Executivo

Terça-Feira, 11 de Fevereiro de 2014, 15h:01 | Atualizado: 12/02/2014, 11h:56

Agronegócio

Presidente dirige colheitadeira e é vaiada por funcionários dos Correios

Roberto Stuckert Filho

dilma_soja_prefeito.jpg

Presidente Dilma Rousseff ao lado de Otaviano Pivetta, Silval Barbosa e Blairo Maggi afirma que Mato Grosso é exemplo de produtividade para outros Estados

A estada da presidente Dilma Rousseff (PT) em Lucas do Rio Verde foi marcada pela disposição da petista em dirigir a plandeira e a colheitadeira durante a simulação de colheita da safra 2013/2014. Ela também foi aplaudida em pé pela sociedade presente antes do discurso de 40 minutos, no qual disse que tem duas fixações, ferrovia e hidrovia. Além disso, a presidente destacou que o agronegócio de Mato Grosso é um exemplo de produtividade e deve ser seguido em todos os setores do país. O momento mais incômodo para a petista foi no final, quando os funcionários dos Correios, que estão em greve, começaram a protestar gritando “É vaia dos Correios” e “Não, não, não, postal Saúde não”, além de algumas faixas dizendo para ela andar na BR-163. 

Marcela Machado/Rdnews

manifesto_correios.jpg

Funcionários dos Correios protestam devido a greve

Assim que chegou em Lucas, às 9h30, Dilma pousou direto no local onde seria simulada a platanção e colheita. Ela quebrou o protocolo e quis olhar de perto as máquinas que estavam distantes. Para surpresa, a presidente quis dirigir os veículos e o fez por 15 minutos, sendo 5 na plantadeira e 10 na colheitadeira. Quando desceu, foi junto com demais autoridades ver a soja caindo de uma das máquinas. A petista pegou os grãos na mão, jogou para cima, depois levou até os fotógrafos e cinegrafistas (único público presente no local), mas antes disso comeu alguns grãos. “Arrumei uma segunda profissão. Além de presidenta, sou uma operadora de máquinas”, disse. 

Em seguida, antes dos discursos, Dilma se reuniu com os produtores - a portas fechadas -, momento em que eles entregaram as reivindicações, sendo a principal logística. Só então se dirigiu à mesa, cujas autoridades (deputados, senadores, entidades) já estavam esperando. 

A presidente começou a fala, quebrando pela segunda vez o protocolo, cumprimentando antes do governador Silval Barbosa (PMDB) os produtores presentes. Depois mencionou o peemedebista sem esquecer, logo em seguida, de proferir o nome do ex-governador e hoje senador Blairo Maggi (PR). “Percebi hoje de forma especial a emoção que vocês produtores sentem no ato da colheita e do plantio. A colheita tem um grau de plenitude muito grande”, disse em agradecimento aos produtores. 

Dilma, admiradora declarada de Blairo, disse que graças a ele os produtores tiveram como comprar máquinas modernas para melhorar os resultados do plantio e o Governo Federal deu contribuição nisso. 

Roberto Stuckert Filho

presidente_maquina_soja.jpg

Dilma "fugiu" do protocolo e dirigiu maquinário agrícola em Lucas do Rio Verde

Conforme pesquisa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), mencionada por Dilma, a safra recorde foi de 193 milhões de toneladas, no entanto, o ministro da Agricultura, Antônio Andrade, acredita que chega a 196 milhões. “Se conseguir ultrapassar a expectativa, será uma das maiores vitórias do agronegócio do Brasil". Diante dos números, a petista reconhece que o setor é de extrema importância para o crescimento do país. “Só conseguiremos manter a redução da desigualdade e aumento da classe média se nos dedicarmos em crescer a produtividade. A produção de grãos cresce 221% e a área plantada 41%”, ressalta. 

Para colaborar na obtenção de resultados cada vez melhores, a presidente quer investir mais no Pronatec, que tem o intuito de formar técnicos em diversas áreas, entre elas agrárias. Também mencionou os royaltes do petróleo, os quais 75% vão para a Educação, assim como 50% do excedente em óleo do pré-sal. A petista lembra também que os produtores têm R$ 136 bilhões em créditos, sem contar R$ 5 bilhões para financiamento. “Se gastar mais, tem mais”, completa. E disse ainda que vai destinar investimos ao pequeno produtor. 

Dilma pontua também que admira a capacidade do Estado em ter a possibilidade de possuir vários modais como rodovias, ferrovias e hidrovias, porém, a ferrovia e a hidrovia, para ela, são formas mais baratas de transporte. "Aqui temos a fome com a vontade de comer. Fome é a vontade de logística e a vontade de comer o potencial de logística”, compara. Agora, segundo a presidente, Mato Grosso vai precisar investir em energia e o linhão previsto no Estado precisa sair, mas a nível Brasil o problema é a burocracia. “Só conseguiremos modernizar o país quando melhorar a burocracia. Não tirar fiscalização, mas acabar com a multiplicidade das exigências desnecessárias”.

Galeria de Fotos

Credito: Marcela Machado/Rdnews
Credito: Marcela Machado/Rdnews
Credito: Roberto Stuckert Filho
Credito: Roberto Stuckert Filho
Credito: Roberto Stuckert Filho
Credito: Roberto Stuckert Filho
Credito: Roberto Stuckert Filho

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • joaoderondonopolis | Quarta-Feira, 12 de Fevereiro de 2014, 15h23
    0
    0

    Pra mim chega desta foto.

  • Emival | Quarta-Feira, 12 de Fevereiro de 2014, 11h41
    0
    0

    ESTADO RICO é verdade, porem o povo e pobre, pode de assistência medica, educação, estrada e transporte, é uma vergonha esse estado que banalizou o homicídio, dengue, hanseníase. vergonha, vergonha,vergonha,vergonha..;.

  • Zé Pereira | Quarta-Feira, 12 de Fevereiro de 2014, 10h20
    1
    1

    Que coisa, o Brasil não está ajudando Cuba. O Brasil faz negócio com Cuba. Para ter os médicos do Programa mais médicos que atende a população simples e humilde, Cuba tem, o Brasil não tem. O Brasil tem empresários em Cuba que necessitam de infra-estrutura para gerar empregos aqui no Brasil que é um País exportador, o Brasil tem tecnologia e Cuba não tem. Quem faz boicote a Cuba é os Estados Unidos e não o Brasil. Valeu Dilma, está no caminho certo. Se tivéssemos os médicos do Programa mais médicos no Brasil de Cuba e outras Países que aqui estão, a saúde pública do País seria outra. Valeu pela coragem, porque na verdade, enfrentou um cartel no País. Quem ganha é o povo mais simples e humildade que necessita de atendimento público de saúde.

  • lucas souza | Quarta-Feira, 12 de Fevereiro de 2014, 07h42
    0
    1

    SEMPRE VOTEI NO PT , MAS AGORA TENHO VERGONHA DESSE PARTIDO COM SUAS CORRUPÇÕES E MEIOS DE TRANSFERIR DINHEIRO PARA CUBA POR MEIO DESSE PROGRAMA CHAMADO MAIS MÉDICO. VOTAR NESSE MÁFIA PTISTA , NUNCA MAIS!!

  • Roberto | Quarta-Feira, 12 de Fevereiro de 2014, 06h08
    0
    0

    ela tem carteira. .??

  • luis | Terça-Feira, 11 de Fevereiro de 2014, 18h08
    0
    0

    Blz, esse Estado ja é uma potencia no agro negócio se investirem na infra deslancha de vez.

  • Zé Poxoréo | Terça-Feira, 11 de Fevereiro de 2014, 17h08
    0
    1

    Deviam investigar, mas creio que alguém trocou a pauta do discursos da presidenta!

  • pedro | Terça-Feira, 11 de Fevereiro de 2014, 16h32
    1
    0

    riquesa, riquesa, , só para os ricos, e para a classe media? muitos pobres estam com a tal bolsa familia, cade o exercito na fronteira?

  • JOSE LIMA | Terça-Feira, 11 de Fevereiro de 2014, 16h05
    1
    2

    Parabéns pela cobertura do NEWS. Minha presidente é dez....

Prefeito e sobrepreço em álcool gel

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), e sua secretária de Saúde, Manoela Nunes, têm cinco dias para apresentar defesa prévia ao TCE sobre uma denúncia de superfaturamento na compra de materiais de higienização destinados à prevenção do...

Procon decide fazer audiências virtuais

rosamaria 400 curtinha   Por causa da pandemia, que levou à suspensão dos serviços presenciais, a secretária estadual Rosamaria Ferreira (foto), de Assistência Social e Cidadania, e o adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo da Silva Taques, decidiram que agora o Procon-MT...

Empolgado e já morando em VG

emanuelzinho 400   O deputado federal Emanuelzinho (foto), do PTB, está tão empolgado com a possibilidade de concorrer a prefeito de Várzea Grande que não só transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para o município vizinho, ainda no ano passado, como também alugou um apartamento...

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

"Cenário apocalíptico" e respiradores

z� do patio 400 curtinha   Um mês depois do escândalo sobre a compra e pagamento de quase R$ 4 milhões por 22 respiradores falsificados, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, tomou duas decisões, mas nenhuma delas no sentido de investigar eventuais falhas de servidor da...

Binotti, a popularidade e a oposição

luiz binotti 400 curtinha   O grupo político do hoje vice-governador Otaviano Pivetta, que comandou Lucas do Rio Verde por mais de duas décadas, terá dificuldades para reconquistar o comando local no pleito deste ano. O pré-candidato Marino Franz, que foi vice de Pivetta e depois prefeito, será o...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.