Executivo

Terça-Feira, 19 de Novembro de 2019, 17h:16 | Atualizado: 20/11/2019, 11h:53

APÓS 10 MESES

Mauro decide não prorrogar o decreto de calamidade e cita razoável melhoria fiscal

Rodinei Crescêncio

Mauro Mendes

Governador Mauro Mendes durante discurso na entrega da 6ª e última etapa do HMC, na noite de ontem, na Capital

O governador Mauro Mendes (DEM) decidiu por não prorrogar o decreto de calamidade financeira, que prevê uma série de medidas de controle, reavaliação e contenção de todas as despesas públicas efetivadas no âmbito do Poder Executivo com o objetivo de reequilibrar as finanças do Estado.

A decisão foi comunicada na tarde desta terça (19), por meio de comunicado no site do Governo. De acordo com o democrata, a não prorrogação - a segunda, caso ocorresse -, se deve a análise de informações da secretaria estadual de Fazenda e considerando uma razoável melhoria da gestão fiscal do Governo ao longo de 2019.

O decreto de calamidade financeira foi aprovado pela Assembleia em janeiro junto com o pacote de ajuste fiscal enviado pelo Executivo com validade por seis meses. Em julho, foi prorrogado por mais 120 dias. Dentre as determinações previstas no decreto está a reavaliação de todos os contratos e licitações em vigor e a serem instaurados no decorrer do ano.

Além dos contratos, o decreto determina também economia com despesas de serviços essenciais como telefonia, energia elétrica, água, limpeza, locação de veículos e imóveis, mão de obra terceirizada, recursos humanos, entre outros.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Joaquim Silva | Quarta-Feira, 20 de Novembro de 2019, 17h47
    0
    0

    Então agora nomeie os candidatos do Sistema socioeducativo e cancele o ridículo credenciamento e processo seletivo de médicos legistas. Bom que o estado volta ao normal.

  • Paula Goetz | Terça-Feira, 19 de Novembro de 2019, 20h16
    5
    1

    Mauro e sua mentira que nao vingou..mas q ferrou funcionarios..bem feito matogrossenses

Filho de Taborelli assume vaga em VG

Willy taborelli _ curtinha400   O pai coronel Taborelli está fora de combate, mas o filho Willy (PSC), suplente de vereador, vai assumir cadeira na Câmara de VG a partir de 2 de março. Vai atuar na vaga do correligionário Miguel Baracat, que se licencia para fazer tratamento de saúde. O filho do polêmico...

Sem acordo para ter apoio de Selma

otaviano pivetta 400 curtinha   O empresário e vice-governador Otaviano Pivetta, pré-candidato ao Senado, disse que, de fato, recebeu convite para se filiar ao Podemos, inclusive do deputado Medeiros, um de seus prováveis adversários nas urnas de abril, mas que segue firme no PDT. Destaca ser um admirador do senador...

Na expectativa para disputar Senado

nelson barbudo 400 curtinha   Se o TRE flexibilizar a data de filiação para quem quer concorrer ao Senado, na eleição suplementar de abril, a inflação de candidatos tende a ser ainda maior. Entrariam no páreo, além dos 10 que já se dizem pré-candidatos, o ex-governador Pedro...

Conflito armado entre Ulysses e Elizeu

ulysses moraes curtinha   Já está dando confusão no PSL/DC o acórdão feito entre os deputados estaduais Ulysses (foto) e Elizeu. O primeiro confidenciou a amigos que não pretende apoiar a possível candidatura de Elizeu ao Senado, na eleição suplementar, marcada para abril. A considerar...

Jornalistas lançam 1º Anuário Jurídico

antonielle_curtinhas   O site Ponto na Curva e o Animus Centro Empresarial lançam em maio o primeiro Anuário Jurídico de Mato Grosso. A publicação, que é inédita no Estado, é conduzida pelas jornalistas e advogadas Antonielle Costa (foto) e Débora Pinho. A ideia é dar destaque a...

Ao Senado e com apoio de Bolsonaro

jose medeiros 400 curtinha   Com o apoio garantido por Bolsonaro, José Medeiros dá um passo largo rumo ao Senado, já nesta fase de pré-campanha. Entusiasmado, ele marcou a convenção do Podemos para 12 de março. De um lado, o ex-senador e hoje federal entra no rol dos mais cotados por causa do peso do...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.