Executivo

Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2020, 10h:35 | Atualizado: 24/01/2020, 17h:23

AUMENTO DOS PREÇOS

Mauro rebate setores: ninguém reclamava do Silval, que acertava um dinheirinho

Rodinei Crescêncio

Mauro Mendes

Mauro Mendes em coletiva à imprensa, durante entrega da implantação da av. Parque do Barbado, em Cuiabá

O governador Mauro Mendes (DEM) rebate as críticas que vem recebendo do setor do comércio após a Lei Complementar 631 de 2019, que reinstituiu os incentivos fiscais. O democrata afirma que se está existindo reclamação é porque tem feito a coisa certa. Para esclarecer a situação, pretende realizar uma audiência pública na qual os técnicos da Sefaz possam esclarecer o que de fato mudou com as mudanças na legislação. Segundo ele, os aumentos de preço no comércio e do etanol não são culpa do Governo.

Em entrevista para a Rádio Vila Real FM, na manhã desta sexta (24), Mauro rebateu as crÍticas que tem recebido de empresários do comércio. “Se tem alguém reclamando é porque estamos fazendo as coisas certas. Alguém reclamava do Silval Barbosa? Não, porque a maioria que iria lá, e ele acertava um dinheirinho”, diz o governador fazendo referência à delação premiada feita pelo ex-governador na qual alegou a existência de concessão de incentivos fiscais em troca de propina.

Mauro enfatiza que ao reinstituir os incentivos fiscais, extinguiu alguns dos que foram concedidos de forma criminosa na gestão de Silval. Por outro lado, o democrata afirma que não cabe ao Governo controlar a margem de lucro dos empresários.

“Não é meu papel determinar margem de lucro. Reclamam da MVA (Margem de Valor Agregado), em alguns casos aqui é de 45% a 50%. O Governo faz uma estimativa para tributar. Mas na prática, muitos têm margem de lucro maior do que tem sido tributada. Está feito desafio, semana que vem vamos convocar todos esses setores, vamos colocar os técnicos na Sefaz para fazer um debate público e esclarecer de uma vez por todaS de quem é a culpa desses aumentos”.

Com a Lei Complementar o comércio passou a ter cobrança de ICMS em duas modalidades, a conta gráfica e a substituição tributária, que ao invés do imposto ser cobrado na saída do produto ao consumidor final é cobrado sobre um dos elos da cadeia produtiva, geralmente, na indústria.

Redução de impostos

Mauro afirma que não é possível reduzir impostos no momento, dada a necessidade do Estado de continuar o aumento de arrecadação para continuar seus compromissos. O governador pontua, que tem feito sua parte para garantir melhor desempenho das contas do Executivo, e cita como exemplo economias realizadas na área administrativa.

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • Revoltado | Sábado, 25 de Janeiro de 2020, 10h00
    0
    0

    Que ponto chegou o MM, se comparar com Silval??

  • Januário | Sábado, 25 de Janeiro de 2020, 00h27
    2
    0

    O Sr também nunca reclamou do incentivo de sua empresa. Lembro da surra que tomastes do Wilson Santos, no embate pela Prefeitura de Cuiabá, o galinho - que o Sr chamava de "Pinóquio" - denunciou que o seu incentivo fiscal anual era comparado a uma Mega-Sena da virada. Nunca vi o Sr reclamar de nenhum Governador.

  • Rondonopolitano | Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2020, 16h06
    10
    3

    Vc consegue ser pior do que Silva. Vc Não engana mais ninguém

  • Cidadão | Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2020, 14h50
    16
    1

    Agora tudo eh culpa do Silval.... Aprenda a assumir a culpa ao invés de procurar culpado.....

  • ARNALDO | Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2020, 14h36
    16
    0

    E MAIS O SENHOR SABIA QUE ERA ASSIM . PORQUE QUIS SE GOVERNO .ACHO QUE TINHA QUE FAZER ERA REFORMA POLITICA UM SALARIO DE DEPUTADO E MAIS DE R$30.0000 FORA AS MORDOMIAS PRA QUE. R$10.0000 JA ERA BEM PAGO A MAIORIA DA POPULAÇÃO VIVEM COM SALARIO MININO E DA

  • Januário | Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2020, 14h17
    17
    0

    O próprio galo, siscador pra fora, afirmo que houve aumento de imposto no setor de combustível. É só ler a entrevista no midianews.

  • Gustavo | Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2020, 13h18
    23
    0

    Só para lembrar o Sr já foi sócio do Silval em garimpo e também se beneficiou e para terminar o Sr e sócio de alguns q já se envolveram na corrupção .. aproveita seus 3 anos q lhes restam.

  • Mixtense indignado | Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2020, 13h07
    4
    16

    Querido internauta Ildo, na entrevista deixa claro que NÃO houve aumento de imposto, e sim a readequação de 'incentivos fiscais'. Não votei no MM, mas ele tomou a atitude correta, cabe ao consumidor regular o mercado.

  • ILDO DA SILVA | Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2020, 11h16
    16
    1

    Governador voce sabia a situaçao do Estado quando quis ser Governador, uma coisa nao justifica a outra, o Silval Barbosa roubou e muito deveria ficar preso para sempre e perder todos seus bens, mas quem tem dinheiro nao fica preso, mas tambem o Sr nao pode do dia pra noite fazer reforma tributaria e jogando todo o pepino no setor produtivo, os preços aumentaram sim e foi muito, no meu setor foi mais de 20% claro que tem de ser transferido nos preços, e os impostos ja pagamos em nosso estoques porque o Sr. nao devolve a vista pois ja pagamos para o Estado.

Galvan vai deixar PDT e ir pra o PRTB

antonio galvan 400 curtinha   Embora não tenha perdido de vistas o Aliança pelo Brasil, partido que está sendo criado por Bolsonaro, Antonio Galvan (foto), presidente da Aprosoja e que acabou levado à frigideira dentro do PDT em meio ao embate por tentativa de candidatura ao Senado, se mostra disposto a ingressar no...

"Pátio igual gato, comendo e miando"

jose medeiros 400 curtinha   O deputado José Medeiros (Podemos), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara, disse que o prefeito Zé do Pátio, de Rondonópolis, está parecendo gato, comendo e miando, pois recebe recursos federais, inclusive de programas habitacionais e, mesmo assim, ainda alardeia nos...

Adair lançará ex-vice em Alto Paraguai

adair 400 curtinha   O ex-prefeito de Alto Paraguai, advogado emedebista Adair José Alves Moreira (foto), não vai disputar novamente, apesar da insistência do seu grupo. A tendência é de apoiar o seu ex-vice Luiz Figueiredo, com quem administrou a cidade de 2013 a 2016. Luiz também é do MDB e...

Deputado bolsonarista critica prefeito

claudinei deputado curtinha 400   O deputado Claudinei Lopes (foto), morador em Rondonópolis, ficou na bronca com o discurso populista do prefeito Zé do Pátio, para quem o povo nordestino votou em massa no PT e que não tem conseguido construir mais casas populares porque, diferente dos governos petistas, o presidente...

Sem Senado e tudo pela Mesa da AL

max russi curtinha 400   Presidente regional do PSB-MT, o deputado Max Russi (foto) tem participado das discussões para definição de candidaturas ao Senado, na suplementar de abril, mas não mais como pré-candidato. Seu desafio é outro. A prioridade é a busca da reeleição como...

Lúdio desiste e PT perde com Barranco

ludio cabral 400 curtinha   O deputado Lúdio Cabral (foto) estava se movimentando para tentar convencer o PT a lançá-lo ao Senado, por aclamação, e ainda instigar o diretório estadual a buscar recursos junto à Nacional para a campanha. Mas o tiro saiu pela culatra. O guru do partido no Estado,...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.