Executivo

Segunda-Feira, 01 de Junho de 2020, 12h:22 | Atualizado: 01/06/2020, 19h:36

MEDIDAS DE ISOLAMENTO

Mauro critica "precipitação" de Emanuel ao fechar comércio; ICMS tem forte queda

Não é só no campo político que o governador Mauro Mendes (DEM) e o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) têm levado as discordâncias. Eles também têm visões diferentes quanto à gestão da crise de saúde pública por causa da Covid-19 e as medidas para isolamento social. Mauro acusa Emanuel de ter se precipitado ao determinar o fechamento do comércio, mas o prefeito garante que sem isso, Cuiabá teria o dobro de casos.

Mayke Toscano/Secom-MT

O governador Mauro Mendes, que lidera o comit�

O governador Mauro Mendes avaliou que Cuiabá fechou o comércio cedo demais em março

O governador, em entrevista à rádio Mega FM nesta segunda (1), voltou a criticar a condução da crise em Cuiabá. “Quando tinha 1 caso mandou parar tudo. Agora, com 700 casos manda voltar tudo. Essa precipitação para conduzir o processo criou esse problema”.

O problema ao qual o governador se refere trata da queda na arrecadação e agravamento da crise econômica. Isso porque, em abril, o Estado fechou com R$ 140 milhões de queda em ICMS e em maio deve fechar em R$ 200 milhões.

Emanuel, por outro lado, não nega que a crise econômica é uma grande preocupação, mas defende que se não tivesse adotado as medidas de isolamento social desde o início da pandemia da Covid-19, Cuiabá poderia estar com 1,4 mil casos confirmados, o dobro do número atual. Até o momento foram registrados 723 casos, sendo 11 mortes na capital.

“Poderíamos estar como algumas capitais onde o sistema entrou em colapso, com centenas de mortes por Covid-19”.

Mas o governador discorda, para Mauro seria preciso esperar o avanço da pandemia para justificar o fechamento. “Hoje, talvez seria o momento aqui em Cuiabá de começar um processo de paralisação, nós já estamos com mais de 700 casos oficiais”, diz.

UTIs

Quando tinha 1 caso mandou parar tudo. Agora, com 700 casos manda voltar tudo. Essa precipitação para conduzir o processo criou esse problema

Governador Mauro Mendes

Ponto sensível da relação entre Estado e Cuiabá, a criação de leitos de Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) exclusivo para pacientes com Covid-19 voltou a ser mote para críticas de Mauro a Emanuel durante a entrevista.

O governo voltou a falar que o município não criou leitos e questionou o uso de R$ 41 milhões em recursos para a saúde que Emanuel teria recebido. “Nós criamos 140 leitos na capital e estamos criando em outros municípios, é o que se deve fazer quando está preocupado em salvar vidas porque o fechamento do comércio foi precipitado”.

As vagas em UTIs também foram questionadas pelo Comitê de Situação de Várzea Grande que denunciou ter dificuldades para regular, junto à Secretaria de Estado de Saúde (SES), dois pacientes com Covid que vieram a óbito. VG acusa a SES de dificultar a transferência de casos suspeitos exigindo a confirmação da doença. Como o exame demora cerca de 5 dias para ficar pronto, ao menos dois pacientes teria falecido aguardando UTI.

A SES nega e diz que apenas pede comprovação para saber como proceder e que muitos estão em UTI antes de receber a confirmação por exame.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Vilson Peres | Terça-Feira, 02 de Junho de 2020, 10h42
    2
    2

    Concordo plenamente varios comércios estão fechando as portas devido a precipitação do PREFEITO EMANUEL Pinheiro, precipitação ou intenção de assessar os recursos federais . Fechamento e desemprego poe na conta do enanuel

  • parasita | Segunda-Feira, 01 de Junho de 2020, 21h21
    3
    0

    O secretário de saúde do estado é incoerente, diz para ficar em isolamento, mas está executando obras de reformas na sede da secretaria de saúde, que fica aberta das 7:00h às 19:00, gerando grande aglomeração, e os servidores impedidos de tirarem férias ou licença que tem direito. O secretário estava guardando várias ambulâncias no estacionamento, só esperando a definição das eleições para fazer a distribuição, mas hoje elas já foram retiradas, provavelmente já definiram.

Joelson e as traições política e familiar

joelson 400   Dos 23 vereadores pela Capital que vão à reeleição, o que mais deve enfrentar dificuldades para obter êxito nas urnas é o sargento Joelson (foto), que aproveitou a janela de março e trocou o PSC pelo Solidariedade. Primeiro, por causa da atuação pífia. Trata-se de um...

Calistro, dúvida à reeleição e Sumaia

sumaia leite 400 curtinha   Jânio Calistro, reeleito para o 2º mandato de vereador em 2016 e como o mais votado em Várzea Grande, com 3.658 votos pelo PSD, se mudou para o DEM dos Campos, mas ainda avalia se vai encarar o teste das urnas deste ano. Ele se mostra um tanto baqueado, após ficar preso por três meses. E...

Grupos convergem para Emanuelzinho

emanuelzinho 400   O jovem deputado federal Emanuelzinho (foto) está cada vez mais empolgado com a possibilidade de disputar a Prefeitura de Várzea Grande. Até se mudou da Capital para a cidade vizinha, onde montou apartamento no Edifício Maktub. Uma das revelações políticas do PTB, Emanuelzinho tem...

Câmara de ROO e pasta de Controle

orestes miraglia 400 curtinha   A Câmara de Rondonópolis deu de ombros para uma decisão do Tribunal de Justiça e, em primeira votação, aprovou mensagem do prefeito Zé do Pátio, criando a secretaria de Transparência Pública e Controle Interno (SETRACI) em...

Morre pai do secretário da Casa Civil

Mauro Carvalho pai   Faleceu, aos 97 anos, o pai do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho. O empresário, que também emprestava o nome ao filho, Mauro Carvalho, foi vítima de um infarto nesta quinta (9). A informação foi confirmada pela deputada estadual Janaina Riva (MDB) que publicou nota de...

Deucimar vence Covid-19 após 20 dias

deucimar silva 400 curtinha   Após 13 dias numa unidade intensiva e mais sete se recuperando no leito de hospital, o empresário e ex-vereador pela Capital, Deucimar Silva (foto), recebeu alta médica nesta terça. Ele está curado da Covid-19. Ex-presidente da Câmara Municipal, Deucimar ficou emocionado, fez...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.