-PR, Joenvile-SC, Uberlandia-MG entre outras que sao organizadas e tem politicos de atitude. vive em cuiaba, com politicos que nao conhecem e so falam abobrinha. Em uma cidade tao acolhedora como cuiaba merece melhores politicos e governantes

  • ROBERTO GONÇALVES | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 10h22
    0
    0

    O QUE DEMOSNTRA O PODER DO NOSSO SECRETARIO E PREFEITO, QUE O NEGOCIO É ARRECADAR TAXAR E NAO ORGANIZAR FAZER AMPLIAÇAO DE VIAS, VIADUTOS NEM FALA E NEGOCIO É O VALOR DA TAXA É PAIS DE POLITICOS  E SEM ATITUDE, ESSE PREFEITO É BOM PRA LUDIBRIAR

  • Paula Tejano | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 09h03
    0
    0

    Tinha é que arrumar uma solução para os onibus que trafegam no centro, isso sim é que atrapalha o transito, mas estes incompetentes não veem isso. Cuiabá vai ser a maior vergonha de todas as cidades que vão receber jogos da copa.

Pode recebe 2 já derrotados em BG

sandro saggin curtinha 400   O Podemos conseguiu juntar em Barra do Garças o grupo de dois já derrotados à prefeitura, Daltinho, que também foi deputado e em 2018 teve votação pífia na tentativa de reeleição, e Sandro Saggin (foto), um "eterno" candidato. Entregue ao ostracismo,...

Câmara de Barra devolve R$ 100 mil

joao rodrigues 400 presidente c�mara barra do gar�as   A Câmara Municipal de Barra do Garças devolveu à prefeitura R$ 100 mil para serem investidos em medidas de combate ao novo coronavírus. O presidente do Legislativo, vereador João Rodrigues de Souza, o doutor...

Auditor assume Secretaria de Controle

demilson nogueira 400   O auditor Newton Gomes Evangelista, servidor de carreira, é o novo secretário de Controle Interno da Assembleia. Ele já respondeu também pela Auditoria-Geral da Casa. Newton assumiu a Controladoria Interna no lugar do ex-prefeito de Ponte Branca, Demilson Nogueira (foto), que deixou o posto...

Cuiabá é a unica com tudo fechado

emanuel pinheiro curtinha   A pressão sobre o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) fica agora mais forte para flexibilizar logo o decreto restrito por causa do coronavírus. Ele é o único dos gestores das maiores cidades mato-grossenses que ainda mantém decisão de fechar praticamente tudo na Capital, com...

Deputado põe aliado no lugar do irmão

ronaldo taveira 400 curtinha   Coube ao próprio deputado Wilson Santos indicar um nome para o lugar do irmão Elias Santos, que na última sexta (3) deixou a secretaria de Gestão de Pessoas da Assembleia para concorrer a vereador em Cuiabá. E o ex-prefeito emplacou no cargo que rende R$ 19,9 mil mensais o velho...

Sem alarde, vereador muda de partido

viniciys clovito curtinha   De última hora e sem alarde, o vereador pela Capital Vinicyus Hugueney (foto) resolveu deixar o PP e se filiou ao Solidariedade. Com isso, o PP não se torna o único com a maior bancada. Está com três vereadores, assim como o PV e o PSDB. No SD, Vinicyus vai concorrer internamente com...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.