Executivo

Quinta-Feira, 05 de Junho de 2014, 12h:43 | Atualizado: 05/06/2014, 12h:56

Prefeitura de Cuiabá não encontra falhas denunciadas no Fantástico

Sindicância realizada no Pronto-Socorro afirma que não houve alteração em óbitos

pronto-socorro-cuiaba-cirurgias.jpg

Sindicância aponta que sistema de saúde de Cuiabá não errou em procedimentos

A Prefeitura de Cuiabá arquivou denúncia de que haveria ordem superior para que os médicos da UTI do Pronto-Socorro de Cuiabá adulterassem horários das declarações de óbito. O caso foi investigado no hospital por uma sindicância. As supostas irregularidades foram mostradas em reportagem veiculada pelo Fantástico, da Rede Globo, no último dia 25, e começaram a ser apuradas na mesma semana.

Conforme a prefeitura, “não houve, de acordo com todas as testemunhas ouvidas e os documentos analisados, qualquer determinação superior para a falsificação dos horários dos óbitos ocorridos nas UTIs”. A sindicância não aponta nenhum caso de adulteração dos referidos documentos.

A investigação também não identificou falhas de servidores municipais nas circunstâncias da morte da paciente do município de Acorizal, Alaíde Ventura da Silva, ocorrida em 22 de maio. A idosa havia conseguido liminar para realizar cirurgia neurológica, mas faleceu sem que a unidade tivesse ao menos agendado o procedimento.

As providências que cabiam ao Pronto-Socorro, conforme a sindicância, foram tomadas e os atrasos na regulação da paciente, bem como transferência para que a cirurgia fosse feita são de responsabilidade da Secretaria Estadual de Saúde (SMS) e do Hospital Geral Universitário (HGU). Trecho do relatório diz que não há qualquer indício de que o estado de saúde da senhora tenha se agravado em decorrência da falha de prestação de serviço hospital.

Quanto às demissões no PS, a investigação apurou que os médicos foram unânimes ao afirmarem que os desligamentos ocorridos – que resultaram no comprometimento do atendimento da unidade – foram causados por conta da exigência do cumprimento da jornada de 20 horas, conforme contrato trabalhista, e adoção do ponto eletrônico para controle de entrada e saída dos profissionais.

Segundo a sindicância, 23 médicos de UTI pediram demissão após as determinações da Secretaria Municipal de Saúde. “Testemunhas confirmaram que, das 20 horas contratadas, os médicos cumpriam anteriormente, e por vários anos, apenas 12 horas. Frise-se que essa exigência do cumprimento da carga horária obedeceu a Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público Estadual”, diz trecho.

Recomendações

Diante do resultado, o prefeito Mauro Mendes (PSB) acatou integralmente as recomendações contidas no relatório da sindicância. Entre as medidas está a realização de auditoria no contrato firmado entre a SMS e o HGU, bem como auditoria permanente em todos os contratos firmados pela secretaria com hospitais que prestam serviços médicos ao SUS do município.

A prefeitura também notificará a SES e o HGU para cumprirem o sistema de regulação e efetivação dos procedimentos prescritos para pacientes da alta complexidade acolhidos no PS. Foi acatada ainda a recomendação para a instauração de processo administrativo disciplinar (PAD) contra a direção do Pronto Socorro e da SMS no período entre fevereiro e maio deste ano para verificar a falta de providências quanto às demissões de médicos da UTI. 

Por fim, o Executivo fará a reestruturação da política municipal de aquisição de medicamentos, equipamentos e materiais hospitalares, a fim de melhorar o planejamento e o controle dos estoques e abastecimento. (Com assessoria)

Após denúncias sobre UTI e alteração em óbitos, Mauro instala sindicância

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

"Cenário apocalíptico" e respiradores

z� do patio 400 curtinha   Um mês depois do escândalo sobre a compra e pagamento de quase R$ 4 milhões por 22 respiradores falsificados, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, tomou duas decisões, mas nenhuma delas no sentido de investigar eventuais falhas de servidor da...

Binotti, a popularidade e a oposição

luiz binotti 400 curtinha   O grupo político do hoje vice-governador Otaviano Pivetta, que comandou Lucas do Rio Verde por mais de duas décadas, terá dificuldades para reconquistar o comando local no pleito deste ano. O pré-candidato Marino Franz, que foi vice de Pivetta e depois prefeito, será o...

Um mês no Senado e com um projeto

carlos favaro 400 curtinha   Em um mês como senador, Carlos Fávaro (foto), oficialmente com 12 assessores, por enquanto, fez dois pronunciamentos da tribuna, não atua na relatoria de nenhuma propositura e apresentou um projeto, justamente o que pede socorro financeiro a um dos setores do agronegócio, o algodoeiro. Na...

Desagregador luta pra retornar à Ager

fabio calmon 400   Fábio Calmon (foto), que foi adjunto da Sinfra no Governo Taques e depois nomeado presidente da Ager-MT, não desiste da Agência, mesmo sabendo que ali se tornou uma pessoa non grata por uma série de situações. Foi carimbado de incompetente, burocrata, arrogante e desagregador. O governador...

Oportunismo e na defesa de Bolsonaro

niuan ribeiro curtinha 400   Niuan Ribeiro (foto), presidente do Podemos em MT, agora virou defensor do Governo Bolsonaro. Eis o que o vice-prefeito de Cuiabá escreveu no Instagram, em postagem acompanhada de sua foto, sobre o conteúdo da reunião ministerial de 22 de abril que expôs várias faces do governo. "Apesar...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.