Executivo

Terça-Feira, 09 de Fevereiro de 2010, 09h:55 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

Eleições 2010

PR escala 4 para definir alianças, eleger Maggi e manter bancadas

Wellington Fagundes, presidente do PR   Os deputados federais e pré-candidatos à reeleição Wellington Fagundes e Homero Pereira e o ex-presidente do Detran Moiséis Sachetti receberam a missão de organizar, definir estratégias e as alianças em nome do PR, maior legenda do Estado com 33 prefeitos, 18 vice, 229 vereadores, 6 deputados estaduais e 2 federais e ainda a cadeira de governador. Fagundes é o presidente. Sachetti, que antes conduzia o partido, agora é o primeiro-vice-presidente. Homero integra a Executiva como segundo- vice-presidente e, o ex-deputado Emanuel Pinheiro, secretário-geral. Eles têm aproveitado o trunfo das ações partidárias, como, por exemplo, a Caravana 22, para percorrer os municípios e pedir votos, com vistas a reforçar suas próprias pré-candidaturas. Fundado em 2007, o PR possui, segundo a Executiva, cerca de 7 mil filiados e quer chegar a 100 mil neste ano.

   Os republicanos abdicaram do projeto de indicar o nome que disputará a sucessão de Maggi e vão se concentrar na campanha de Maggi ao Senado. O partido já bateu o martelo quanto à aliança com o PMDB, em adesão ao nome do vice-governador Silval Barbosa. O ex-secretário-adjunto de Segurança Pública Cezar Zílio cuida da área financeira da legenda. O vogal mais influente é Maggi. Compõem também a Executiva como vogais os deputados estaduais João Malheiros, Mauro Savi, líder do governo na Assembleia, Sebastião Rezende, Sérgio Ricardo, Jota Barreto e Wagner Ramos, assim como os prefeitos de Água Boa, Maurício Tonhá; de Tangará da Serra, Júlio Ladeia; de Várzea Grande, Murilo Domingos; e de Colíder Celso Banazeski, o empresário Paulo Leão, o secretário estadual de administração Geraldo de Vitto e o presidente do Cepromat, Luiz Fernando Caldart.

    O maior desafio do PR não é apenas eleger Maggi governador, mas manter ao menos as mesmas bancadas na Assembleia e na Câmara, além de apostar na reeleição de Silval, que assume o governo a partir de 31 de março. Por mais que "pinte um quadro" recheado de otimismo, a cúpula, em verdade, enfrenta processo de desgaste e risco de perda de filiados. Não fosse a lei pró-fidelidade partidária, instituída pelo TSE a partir de 2007, alguns deputados já teriam abandonado o barco do PR, principalmente por não lançar o chamado cabeça-de-chapa para o Palácio Paiaguás.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Donizete F Nascimento | Sexta-Feira, 12 de Fevereiro de 2010, 13h16
    0
    0

    Olhando-se por este ângulo,tudo bem.É que soa estranho,porque vice não é eleito...e no caso de Maggi seria senador.OK. Concordo que muitos descontentes poderiam migrar do PR(como também ocorre em outros Partidos)não fosse a fidelidade partidária.Mas enquanto não tivermos menor número de partidos,com membros comprometidos de verdade com suas Ideologias,a atual lei de fidelidade partidária é só o que impede o troca-troca desenfreado de partidos.

  • Donizete F Nascimento | Quinta-Feira, 11 de Fevereiro de 2010, 19h38
    0
    0

    Confesso que não entendi esta nota,em sua parte final. Falam em eleger Maggi Governador e reeleger Silval...então estamos em 2014! E Silval no distante 2010 foi eleito o quê,mesmo? Me ajudem,por favor.

    Resposta - Prezado Donizete, o Silval deve assumir o mandato no Paiaguás no próximo mês e, no cargo de chefe do Executivo, concorrerá ao posto de governador. Nesse caso, entende-se por busca da reeleição. Atenciosamente - Romilson Dourado 

  • Pierre | Quarta-Feira, 10 de Fevereiro de 2010, 09h16
    0
    0

    Vá lá chefe, mostre que o senhor faz politica diferenciada dos comuns!!

  • chacal | Terça-Feira, 09 de Fevereiro de 2010, 15h03
    0
    0

    agora so falta combinar com os eleitores de mato grosso.

  • Milton Ribeiro | Terça-Feira, 09 de Fevereiro de 2010, 12h35
    0
    0

    É Senador Eleito, o Governador Blairo Maggi, isso ninguem dúvida, mas não faz sucessor! Comprou Prefeitos e Vereadores com doação das maquinas, enquanto a Dengue Mata!, a Policia sucateada! Secretária da Fazenda com uma politica Nazista. E o Governo acha ainda que está abafando! Estão prendendo caminhões de mercadorias, multando, enquanto os impostos já são pagos, ou seja, o contribuinte está sendo obrigado a pagar duas vezes o mesmo imposto sobre emissão de nota fiscal.O Secretário Eder gosta de ir na imprensa por qualquer coisa, e agora EU o DESAFIO a provar isso em público.Esse é um Governo de arrecadações, Governo Empresa!, não um Governo solidário, humano,com Justiça Social! É possível buscar o crescimento tambem com Justiça Social.

  • bruxo | Terça-Feira, 09 de Fevereiro de 2010, 10h58
    0
    0

    bruxo, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • jotinha | Terça-Feira, 09 de Fevereiro de 2010, 10h48
    0
    0

    Blairo vai ter que fazer de tudo para se eleger senador, não é mole. A insegurança no governo dele aumentou assustadoramente e este reflexo vamos obter daqui a 3 a 5 anos, hoje já não podemos nem sair de casa que somos abordados por bandidos. A saúde pra ser precária temque melhorar muito. Que saudade dos Campos no governo de MT.

Fábio tenta tirar aliados do prefeito EP

fabio garcia 400 curtinha   Fábio Garcia (foto), presidente do DEM-MT, começou um movimento forte de bastidores para tentar tirar partidos que hoje estão no arco de alianças do prefeito Emanuel (MDB), mesmo o futuro do Democratas na disputa majoritária em Cuiabá ainda sendo uma incógnita. De forma...

Licitação irregular em Alto Araguaia

gustavo de melo 400 curtinha   O conselheiro-subtituto do TCE, Luiz Carlos Pereira, determinou que o prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), suspenda de imediato, devido a apontamento de irregularidades, uma licitação para contratar por R$ 2,9 milhões uma empresa com vistas a executar obras de asfaltamento tipo TSD...

Mutirão fiscal prorrogado na Capital

Emanuel Pinheiro curtinha   Levando em consideração o grande número de contribuintes interessados em negociar dívidas com o município, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu prorrogar o Mutirão de Conciliação Fiscal até 30 de agosto. Os atendimentos foram retomados na terça...

6 deputados podem tentar prefeitura

silvio favero curtinha   Pelo menos seis deputados estaduais ensaiam candidatura à prefeitura. Eles nada têm a perder, pois a legislação não exige renúncia do mandato no Legislativo para disputar vaga no Executivo.  Sílvio Fávero (foto) deve concorrer em Lucas do Rio Verde, numa...

Munhoz agora é adjunto na Sinfra

 Mauricio Munhoz-curtinha-400   O governador Mauro Mendes nomeou o economista e escritor Maurício Munhoz (foto) como secretário adjunto de Gestão e Planejamento da Sinfra, pasta comandada por Marcelo Padeiro. Filiado ao PSD, é representante da Fundação Espaço Democrático em MT, que...

Contribuição com óculos às crianças

virginia mendes 400   Após lançamento de campanhas sociais, como o Aconchego, com distribuição de 100 mil cobertores a famílias em situação de extrema vulnerabilidade, de festas para angariar fundos e ajudar entidades, e do empenho pela reabertura do Hospital Estadual Santa Casa, a primeira-dama do...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.