Executivo

Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 09h:11 | Atualizado: 21/10/2019, 20h:17

ICMS

Mauro desconversa sobre reduzir o ICMS da energia e teme "politicagem" em CPI

O governador Mauro Mendes (DEM) garante que o Estado vai acompanhar os trabalhos da CPI da Energisa na Assembleia. Perguntado se o Estado pode ajudar, de alguma forma, na redução da tarifa, Mauro desconversa e sai pela tangente: “tá caro, quem regula é a agência nacional de energia elétrica, não é um problema que está sob a tutela do Estado”, disse durante visita a Sinop.

Assessoria

Mauro em Sinop

Mauro Mendes concede entrevista durante visita a Sinop e comenta investigação na AL

Assim, o chefe do Executivo deixa claro que o Estado, que enfrenta crise econômica, não está aberto a negociação em relação ao valor de ICMS cobrado nas contas de energia elétrica. O tributo é um dos mais altos do país. E a sua redução poderia impactar diretamente em contas menos “salgadas”.

Em audiência pública, realizada na semana passada, o presidente da Energisa Mato Grosso, Riberto José Barbanera, enfatizou que 80% do valor pago pelos mato-grossenses é destinado ao pagamento de impostos e repasses ao setor elétrico.

Entre os tributos recolhidos pela empresa, o presidente da Energisa citou o pagamento de PIS/Cofins ao governo Federal, ICMS ao governo do Estado e também a Contribuição para Iluminação Pública (CIP) aos municípios.

Sobre o andamento dos trabalhos dentro da Assembleia, Mauro ressalta a necessidade de se tomar cuidado para que não se faça politicagem. “É muito comum acontecer distorções de informações. Mas, com honestidade e verdade, nós vamos estar do lado para ajudar naquilo que for melhor para a população de Mato Grosso”.

Proposta por Elizeu Nascimento (DC), a CPI teve apoio em massa dos deputados e deve iniciar as investigações nos próximos dias – os blocos discutem quem vão indicar para compor a comissão, que será presidida por Elizeu. O objetivo é investigar possíveis irregularidades no que diz respeito ao  aumento abusivo nas contas de energia elétrica e a  má prestação dos serviços.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Álbum de casamento para 300 casais

marcia pinheiro 400 curtinha   A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro (foto), que desde 2017 lidera alguns projetos sociais de forma voluntária, fez questão de, mesmo com a pandemia da Covid-19, promover, na última segunda, entrega simbólica de álbuns de casamento para 10 casais, que foram...

Fora de vez da disputa para senador

cidinho santos 400 curtinha   O empresário e ex-senador Cidinho Santos (foto), recém-filiado ao DEM, desistiu de vez da ideia de entrar de última hora na corrida ao Senado, na suplementar que será realizada em novembro deste ano. E por algumas razões. Primeira, como sócio do frigorífico União...

TCE suspende licitação de R$ 12 mi

air praiero 400 curtinha   Uma concorrência pública, com valor estimado de R$ 12,5 milhões, tocada pela secretaria de Habitação e Regularização Fundiária de Cuiabá, sob o defensor público licenciado Air Praeiro Alves (foto), foi suspensa cautelarmente pelo TCE por causa de...

6 estão no páreo em Tangará; 2 fortes

vander masson 400 curtinha   Tudo indica que os tangaraenses terão nas urnas 6 candidatos majoritários nas eleições de novembro. O cenário está se desenhando com os seguintes "prefeitáveis": Chico Clemente (PSD), Gunther Duarte (PSL), Vander Masson (foto), do PSDB, Claudinho Frare (Republicanos),...

Bolinha é multado por irregularidades

humberto bolinha 400 curtinha   Por causa de irregularidades cometidas ainda em 2017, ao fazer aquisições sem realizar licitação e/ou pesquisa de preço, o prefeito de Guiratinga, Humberto Domingues, o Bolinha (foto), recebeu multa do TCE de 12 UPFs-MT, correspondente hoje a R$ 1,7 mil. E será intimado pelo...

Puxando o "rei" pra baixo em Tangará

reinaldo morais 400 curtinha   A pré-campanha ao Senado do empresário Reinaldo Morais (foto), o "rei dos porcos", evangélico e bolsonarista, vem ganhando aceitação popular em vários municípios. Mas, em Tangará da Serra, enfrenta muita resistência. Algumas pessoas próximas ao...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.