Executivo

Terça-Feira, 18 de Fevereiro de 2020, 16h:45 | Atualizado: 18/02/2020, 19h:24

Parceria

Mauro apresenta ações ao movimento comunitário: "terão cada vez mais voz"

O governador Mauro Mendes se reuniu com centenas de lideranças de movimentos comunitários de Mato Grosso e garantiu que, daqui para frente, eles terão ainda mais “espaço, vez e voz” dentro da atual gestão.

O encontro ocorreu na manhã desta terça (18), no Palácio Paiaguás, em Cuiabá. Além de mais de 400 lideranças dos segmentos sociais, a reunião contou com a presença do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho; do secretário-chefe do Gabinete de Governo, Alberto Machado; da secretária de Assistência Social e Cidadania, Rosamaria Carvalho, e de seus adjuntos; e dos deputados Max Russi, Carlos Avalone, Paulo Araújo e Ondanir Bortolini, o Nininho.

“O movimento comunitário foi o primeiro a ser escolhido para essa conversa. Porque quando nós fizemos isso, sinalizamos que o Governo está trabalhando para a maioria da população. Nesse ano de 2020 e nos próximos anos, eu quero que as ações da secretaria na área comunitária envolvam o movimento comunitário. Vamos envolver esses homens e mulheres. Porque eles vivem a realidade nos bairros. Essas pessoas podem nos ajudar a ajudar tantas e tantas pessoas que mais precisam do Estado”, garantiu Mendes.

Tchélo Figueiredo

Mauro discursa durante evento com lideran�as comunit�rias

Mauro Mendes discursa durante evento nesta terça com lideranças comunitárias. Governador garante ouvir o movimento para tomar decisões de governo

O secretário adjunto de Assuntos Comunitários, Edio Souza, lembrou que o governador cumpriu a promessa feita na campanha eleitoral de recriar a Secretaria Adjunta de Assuntos Comunitários.

“Com essa secretaria, conseguimos nosso espaço e estamos trabalhando cursos de gestor aos líderes comunitários, além de atender muitas associações e segmentos sociais. Também é importante agradecer por todas as ações feitas pela primeira-dama Virginia Mendes em prol do social”, afirmou.

O cumprimento de outra promessa – regulamentação dos Conselhos de Segurança – também foi mencionada pelo líder Danilo Moraes, presidente da Federação dos Conselhos Comunitários de Segurança Pública do Estado (Feconseg-MT).

“Temos que lhe agradecer. A promessa junto à federação o senhor honrou. Essa lei foi sancionada, que regulamenta os Consegs. Apesar de o senhor ter se deparado com um estado de calamidade, muito foi feito”, salientou.

De acordo com o deputado Max Russi, a recriação da Secretaria Adjunta de Assuntos Comunitários foi de suma importância para a ampliação dos programas sociais do Estado.

“Infelizmente, ainda existe grande desigualdade. Mas tenho certeza que este Governo vai deixar um grande legado no social. Um social que vai oferecer mais oportunidade para a população e que vai diminuir as desigualdades”, declarou.

Ações para o social

Em sua apresentação, o governador Mauro Mendes reforçou o grande respeito e carinho que possui pela área social, sentimento que é compartilhado pela sua esposa Virginia.

“Nós respeitamos e temos consideração por esse trabalho voluntário, feito com muita paciência, muito trabalho, mas com amor. Tudo o que a gente faz com amor é muito prazeroso e hoje é muito prazeroso receber vocês”, disse.

O chefe do Executivo relatou que teve que tomar medidas “amargas” para consertar o Estado, mas que foram necessárias, de modo a beneficiar os que mais necessitam do apoio do Governo.

“Eu não vim para governar para a minoria dos ricos desse Estado, mas para a população que mais precisa. O agronegócio teve que contribuir com o Fethab, a indústria teve que contribuir, o comércio e os servidores também tiveram que contribuir. Porque pegamos um Estado que não consumia mais de 84% dos recursos com a própria folha. E o que o cidadão quer é que esse imposto volte para ele em segurança, saúde e em uma escola melhor”, explicou.

Durante o encontro, o governador elencou os principais avanços para a área social do Estado em 2019.

Infraestrutura: 64 obras concluídas, com investimento de R$ 496 milhões, e outras 119 em andamento em mais de 100 municípios. 26 pontes concluídas e 21 em andamento. Parte dos investimentos com dinheiro do Fethab.

Educação: 82 obras em andamento. 13 novas escolas construídas, 11 construções ou reformas de quadras, 18 reformas gerais e previsão de climatização de 40 unidades.

Saúde: Repasses em dia para os 141 municípios. Somente em 2019 foram repassados R$ 305 milhões relativos ao mesmo ano e outros R$ 120 milhões oriundos de dívidas de anos anteriores. Também foi feita a inauguração do Hospital Estadual Santa Casa e obras em cinco hospitais regionais (Sorriso, Sinop, Alta Floresta, Rondonópolis e Metropolitano), além do lançamento do edital de licitação do Hospital Júlio Muller.

Assistência Social: projeto SER Criança levou lazer e recreação para crianças em vulnerabilidade; programa Aconchego distribuiu mais de 100 mil cobertores; o SER Mulher trouxe conscientização contra a violência doméstica; SER Cidadão Indígena levou mais de 10 mil atendimentos de cidadania ao povo indígena; o SER Inclusivo trouxe ações voltadas às pessoas com deficiência e a Arena Encantada arrecadou mais de 83 toneladas de alimentos, tendo público superior a 230 mil pessoas.

Além disso, o governador adiantou os principais projetos para o social em 2020, como: fila zero para cirurgias; projeto Tolerância Zero na Segurança Pública; retomada das obras do Hospital Central; continuidade das reformas e estruturação dos hospitais regionais; criação do maior programa de pontes de Mato Grosso; asfaltamento nos bairros em todo o Estado, em parceria com os municípios e aquisição de equipamentos aos municípios e consórcios.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Redes sociais, lives e efeito colateral

Em tempo de coronavírus, as redes sociais têm sido fundamentais para disseminar informações. As plataformas são utilizadas, por exemplo, para realização de coletivas, mas, nesta segunda (6), houve um efeito colateral. O governador Mauro Mendes e o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo foram "vítimas" de ferramenta de animação do Facebook. Os dois falavam sobre ações para combater a doença...

DEM agora sem amarras dos Campos

frankes siqueira curtinha 400   Sem o controle absoluto dos Campos, como nas últimas duas décadas, desde quando era PFL, o DEM, que não elege vereador em Cuiabá desde 2004, vive melhores expectativas, agora sob comando da ala ligada ao governador Mauro. É presidido pelo secretário de Estado de Governo,...

O pulo de Elias do PSDB para o DEM

elias santos 400 curtinha   Elias Santos (foto), irmão do deputado Wilson, agiu como estrategista na construção de sua pré-candidatura a vereador por Cuiabá. Concluiu que teria mais dificuldades de obter êxito nas urnas no PSDB porque os dois vereadores tucanos que vão à...

DEM e voz na Câmara após 16 anos

marcelo bussiki 400 curtinha   O DEM (antigo PFL) passa a ter voz na Câmara da Capital 16 anos depois. Aproveitando a janela de março em que a Justiça Eleitoral permite mudança de legenda sem risco de perda do mandato, dois vereadores migraram para o Democratas, sendo eles Marcelo Bussiki (foto) e Gilberto Figueiredo, que...

MDB agora com 2 na Câmara-Cuiabá

juca do guaran� curtinha 400   O MDB do prefeito Emanuel Pinheiro, que não elegeu vereador em 2016 em Cuiabá, agora ganha duas vozes na Câmara. Tratam-se de Juca do Guaraná (foto), militante histórico do nanico Avante que resolveu migrar para a legenda emedebista, e do recém-empossado...

PT segue sem voz na Câmara-Cuiabá

bob pt 400 curtinha   O PT, presidido em Cuiabá por  Elisvaldo Almeida, o Bob (foto), está mesmo "queimado" e sem prestígio. Em meio ao troca-troca de partido entre os vereadores cuiabanos, aproveitando a janela de março, cujo prazo para mudanças para quem deseja se candidatar em outubro encerrou-se neste...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.