Executivo

Terça-Feira, 02 de Fevereiro de 2010, 14h:13 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

PALÁCIO PAIAGUÁS

Maggi cometeu mais equívocos no 2º mandato, analisa cientista político


O cientista político Louremberg Alves considera que Blairo Maggi errou ao nomear um militar para a Casa Civil             

   A menos de dois meses do fim, a administração Blairo Maggi (PR) acumula acertos na área de marketing, falhas de planejamento e equívocos na visão política. A análise é do professor universitário e cientista político Louremberg Alves, articulista do jornal A Gazeta. Segundo ele, o primeiro mandato do republicano foi marcado por mais acertos do que erros, enquanto no segundo os equívocos superaram os pontos positivos. “A principal virtude deste governo foi manter o que foi implementado na gestão anterior. Na campanha, por exemplo, o Maggi dizia que iria acabar com o Fethab, mas foi por meio dele que as obras puderam ser realizadas”.

   Conforme o analista político, a equipe de Maggi acertou nas estratégias de marketing, o que foi um desafio para os governos anteriores. “Ele conseguiu que suas virtudes fossem lembradas pela sociedade. A equipe dele é boa neste aspecto, tão boa que ele vem tendo vantagens eleitorais com isso”, elogiou.

   Se acertou no marketing, na avaliação do analista Maggi errou pela ausência de visão política do governo e de ações planejadas. Segundo Louremberg, o “fiasco” na aplicação das provas do maior concurso público do país sintetiza de forma exemplar o que ocorreu no segundo mandato do governador. Segundo ele, em vez da chamada “síndrome da reeleição”, Maggi acumula desgastes pela ausência de planejamento. “Se todas as ações estiverem dentro do planejamento, não há cansaço, não há fobia de governo, pois há um programa a ser cumprido”.

   O analista exemplifica a ausência de ações planejadas na implantação dos Centros Integrados de Justiça e Cidadania (Cisc), que visava descentralizar o atendimento à população. “Os moradores do CPA e bairros vizinhos têm que se deslocar até a Avenida dos Trabalhadores para chegar ao Cisc mais próximo, imagina quem mora no Doutor Fábio”. Segundo ele, faltou planejamento principalmente nas áreas da Saúde, Educação e Segurança.

   Outro equívoco que pesa sobre os ombros do governador foi não ter se cercado de lideranças com visão política, analisa Louremberg. Segundo ele, não se trata de articulação partidária, mas de conseguir visualizar as ações que beneficiam o maior número de pessoas, independentemente da localidade ou das necessidades político-partidárias. “Na administração pública, existem dois pilares, o técnico e o político”. O primeiro, segundo ele, avalia a viabilidade operacional e econômica, enquanto o segundo analisa quem será beneficiado com a ação.

   Durante os sete anos e dois meses de governo, Maggi também teve falhas no que tange à articulação política. Isto impediu mais transparência nas ações do Executivo. A nomeação de um militar para comandar a Casa Civil, o tenente-coronel Eumar Novacki, gera mais um inconveniente: o desprestígio à Polícia Civil. “As forças policiais precisam ser tratadas de maneira igualitária. Devem-se privilegiar as duas, ou se arranjar uma alternativa fora delas, mas nunca se deve beneficiar apenas uma”.

Postar um novo comentário

Comentários (24)

  • José | Quarta-Feira, 03 de Fevereiro de 2010, 11h12
    0
    0

    Concordo com o analista político. Outro ponto muito fraco desse governo é a segurança, aliás, desde o primeiro mandato. A impressão que deu é que o governador apenas quis trazer a polícia federal para dentro de seu governo por ser emblemático, mas não sei com que intuito, pois nada melhorou, acho até pelo contrário. Cuiabá está cada vez mais preocupante. imagino como ficam os pais quando seus filhos estão estudando ou até se divertindo à noite, principalmente as pessoas de bem que moram nos bairros afastados, onde a violência é maior. Acho que é hora de trocar de governo e dar chance as novas idéias.

  • Claudio Roberto Gonçalves | Quarta-Feira, 03 de Fevereiro de 2010, 10h03
    0
    0

    Há um equivoco na informação. Blairo foi suplente na eleição de 1994, quando Jonas foi eleito com 281.998. Abs

  • tatiane | Quarta-Feira, 03 de Fevereiro de 2010, 08h22
    0
    0

    a visão do analista politico é coerente, porque infelismente o governo esqueceu da saude de mt, nao temos mais saude publica, mt esta infestado de dengue e outras doenças, que eu me lenbro até 2007 não tinha tanto indice de dengue no estado, apesar que a populaçao tambem tem culpa dessa epidemia , mas voce nao ver investimentos na area da saude, não temos médicos, as policlinicas estão uma calamidade, o que vai ser de nós população matogrossense, só Deus para ter miserricordia mesmo, precisamos de politicos decentes e humanos.

  • Mariana C. Medeiros | Quarta-Feira, 03 de Fevereiro de 2010, 08h17
    0
    0

    Mariana C. Medeiros, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • JOSE | Quarta-Feira, 03 de Fevereiro de 2010, 05h46
    0
    0

    Respeito a opinião do "cientista", porém acho que o mesmo só faz análise critica ao governo Blairo e por que não ao de WS? Esee cabo eleitoral do PSDB deveria saber mais como cientista. Sou Cuiabano e acho que MT nunca teve tão bem representado como agora.

  • PM | Quarta-Feira, 03 de Fevereiro de 2010, 01h58
    0
    0

    PARA MATOS VC DEFENDE O NOVACKI PORQUE EH DA SUA TURMA...VC TAMBÉM SE BENEFICIOU AS CUSTAS DELE E AINDA NAO FEZ O C.A.O ASSIM COMO ELE E AINDA FOI PROMOVIDO POR SER AS CLASSES DOS PILOTOS. GRAÇAS A DEUS BLAIRO TA VAZANDO...

  • Cientista de burros | Quarta-Feira, 03 de Fevereiro de 2010, 00h35
    0
    0

    Pelo amor de deus.. Vai no lar da criança e entenda o que é aquilo hj e o que era... vc é totalmente ignorante..

  • Marcos | Terça-Feira, 02 de Fevereiro de 2010, 21h42
    0
    0

    esse cara é analista politico, ai é piada... deve ser analista de wilson e zes... uma administração austera e de longe a melhor que mt ja teve..... e o pior que a gente perde tempo para ler uma asneira desta... brincadeira em Romilson...

  • jacyara | Terça-Feira, 02 de Fevereiro de 2010, 21h23
    0
    0

    O comentarista, conseguiu mostrar o insonso, falta de sal de sabor, no segundo governo Maggi. Com fina sensibilidade aliada a sua marca registrada:a simplicidade, o comentarista precisou alguns dos embrólios mais significativos do morno segundo governo. Parabens e tenho sempre em conta que ao enviar comentários estamos procurando uma forma sadia de argumentação e sempre buscando um alto nivel.

  • Joel Outo Matos | Terça-Feira, 02 de Fevereiro de 2010, 20h18
    0
    0

    Acho que equívoco é o que diz esse cientista político, tenho muito respeito por ele mas dessa vez ele errou em sua análise. A Casa Civil nunca foi tão bem conduzida como agora, sem politicagem e de forma técnica como nós matogrossenses sempre esperávamos que fossem. Parabéns governador pelos acertos.

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...

Candidato da família Oliveira à Câmara

luluca 400 curtinha   O jovem advogado Luluca Ribeiro (foto) é uma das apostas do MDB por renovação na Câmara da Capital. Concorre a vereador e tende a "herdar" o espólio político da família Oliveira, dos tios Dante, ex-governador que morreu em 2006, e Thelma, prefeita de Chapada dos Guimarães....

Deputado tenta censura e sem êxito

xuxu 400 curtinha   Em duas tentativas, o deputado estadual Xuxu Dal Molin (foto), candidato a prefeito de Sorriso pelo PSC, tentou, sem êxito, censurar o portal Rdnews. Na 1ª Vara Cível da Comarca de Sorriso, Xuxu ingressou com pedidos de antecipação de tutela, pleiteando retirada do ar de matérias que...

Rei do Gado entra numa difícil disputa

mauricao 400 curtinha   O leiloeiro Maurição Tonhá (foto), chamado por muitos de "Rei do Gado", está de volta à disputa eleitoral. O pecuarista com bens avaliados em R$ 19 milhões é candidato pelo DEM a prefeito de Água Boa, muncípio já administrado por ele por dois mandatos. Em...

Ajudando a enterrar CPI do Paletó

luciana zamproni 400 curtinha   O Palácio Alencastro está convicto de que, assim como na primeira votação, o relatório da CPI do Paletó que propõe punição ao prefeito Emanuel e vai ser votado nesta terça, será arquivado pela maioria dos vereadores cuiabanos. O desfalque do...

8 candidaturas e Thelma com chances

thelma de oliveira 400 curtinha   Mesmo sem apoio de nenhum outro partido, a não ser do seu PSDB, enfrentando forte desgaste político e rejeição popular e ainda problemas de saúde, se recuperando de tratamento de câncer de mama, a prefeita Thelma de Oliveira (foto) ainda tem chances de...