Executivo

Quinta-Feira, 15 de Agosto de 2019, 18h:53 | Atualizado: 15/08/2019, 18h:57

rem mt

Redução de desmatamento em MT rendeu R$ 62 mi em recursos da Alemanha e UK

Christiano Antonucci

Ligia Vendramin

Coordenadora do REM, Ligia Vendramin, tranquiliza quanto a cortes feitos pela Alemanha

Dados levantados pelo Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (Inpe) sobre o desmatamento atestaram a Mato Grosso o recebimento de R$ 62 milhões. Os recursos fazem parte do Programa REM MT, que é mantido por dinheiro vindo da Alemanha e Reino Unido, mesmo fundo que o Estado utilizou para contratar o monitoramento via Imagens Planet, para monitorar o desmatamento com imagens de satélite.

“Conforme dados publicadas pelo Inpe, Mato Grosso diminuiu o desmatamento em 87% nos últimos 9 anos. Diante desses resultados o Estado tornou-se apto a receber os investimentos pelo Programa”, explica a coordenadora do Programa REM MT, Ligia Vendramin.

Ligia especifica ao , que 60% dos recursos são aplicados diretamente aos agricultores familiares, povos e comunidades tradicionais, povos indígenas e produtores rurais de até médio porte.

“Os recursos do Programa estão distribuídos por meio de chamadas públicas (editais) onde os elegíveis são associações, cooperativas e organizações não governamentais. Os primeiros editais devem ser publicados até setembro (2019). Os demais 40% serão destinados ao fortalecimento institucional de entidades governamentais do Estado e na aplicação e desenvolvimento de políticas públicas estruturantes para a manutenção da floresta em pé”, explica.

Lígia esclarece que os cortes da Alemanha a programas do Ministério do Meio Ambiente, conforme anunciado no começo desta semana, não afetam o REM, pelo menos por hora, isso porque o REM recebe recursos do Ministério da Cooperação Internacional. A Alemanha informou que não vai mais enviar os recursos em razão do aumento do desmatamento na Amazônia. O valor suspenso soma mais de R$ 150 milhões para o Brasil.

Imagens Planet

A coordenadora também ressalta que a plataforma lançada nesta quarta (14) não substitui o monitoramento da cobertura vegetal realizado pelo Inpe, que calcula as taxas anuais de desmatamento desde 1998. “E é referencia internacional no monitoramento de florestas tropicais. As taxas calculadas pelo Inpe  são utilizados nas linhas de base e estabelecimento de metas de redução do desmatamento utilizados pelo Estado de Mato Grosso”.

O governador Mauro Mendes (DEM) disse em entrevista à imprensa durante o lançamento do Imagens Planet que desconhece o funcionamento do sistema nacional mantido pelo Inpe. A resposta foi ao questionamento em relação à celeuma entre o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o Inpe, após o presidente levantar suspeitas sobre a veracidade dos dados do instituto.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Cidadão da floresta | Domingo, 18 de Agosto de 2019, 01h59
    0
    1

    Desde qdo desmatamento diminui? Quem vai cuidar da bufunfa? Ahhh então tá?

Matéria(s) relacionada(s):

Audiência na AL em prol dos autistas

diana serpe 400 curtinha   Convidada pela Assembleia, a advogada com forte atuação em São Paulo, Diana Serpe (foto), autora do e-book Autismo Educação e especialista na defesa dos direitos das pessoas com deficiência, vai participar de uma audiência pública e proferir palestra na segunda (9),...

Folha em dia e previsão do 13º dia 20

mauro mendes 400 curtinha   É possível que no dia 20 o governo estadual consiga pagar integralmente o décimo-terceiro dos cerca de 100 mil servidores. Ao anunciar que a folha de novembro será paga na próxima terça (10), em única parcela, pela primeira vez no ano, o governador Mauro destacou que...

Cidinho é o que mais agrega ao Senado

cidinho 400 curtinha   Depois de Blairo Maggi, o nome do empresário e ex-senador Cidinho Santos (foto) seria hoje o que mais agregaria a classe política e o agronegócio em torno de uma candidatura ao Senado numa eventual eleição suplementar. Conta com simpatia do senador Jayme Campos e do governador Mauro Mendes,...

Prova da lisura de membros do Gaeco

paulo prado 400 curtinha   O resultado da auditoria do TCE-MT sobre a prestação de contas do Gaeco das verbas secretas, entre 2012 e 2017, assegurando a sua legalidade, resgata a credibilidade, lisura e reputação ilibada dos membros que atuaram na época nesse braço investigativo do MPE, como o procurador e...

Posse 2 dias antes do possível retorno

maluf 400 curtinha   Guilherme Maluf (foto), que nem esquentou direito a cadeira de conselheiro, vai tomar posse na presidência do TCE-MT dois dias antes do STJ julgar um recurso que tende a suspender as medidas cautelares e definir pelo retorno ao Pleno dos cinco conselheiros afastados há dois anos. A solenidade acontece no...

Alerta sobre hanseníase nos presídios

alexandre bustamante curtinha 400   Duas secretarias do TCE ingressaram com representação contra duas secretarias de Estado. As de Controle Externo de Educação e Segurança Pública e de Saúde e Meio Ambiente acionaram no próprio Tribunal as pastas de Segurança Pública,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.