Executivo

Segunda-Feira, 15 de Março de 2010, 09h:27 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

LUCAS DO RIO VERDE

Quem viver verá, diz Pagot sobre construção da ferrovia

   Simone Alves
   Enviada especial a Lucas do Rio Verde

   Cerca de 150 pessoas já estão no auditório da Unilasalle, no Bairro Bandeirantes, em Lucas do Rio Verde (a 350 km de Cuiabá), onde será lançado o projeto da Ferrovia Centro-Oeste. Mesmo sem a presença da ministra-chefe da Casa Civil Dilma Rousseff, são esperados pelo menos 500 pessoas.

   Entre as autoridades que já estão no local estão a senadora Serys Marly, o secretário-executivo do Ministério dos Transportes Paulo Sérgio Passos e o diretor-presidente do Dnit Luiz Antônio Pagot. “Estamos articulando junto ao Ministério das Cidades para que este projeto seja incluso no PAC 2, para assim as obras estarem prontas até 2014”, frisou Pagot.

  Na oportunidade, ele também ironizou as declarações feitas pelo senador Jayme Campos (DEM), que criticou algumas inaugurações quem vêm sendo feitas pelo governo federal. Chegou, inclusive, a declarar que a inauguração do projeto da ferrovia em Lucas do Rio Verde é um estelionato eleitoral. “Quem viver verá”, se limitou a dizer o presidente do Dnit, com ares futuristas.

  São aguardadas ainda as presenças dos governadores Blairo Maggi (PR), de Mato Grosso, e Alcides Rodrigues, de Goiás. Também vão comparecer ao evento o secretário Executivo do Ministério dos Transportes, o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, o presidente da Valec, José Francisco das Neves, e o diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres, Bernardo Figueiredo.

  Durante o evento serão mostrados detalhes do projeto e discutido o traçado da ferrovia. A Ferrovia de Integração Centro-Oeste é a primeira parte da Ferrovia Transcontinental (EF-354). No Plano Nacional de Viação a EF-354 é planejada com 4.400 quilômetros de extensão. Somente para a Ferrovia de Integração Centro-Oeste serão destinados R$ 6,4 bilhões, numa construção de 1.602 quilômetros de ferrovia.

  O traçado segue de Uruaçu para o leste, passando pelo Distrito Federal, Minas Gerais e chegando ao litoral fluminense. Já os trilhos do oeste, passarão por Vilhena, seguindo rumo ao Acre. O ponto final da EF-354 é a fronteira com o Peru. As obras devem ser concluídas até 2014.

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • nelson sampaio | Quinta-Feira, 18 de Março de 2010, 09h17
    0
    0

    só acredito nesta ferrovia se o Governador Blairo Maggi colocar sua ação empreendedora pelo meio. Que é possível é, que é viável é. Só precisa da mão de quem faz, prá tocar a obra

  • J.A. Mifares | Terça-Feira, 16 de Março de 2010, 16h51
    0
    0

    O Dr. Domingos Iglésias viveu e não viu. O Senador Vuolo viveu e não viu. Quantos anos será que terei que viver para ver? Porque não terminar primeiro o trecho que já está aprovado para depois projetar novos? Isso está mais é parecendo prometa de pré-campanha.

  • Astro | Terça-Feira, 16 de Março de 2010, 11h08
    0
    0

    creio q as farpas eleitorais devem ser deixadas de lado, falaram muito q o atual governo seria incapaz de adminstrar, sendo provado o inverso, nao sou a favor de grupo A ou B, creio q nosso estado é feito por forças conjuntas, (nao digo alianças politica).... quem questiona talvez tenha perdido uma "tetinha" dos governos passados ou mesmo neste vigente... vamos nos unir para fazer o MT um dos melhores estados do pais... temos potencia, temos conjunto e principalmente condicoes para isso. pensem nisso!

  • Carlos Guató | Segunda-Feira, 15 de Março de 2010, 15h15
    0
    0

    É verdade. quem viver verá. O Senador Vuolo nao viu porque morreu muito jovem não é Sr. Pagot?

  • vandir guimaraes | Segunda-Feira, 15 de Março de 2010, 14h38
    0
    0

    vandir guimaraes, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • nelson | Segunda-Feira, 15 de Março de 2010, 12h22
    0
    0

    pode até sair essa ferrovia né sro pagot, por que vai ajudar no transporte de soja da maggi né....ai fica facil falar...

  • Tina | Segunda-Feira, 15 de Março de 2010, 12h16
    0
    0

    Ai, ai, será quantos anos terei que viver para ver a tal ferrovia?????Será que aguento???

  • Heródoto | Segunda-Feira, 15 de Março de 2010, 11h33
    0
    0

    Acho que deveriam pelos menos concluir a Ferronorte que foi parcialmente construída pelo FHC, antes de falarem de nova ferrovia. Isto prova que é só falácia politico-eleitoreira.

  • Paulo Viecelli | Segunda-Feira, 15 de Março de 2010, 11h20
    0
    0

    A credibilidade das faláceas destes dois Governos que estão por encerar, são tantas, que na própria matéria diz "cerca de 150 pessoas já estão..."(é muito pouca gente né?) reflete a credibilidade do monte de mentira que esse povo vem querendo que acreditemos. Alguém deve avisar esses desavisados que nós temos cérebros e lembranças de muitas promessas já feitas e não cumpridas e outras que estão por vir. Melhor seria os dois Executivos que estão deixando seus cargos (LULA e MAGGI) acabarem seus mandatos quietos para serem lembrados na posteridade como pseudo-bons administradores históricos, do que tentar, apenas tentarem eleger seus sucessores que jamais irão decolar (SILVAL e DILMA). A propósito o Pagot está servindo de "VENDEDOR DE ILUSÃO DE PRODUTO QUE NINGUÉM QUER..." no caso a ILUSÃO de uma ferrovia que não passa apenas de uma promessa ou maquete, caso contrário teriam ampliado nossa ferrovia que está parada... Ou este lançamento da obra não quer contemplar mais uma vez o REI DA SOJA e suas propriedades????? Cusioso isto não??????

  • ezequiel abatti zico | Segunda-Feira, 15 de Março de 2010, 11h12
    0
    0

    dalhe Pagot precisamos mais de voce

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

Câmara chama secretária para vaga

chico 2000 curtinha   Após a destituição de Ralf Leite (MDB) da vaga de Chico 2000 (foto), licenciado, por força de decisão judicial, a Câmara de Cuiabá convocou a primeira suplente Luciana Zamproni (MDB) para assumir mandato temporário no Legislativo, menos de 30 dias. Ela atua como...

PTB perdeu uns, mas ganhou outros

emanuelzinho 400   Em Várzea Grande, enquanto alguns militantes do PTB, puxados pelo secretário jaymista Silvio Fidelis foram para os braços do candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), que tem Hazama (DEM) de vice, militantes de outras legendas decidiram abraçar a candidatura do petebista Emanuelzinho (foto). São...

PT de Cuiabá passivo; ROO, autêntico

kleber amorim 400 curtinha   O PT de Rondonópolis se organizou melhor, mobilizou a militância, se tornando mais autêntico do que o núcleo petista de Cuiabá. Para se ter ideia, o partido, numa posição de coragem e levando preocupação ao prefeito Zé do Pátio, que tinha...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.