Executivo

Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019, 10h:18 | Atualizado: 13/12/2019, 10h:19

Polêmica

Não é justo servidor se aposentar com 45 anos e demais só com 65, diz governador

O governador Mauro Mendes (DEM) avalia que a reforma da Previdência no Estado, que foi dividida em duas etapas, servirá para garantir aos servidores as mesmas regras que incidem sobre os trabalhadores da iniciativa privada. O democrata estima que 95% dos trabalhadores do Estado, que são empregados pela iniciativa privada, já estão sob os efeitos da Emenda Constitucional 103, promulgada pelo Congresso Nacional em novembro, e que estabelece idade mínima para aposentadoria de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres. 

Christiano Antonucci

Mauro Mendes

Governador Mauro Mendes cita necessidade de se tomar medidas doloridas sobre o tema

“Não tem jeito, todo mundo que trabalha na iniciativa privada já está na vigência desta regra. O que queremos é permitir as mesmas regras ao servidor público. É justo se aposentar com 45 anos, enquanto todo mundo aposenta aqui fora com 65 anos?”, questionou o governador, durante entrevista à Rádio Capital FM, na manhã desta sexta (13).

Na última terça (10), Mauro encaminhou à Assembleia o projeto de lei complementar para alterar a alíquota previdenciária de 11% para 14%. O percentual toma como diretriz o que foi estabelecido pela Emenda 103, e precisa ser aprovado até 30 de julho de 2020, conforme determinação do Governo Federal.

No próximo ano, Mauro deve encaminhar à Assembleia a segunda parte da reforma da Previdência estadual, que tratará especificamente das regras de aposentadoria. Conforme estimado inicialmente pelo Executivo, o impacto da reforma ao regime previdenciário do Estado será de R$ 25 bilhões em 10 anos, valor que será reduzido em relação ao deficit estimado em R$ 31 bilhões no período.

“O Brasil está quebrando por causa da previdência, é melhor tomar medidas doloridas, mas certas agora, do que deixar quebrar o país lá na frente”, disse Mauro.

Na próxima segunda (16), a Assembleia realiza, às 14h, uma audiência pública para debater o aumento da alíquota previdenciária. A agenda deve ser marcada pela presença maciça dos servidores públicos estaduais, que por meio do Fórum Sindical, organizam mobilizações para tentar pressionar a Assembleia a não aprovar na literalidade as regras que constam no projeto enviado por Mauro.

Entre os itens que os sevidores querem excluir é que inativos passem a contribuir com 14%, recebendo acima de um salário mínimo. Na regra atual, só continuam contribuindo com a previdência os aposentados que recebem acima do teto do INSS, que está em R$ 5,8 mil. 

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • HELO | Sábado, 14 de Dezembro de 2019, 15h15
    9
    1

    GOVERNADOR ,VOCE CALADO É UM POETA.

  • Abraao | Sábado, 14 de Dezembro de 2019, 11h53
    7
    1

    Sr governador....pague para mim o que o senhor ganha junto com a vi que nem preciso aposentar, trabalho feliz até o último dia de minha vida

  • José silva | Sábado, 14 de Dezembro de 2019, 01h39
    17
    2

    É justo um indivíduo condenado pela justiça por ser testa de ferro de uma juíza federal , num esquema de compra de um imóvel fruto de demanda judicial, resultando na aposentadoria compulsória da mesma num valor de mais de vinte mil reais, quando tinha menos de 45 anos, questionar aposentadorias legitimas de servidores que cumpriram suas obrigações legais?

  • Renato Rosa Fortes | Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019, 21h26
    18
    2

    Com todo respeito, o Brasil não está quebrado por causa da previdência. O Brasil quebrou por causa da roubalheira dos políticos. Com relação ao salários no teto ou próximo dele, não vejo nenhuma ilegalidade, como também não vejo o fato do salário do governador estar no teto mas, não paga casa, água, luz, telefone, internet, não paga comida, não paga veículos, não paga gasolina.... Se somar, quanto o governador ganha ? E também não precisa justificar gastos. Também acho injusto...

  • alexandre | Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019, 18h59
    22
    1

    Como pode um politico se aposentar com 8 anos ?

  • Luiz Márcio de Almeida | Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019, 17h42
    19
    1

    Não justo os políticos também se aposentarem com um mandarão ou dois, pois deveriam se aposentar, com os mesmo65 anos, afinal eles nem se quer fazem esforços físicos, e digo mais,deveriam ter o mesmo tempo de contribuição que os demais trabalhadores

  • Do Interior | Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019, 16h57
    27
    0

    Eu só vejo os poderes dizendo "a economia será de tantos bilhões em 10 anos com a reforma da previdência". As perguntas que se deve fazer é "de quantos trilhões serão os incentivos fiscais para os próximos 10 anos?", ou então "quantos trilhões gastaremos nos próximos 10 anos com corrupção?", ou ainda "quantos trilhões serão necessários para mantermos os privilégios dos políticos nos próximos 10 anos?"

  • Mac Suelen | Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019, 14h53
    33
    1

    A reforma tem q começar primeiro com vcs. De exemplo aos concidadãos deste estado. Como pode um governador aposentar c um mandato? Ou pelo simples fato de passar por essa cadeira? Deputados tem q rever a reforma deles também! E aos servidores q aposentam c 45 anos é pq ja contribuiu muito ou entrou cedo demais .

  • Elias | Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019, 13h42
    36
    0

    Que tal reforma politica? começando pela diminuição de privilégios e assessores e tudo quanto que auxilio....diminuir salários deles...acabar com cargo de vices, cartão corporativo

Arco de alianças define vice de Eliene

eliene liberato 400 curtinha   A professora e vice-prefeita de Cáceres, Eliene Liberato (foto), pré-candidata do PSB à sucessão municipal, disse que a definição do nome para vice de sua chapa só sairá na pré-convenção. Até lá, o amplo arco de alianças...

Pesquisa derruba discurso de Jayme

jayme campos 400 curtinha   O resultado da pesquisa Analisando, que traz Emanuelzinho com boa vantagem nas intenções de voto sobre todos os pré-candidatos a prefeito de Várzea Grande, está provocando uma reviravolta nos bastidores. Os dados vieram a público nesta quinta, em publicação no...

Tucano dá título a Bolsonaro em Sinop

dilmair callegaro 400 curtinha   O presidente Jair Bolsonaro, que comanda o país desde janeiro do ano passado, irá receber o título de Cidadão Sinopense, mesmo sem previsão de pisar os pés, por enquanto, ao município considerado Capital do Nortão. A homenagem partiu do vereador do PSDB Dilmair...

Ação pró-Thiago, mas Luizão resiste

carlos bezerra 400   Com uma pesquisa debaixo do braço, cujo resultado traz Thiago Silva na dianteira na corrida à Prefeitura de Rondonópolis, inclusive na frente do prefeito Zé do Pátio (SD), o MDB de Carlos Bezerra (foto) tenta convencer o empresário Luizão (PRB) a recuar para apoiar o...

Padrinho político de Fabio a prefeito

mauro mendes 400 curtinha   Após se reunir com o governador Mauro Mendes (foto) na sexta (14), o suplente de senador Fabio Garcia, presidente regional do DEM, deve oficializar sua pré-candidatura à Prefeitura de Cuiabá. Fabinho quer discutir com Mauro, que é seu padrinho político, o arco de aliança e...

4 ex-prefeitos se juntam em Chapada

gilberto mello 400 curtinha   Considerado nome mais forte da oposição, Gilberto Mello (foto), do PL, lançou sua pré-candidatura à sucessão em Chapada dos Guimarães com apoio de nada menos que três ex-prefeitos, fora ele próprio, que administrou o município entre 2005 e 2008....

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.