Executivo

Quinta-Feira, 15 de Agosto de 2019, 18h:53 | Atualizado: 15/08/2019, 18h:57

rem mt

Redução de desmatamento em MT rendeu R$ 62 mi em recursos da Alemanha e UK

Christiano Antonucci

Ligia Vendramin

Coordenadora do REM, Ligia Vendramin, tranquiliza quanto a cortes feitos pela Alemanha

Dados levantados pelo Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (Inpe) sobre o desmatamento atestaram a Mato Grosso o recebimento de R$ 62 milhões. Os recursos fazem parte do Programa REM MT, que é mantido por dinheiro vindo da Alemanha e Reino Unido, mesmo fundo que o Estado utilizou para contratar o monitoramento via Imagens Planet, para monitorar o desmatamento com imagens de satélite.

“Conforme dados publicadas pelo Inpe, Mato Grosso diminuiu o desmatamento em 87% nos últimos 9 anos. Diante desses resultados o Estado tornou-se apto a receber os investimentos pelo Programa”, explica a coordenadora do Programa REM MT, Ligia Vendramin.

Ligia especifica ao , que 60% dos recursos são aplicados diretamente aos agricultores familiares, povos e comunidades tradicionais, povos indígenas e produtores rurais de até médio porte.

“Os recursos do Programa estão distribuídos por meio de chamadas públicas (editais) onde os elegíveis são associações, cooperativas e organizações não governamentais. Os primeiros editais devem ser publicados até setembro (2019). Os demais 40% serão destinados ao fortalecimento institucional de entidades governamentais do Estado e na aplicação e desenvolvimento de políticas públicas estruturantes para a manutenção da floresta em pé”, explica.

Lígia esclarece que os cortes da Alemanha a programas do Ministério do Meio Ambiente, conforme anunciado no começo desta semana, não afetam o REM, pelo menos por hora, isso porque o REM recebe recursos do Ministério da Cooperação Internacional. A Alemanha informou que não vai mais enviar os recursos em razão do aumento do desmatamento na Amazônia. O valor suspenso soma mais de R$ 150 milhões para o Brasil.

Imagens Planet

A coordenadora também ressalta que a plataforma lançada nesta quarta (14) não substitui o monitoramento da cobertura vegetal realizado pelo Inpe, que calcula as taxas anuais de desmatamento desde 1998. “E é referencia internacional no monitoramento de florestas tropicais. As taxas calculadas pelo Inpe  são utilizados nas linhas de base e estabelecimento de metas de redução do desmatamento utilizados pelo Estado de Mato Grosso”.

O governador Mauro Mendes (DEM) disse em entrevista à imprensa durante o lançamento do Imagens Planet que desconhece o funcionamento do sistema nacional mantido pelo Inpe. A resposta foi ao questionamento em relação à celeuma entre o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o Inpe, após o presidente levantar suspeitas sobre a veracidade dos dados do instituto.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Cidadão da floresta | Domingo, 18 de Agosto de 2019, 01h59
    0
    1

    Desde qdo desmatamento diminui? Quem vai cuidar da bufunfa? Ahhh então tá?

Matéria(s) relacionada(s):

Licitação irregular em Alto Araguaia

gustavo de melo 400 curtinha   O conselheiro-subtituto do TCE, Luiz Carlos Pereira, determinou que o prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), suspenda de imediato, devido a apontamento de irregularidades, uma licitação para contratar por R$ 2,9 milhões uma empresa com vistas a executar obras de asfaltamento tipo TSD...

Mutirão fiscal prorrogado na Capital

Emanuel Pinheiro curtinha   Levando em consideração o grande número de contribuintes interessados em negociar dívidas com o município, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu prorrogar o Mutirão de Conciliação Fiscal até 30 de agosto. Os atendimentos foram retomados na terça...

6 deputados podem tentar prefeitura

silvio favero curtinha   Pelo menos seis deputados estaduais ensaiam candidatura à prefeitura. Eles nada têm a perder, pois a legislação não exige renúncia do mandato no Legislativo para disputar vaga no Executivo.  Sílvio Fávero (foto) deve concorrer em Lucas do Rio Verde, numa...

Munhoz agora é adjunto na Sinfra

 Mauricio Munhoz-curtinha-400   O governador Mauro Mendes nomeou o economista e escritor Maurício Munhoz (foto) como secretário adjunto de Gestão e Planejamento da Sinfra, pasta comandada por Marcelo Padeiro. Filiado ao PSD, é representante da Fundação Espaço Democrático em MT, que...

Contribuição com óculos às crianças

virginia mendes 400   Após lançamento de campanhas sociais, como o Aconchego, com distribuição de 100 mil cobertores a famílias em situação de extrema vulnerabilidade, de festas para angariar fundos e ajudar entidades, e do empenho pela reabertura do Hospital Estadual Santa Casa, a primeira-dama do...

Sob efeito das urnas e tiro pela culatra

valtenir pereira 400   Valtenir Pereira (foto), indiciado pela PF por envolvimento em desvio de recursos da União, não conseguiu se reeleger no ano passado. Ficou na primeira-suplência. E culpou o que chamou de traição do prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro por este ter lançado o filho Emanuelzinho, que se...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.