Executivo

Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 11h:00 | Atualizado: 01/12/2020, 16h:44

PÓS ELEIÇÃO

Mauro evita analisar derrota de Abílio com seu apoio: "é a democracia, perdeu" - leia

O governador Mauro Mendes (DEM) baixou o tom agressivo das críticas feitas ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) durante a campanha que terminou com o emedebista reeleito em Cuiabá. Mauro confirmou que irá se reunir com Emanuel e evitou ainda fazer uma análise sobre a derrota de Abílio Júnior (Pode), que teve seu apoio direto na disputa do segundo turno.

Rodinei Crescêncio/Rdnews

Governador Mauro Mendes - ordem de serviço do Hospital Julio Muller

O governador Mauro Mendes no evento da ordem de serviço de retomada do Júlio Muller

A fala foi feita na manhã desta terça (1º) durante o evento que marcou a retomada das obras do novo Hospital Universitário Júlio Muller, na região do Coxipó.

“Na verdade, nós temos algumas agendas sendo marcadas para atender prefeitos. Já autorizei, a Casa Civil está cuidando disso. Vamos receber vários prefeitos... de Cuiabá, Várzea Grande, do interior, e nos próximos dias vamos conversar. Com certeza vou receber individualmente ou coletivamente todos os prefeitos de Mato Grosso”, disse Mauro.

Reeleito, Emanuel já adiantou que deverá se reunir com o governador e colocar em pauta a administração do Distrito Industrial e também da Ilha da Banana, no Centro da cidade. Sobre o distrito, Mauro disse que se a prefeitura tiver os R$ 45 milhões estimados para a administração da região não veria problema em repassar ao município.

“Não tem rusga política, tem as minhas convicções, já posicionei claramente o que penso sobre temas que foram amplamente debatidos, e isso me afasta ou me aproxima de algumas pessoas. Mas eu nunca coloquei as diferenças que possa ter com qualquer político com o interesse público em segundo lugar. Eu governo para os mato-grossenses, eu não governo para os prefeitos das cidades. Eu vou trabalhar com os 141 prefeitos de Mato Grosso, seja ele de qualquer partido, aliado ou não. Eu fui eleito como governador para trabalhar pelos mato-grossenses”, declarou.

O governador disse que suas opiniões são “fundamentadas em fatos” e que o resultado da eleição municipal não alterou isso. “Ganhar ou perder não faz mudar as opiniões”. Ele não respondeu aos jornalistas se já ligou para parabenizar Emanuel pela vitória.

“É a democracia, perdeu. Para mim, como governador, não cabe fazer esse tipo de análise, cada um pode fazer a sua, certamente eu tenho a minha, mas não é conveniente neste momento. Perdeu, ganhou o outro, que vai continuar administrando Cuiabá e é isso que importa, fazer análise agora... cada um pode fazer as suas reflexões, mas eu tenho direito de não compartilhar as minhas”, hesitou Mauro.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • APOLINARIO GENTIL USKNOV | Quinta-Feira, 03 de Dezembro de 2020, 11h24
    0
    0

    O Problema desse ex retirante pode começar “coforsha”, agora em 2021, senão vejamos: Criou rusgas com os coronéis da VG apoiando o senador “come dorme”, contrario ao “Djulinho”; tentou e continua tentando fechar empresa [Empaer-cabide de emprego] onde coronéis da Cuiabania penduram seus apaniguados indolentes, prevaricadores a décadas; O ex-Paletó [ex porque o eleitor cuiabano, com seu voto, tornou seu cumplice] se elege e provavelmente vai “arrecadar” de tudo um pouco [já que está livre para surfar no mar de lama criado com essa vitória] para chegar em 2022, afundar a caravela do ex retirante, arrogante, intolerante, etc. Porém como a Politica é a arte de PILANTRAS, tudo pode acontecer, um milagre, os dois, o ex-retirante e o ex-paletó, se reconciliam e juram amor eterno, loteiam o que tiver que lotear para 2022, dá um pirulito cheio de formiga para o eleitor chupar, plantam o pé na bunda daqueles que quiserem uma “fatia” fora dos scripts e FINISH. ASSIM CAMINHA A HUMANIDADE E PRONTO!

  • CHIRRÃO | Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 17h05
    0
    0

    CHIRRÃO, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Freitas | Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 16h31
    2
    0

    Acho que ele devia explicar não só a derrota de Abílio como também a de Roberto França, de Sinop, Rondonópolis, Tangara, Barra do Garças, etc...

  • Teka Almeida | Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 15h16
    7
    0

    O castigo para a soberba é a humilhação. O teu dia Mauro MENTE governo FAKE NEWS vai chegar, pois quem não aprende pelo amor amarga na dor.

  • Fabinn | Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 14h59
    3
    0

    ACEITA QUE DÓI MENOS GOVs... A Dor da derrota é complicada... mais ainda, é a dor de cotovelo pela derrota e ainda ter que engolir Neneu em 2022 nas barbas dele dando uma taca daquelas... #VaiNeneu2022

  • Dos Santos | Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 14h24
    8
    0

    A democracia venceu! O processo eleitora foi respeitado, não houve nenhum apontamento de fraude, pelo menos é o que indica o TSE, . Em Cuiabá, o menos nocivo ao coletivo foi eleito, se era corrupto ou não, não temos certeza, a justiça vai julga-lo.

  • Rodrigocpa | Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 13h37
    16
    0

    O governador está tremendo as bases. Ele já percebeu, pq é bobo o peso dar urnas. E sabe tbm q Emanuel se quiser bate nele no mato grosso. Agora vai ter que piar fininho e trabalhar, porque senão perde 2022. O povo cansou da falacia de um governador irresponsavel, que quase joga Cuiaba não mao de um desequilibrado.

  • Benedita da Silva | Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 12h41
    15
    0

    Não, a democracia representativa não perdeu, a democracia é barulhenta, e as vezes o barulho que ela provoca incomoda, respeitar resultado das eleições é fundamental. Apesar dos pesares para alguns ainda é o melhor regime político.

Para presidente, BRT é ultrapassado

juca 400 curtinha   Numa sintonia política com o prefeito Emanuel, o novo presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná (foto), disse ser contra a decisão do governo estadual de "enterrar" o projeto do VLT, cujas obras estão paralisadas desde 2014, para implantar o modal BRT na Região...

Prefeito vai homenagear 2 ex-aliados

ze do patio 400 curtinha   O ex-vereador, ex-deputado estadual e hoje prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (foto), que está no terceiro mandato, vai homenagear dois aliados que faleceram recentemente, sendo eles o ex-vereador de três mandatos Juary Miranda, que foi líder do Executivo na Câmara...

Maluf deve consultar STF sobre Teis

guilherme maluf 400 curtinha   Assim que retornar de férias, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Guilherme Maluf (foto), dará prosseguimento à análise do pedido de aposentadoria de Waldir Teis, que está afastado do Pleno há três anos e cinco meses, assim como outros três conselheiros...

Novo líder de Pátio na Câmara de ROO

reginaldo santos 400 curtinha   Reginaldo dos Santos (foto), que assume vaga na Câmara de Rondonópolis pela quarta vez, é o novo líder do prefeito Zé do Pátio, com a missão de fazer o trabalho de articulação e defesa do Executivo junto aos colegas do Legislativo. Na legislatura passada,...

Agro sugere Daniella de volta no Indea

daniella bueno 400 indea   Representantes do setor produtivo e um grupo de servidores sugeriram ao governador Mauro o nome da médica-veterinária e servidora de carreira Daniella Bueno (foto) para reassumir a presidência do Indea-MT. Aproveitaram a vulnerabilidade no cargo do presidente Marcos Catão Dornelas, denunciado...

Aumento para vereador só em 2022

Alguns vereadores em Cuiabá, tanto novatos quanto aqueles reeleitos, ficaram surpresos quando informados pela Mesa Diretora de que o aumento salarial de R$ 15,1 mil para R$ 18,9 mil, aprovado agora no final de dezembro, só começa a valer a partir de janeiro de 2022. Não entra em vigor de imediato, mesmo se tratando de nova legislatura, por causa da pandemia, que levou o governo federal a estabelecer, em lei, veto a qualquer tipo de reajuste para servidores até...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.