Executivo

Segunda-Feira, 17 de Março de 2014, 14h:58 | Atualizado: 17/03/2014, 15h:26

MT ganha ao ter ministro, diz Silval

A posse do novo ministro da Agricultura, Neri Geller (PMDB), de acordo com o governador Silval Barbosa (PMDB), é o reconhecimento de Mato Grosso por ser o maior produtor de grãos do país por três anos consecutivos. “Certamente Neri vai levar esta mesma experiência do Estado para o Brasil. Estou muito feliz, vou torcer muito, e que Mato Grosso continue saindo na frente”, afirmou Silval, durante o evento de nomeação de Neri no salão nobre do Palácio do Planalto.

Na primeira audiência com o novo ministro, o governador promete levar as demandas dos produtores rurais e pequenos agricultores. "É muito importante para Estado ter um ministro nesta pasta tão importante para o Brasil. É claro que o Neri sendo da nossa região temos a oportunidade de ter um destaque maior". O último representante do Estado a assumir um ministério foi em 1986, com o ex-governador, Dante de Oliveira.

Neri aposta na abertura de novos mercados e na atração de indústrias para agregar valor aos grãos produzidos no Centro-Oeste, em especial em Mato Grosso. “Ter um ministro da Agricultura significa mais responsabilidade, mas vamos estar muito mais focados em prioridades, como abertura de novos mercados, a atração de indústrias. O país tem um potencial enorme e temos que buscar formas de dar fluxo ao escoamento da nossa produção".
Uma das prioridades de Neri à frente da pasta é o reforço ao Plano Agrícola e Pecuário para a safra 2014/2015. “Além disso, é preciso reforçar a Política de Garantia de preços mínimos. Vou tratar destes temas como prioritários junto à equipe econômica". O novo ministro também pretende dar atenção culturais de maior risco, como uva e laranja.

Além de Dante, outros três mato-grossenses comandaram ministérios. Em 1897, Joaquim Murtinho foi nomeado ministro da Viação, Indústria e Comércio na gestão Prudente de Moraes. No governo Campos Sales, assumiu o Ministério da Fazenda. No ano de 1935, Eurico Gaspar Dutra tomou posse no então Ministério da Guerra (Defesa) e, depois, foi eleito presidente. O economista Roberto Campos comandou o Ministério do Planejamento quando Castelo Branco ocupava a presidência. A última vez que o Estado teve um nome forte no governo federal foi com Luiz Pagot (PTB), ex-diretor-geral do Dnit. Após denúncias de irregularidades no Departamento, o petebista deixou o Dnit em julho de 2011. (Com Assessoria).

Vamos abrir o mercado e melhorar logística, diz ministro da Agricultura

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • DIONISSIO DA CUNHA BARBNOZA | Terça-Feira, 18 de Março de 2014, 09h31
    0
    0

    ESSE OTAVIO NAO SABE O QUE ESTA FALANDO,NAO DEPENDE DO GOV. NOMEAR BELTRANO OU FULANO,MAS DA BASE ALIADA, DOS PARTIDO QUE ELEGERAM.

  • Otávio | Segunda-Feira, 17 de Março de 2014, 23h10
    0
    1

    E governador, o senhor deve estar com a consciência muito pesada. O Ministro NERI GELLER foi rejeitado pelo senhor e pelo seu medíocre governo. O então cidadão simples, humilde, competente e trabalhador NERI GELLER, foi desprezado pelo senhor, pois ele tinha o apoio de toda a classe de trabalhadores da agricultura, da FAMATO, APROSOJA, FAMATO e era uma unanimidade entre todos os agricultores de Mato Grosso para assumir a Secretaria de Estado de Agricultura, mas o senhor não deu a oportunidade a este homem. Aliás no seu governo quem trabalha e honesto e competente não tem vez no seu governo. Aí o senhor preferiu colocar outro, deu no que deu, cade a Secretaria de Agricultura no estado campeão de produtividade do Brasil. O senhor e um cara de pau, não merecia ser chamado para a posse do Ministro NERI. A sua consciência deve estar muita pesada. Este HOMEM foi desprezado pelo senhor. Gostaria muito que o senhor fizesse a leitura deste comentário. E está com a palavra. O senhor do que estou falando.

  • joaoderondonopolis | Segunda-Feira, 17 de Março de 2014, 16h52
    0
    0

    Em época de eleição, ministro tampão só recebe salários e viaja de avião e mais nada.

  • Zé Poxoréo | Segunda-Feira, 17 de Março de 2014, 16h10
    0
    0

    Basta saber qual MT? Certamente pelo andar da carruagem, com ou sem ministro, é como diz aquele ditado, a população não vai ganhar nem o que a Luzia ganhou atrás da horta!

Prefeito e sobrepreço em álcool gel

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), e sua secretária de Saúde, Manoela Nunes, têm cinco dias para apresentar defesa prévia ao TCE sobre uma denúncia de superfaturamento na compra de materiais de higienização destinados à prevenção do...

Procon decide fazer audiências virtuais

rosamaria 400 curtinha   Por causa da pandemia, que levou à suspensão dos serviços presenciais, a secretária estadual Rosamaria Ferreira (foto), de Assistência Social e Cidadania, e o adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo da Silva Taques, decidiram que agora o Procon-MT...

Empolgado e já morando em VG

emanuelzinho 400   O deputado federal Emanuelzinho (foto), do PTB, está tão empolgado com a possibilidade de concorrer a prefeito de Várzea Grande que não só transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para o município vizinho, ainda no ano passado, como também alugou um apartamento...

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

"Cenário apocalíptico" e respiradores

z� do patio 400 curtinha   Um mês depois do escândalo sobre a compra e pagamento de quase R$ 4 milhões por 22 respiradores falsificados, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, tomou duas decisões, mas nenhuma delas no sentido de investigar eventuais falhas de servidor da...

Binotti, a popularidade e a oposição

luiz binotti 400 curtinha   O grupo político do hoje vice-governador Otaviano Pivetta, que comandou Lucas do Rio Verde por mais de duas décadas, terá dificuldades para reconquistar o comando local no pleito deste ano. O pré-candidato Marino Franz, que foi vice de Pivetta e depois prefeito, será o...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.