Executivo

Sábado, 18 de Dezembro de 2010, 07h:40 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

BRASÍLIA

Relatora, Serys comemora corte de somente R$ 3 bilhões no OGU

 Serys Marly    O Orçamento Geral da União (OGU) para 2011, que prevê mais de de R$ 2 trilhões, terá um corte de R$ 3 bilhões, conforme estabeleceu o governo federal e foi acatado pela Comissão Mista do Orçamento (CMO). O anúncio foi feito pela senadora Serys Marly (PT), relatora-geral da CMO, durante coletiva nesta sexta (17), em Brasília.

   O corte está bem aquém da estimativa que vinha sendo anunciada pelo governo. Primeiro, o Palácio do Planalto acenou com uma previsão de queda na arrecadação para 2011 em torno de R$ 12 milhões e possibilidade a redução de recursos no OGU na mesma proporção. Desde a semana passada, no entanto, houve nova estimativa, de R$ 8 bilhões, feita novamente pelo ministro do Planejamento, Paulo Bernardo. E agora fechou em R$ 3 bilhões.

   Apesar de acatar a sugestão do governo, a Comissão Mista do Orçamento vinha trabalhando com uma estimativa de aumento de receita. Tanto que até aprovou reajuste de quase 100% no valor das emendas destinadas às bancadas parlamentares dos Estados. A redução do corte surpreendeu, pois não havia essa disposição na CMO de adequar sua proposta às exigências do governo.

   A redução do volume de recursos do OGU 2011, no entanto, acontecerá justamente porque houve a concordância por parte dos parlamentares de que o governo poderá contingenciar cerca de R$ 5 bilhões de emendas de sua autoria. O total de recursos previsto para as emendas individuais é de R$ 7 bilhões. Isso significa que mais de dois terços das propostas de deputados e senadores podem ter sua execução comprometida no ano que vem.

   De qualquer forma, a relatora-geral do Orçamento comemorou. “O corte foi pequeno, muito abaixo do que o governo exigia, felizmente. E como aconteceu em todas as áreas, não ficará pesado para ninguém”, afirmou Serys.

   Ela exemplificou o caso da Educação, que terá um corte de R$ 500 milhões, segundo calcula ela, que representa menos de 1% do valor previsto. Na Saúde também houve corte. Mas a senadora afirmou que a verba extra para o setor está mantida. Conforme disse, serão quase R$ 1,1 bilhão, sendo R$ 300 milhões para a atenção básica e R$ 750 milhões a média e alta complexidades.

   Questionada sobre se não se sentiria envergonhada por propor R$ 540,00 de salário mínimo, que representa apenas 5% de reajuste, enquanto o Congresso aprovou aumento de 62% nos salários de deputados e senadores, Serys disse que não concordou nem com o aumento do mínimo nem com o dos congressistas.

   “Primeiro que eu não estava na votação (que aprovou 62% para os parlamentares). Segundo que eu defendo que o salário mínimo deve ser bem melhor que esse. Para mim seria a melhor forma de distribuição de renda”, afirmou. Em seguida, explicou que o reajustes do mínimo levou em conta os impactos sobre a Previdência.

   Serys informou que a CMO vai trabalhar durante todo o final de semana na conclusão da peça orçamentária e espera que ela esteja publicada na internet até a noite de domingo, para ser aprovada pela Comissão na segunda (20) e votada pelo Plenário do Congresso no dia 22, prazo limite.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Carlos Grabiel - Professor | Terça-Feira, 21 de Dezembro de 2010, 13h45
    0
    0

    PARABÉNS a Senadora Serys por mais este feito, conseguiu ficar satisfeita com corte na EDUCAÇÂO, e aumento de investimento para as estatáis (Petrobras) uma vez que são esses setors que necessitam de mais investimentos, mesmo porque a Educação está uma maravilha no Brasil se gasta muito dinheiro já, desta forma a senhora imagina o motivo da sua REPROVAÇÂO nas urnas. Uma vergonha é o sentimento de todos da area, jaq que a senhora militou por muitos anos levando esta bandeira e sendo eleita muitas vezes por pais, alunos e professores ai esta a recompensa de quem se diz representante da classe!!

  • Eli Carlos | Sábado, 18 de Dezembro de 2010, 15h54
    0
    0

    Ah, tá bom! Para quem ainda não conhece, está na hora de saber que essa Serys é uma vergonha para o PT de MT e para o país inteiro. Nós já sabemos há muito o que ela é. Por isso, escolhemos o Abicalil para ser nosso representante no senado. Esperem aí que muitos outros podres dessa senhora ainda aparecerão!!!

  • André Ricardo | Sábado, 18 de Dezembro de 2010, 12h44
    0
    0

    Com a possibilidade de diminuir o orçamento para 2011 não seria coerente adiar este mega aumento dos parlamentares ou talvez um aumento menor??? CPMF, AUMENTO METEÓRICO PARAS OS POLÍTICOS, PARLAMENTARES COM HISTÓRICO NEGATIVO NO PODER, O QUE MAIS DEVEMOS ESPERAR DESTE POVO PARA 2011????

  • cintia | Sábado, 18 de Dezembro de 2010, 10h41
    0
    0

    Engraçado... em qualquer canto que se vá dentro dos caminhos políticos se houve que o Brasil é um fiasco na educação, comparando-se a outros países, que precisa-se investir em educação DE QUALIDADE e blá bla bla. O governo do PT comemorando cortes na educação ??? Se era piada eu não entendi!

  • MARILIA | Sábado, 18 de Dezembro de 2010, 10h30
    0
    0

    CORTE NA EDUCAÇÃO, SERÁ QUE ENTENDI DIREITO, SERÁ Q ESTOU SONHANDO UMA PROFESSORA COMEMORANDO CORTE NA ARÉA QUE DEVE E TEM QUE SE INVESTIR MAIS , ISSO MESMO VAI COMEMORANDO CORTE NA EDUCAÇAO, NA SAÚDE... MEU DEUS DO CÉU ,,,,,,,,,......O QUE ESSA GENTE ESTA PENSANDO...OS MENINOS PERDEM O POVO PERDE MAS AUMENTOS PRA MANDATARIOS N É CORTADO ISSO TOMARA QUE CAUSE INDIGNAÇAO DO POVO..

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...

Candidato da família Oliveira à Câmara

luluca 400 curtinha   O jovem advogado Luluca Ribeiro (foto) é uma das apostas do MDB por renovação na Câmara da Capital. Concorre a vereador e tende a "herdar" o espólio político da família Oliveira, dos tios Dante, ex-governador que morreu em 2006, e Thelma, prefeita de Chapada dos Guimarães....

Deputado tenta censura e sem êxito

xuxu 400 curtinha   Em duas tentativas, o deputado estadual Xuxu Dal Molin (foto), candidato a prefeito de Sorriso pelo PSC, tentou, sem êxito, censurar o portal Rdnews. Na 1ª Vara Cível da Comarca de Sorriso, Xuxu ingressou com pedidos de antecipação de tutela, pleiteando retirada do ar de matérias que...

Rei do Gado entra numa difícil disputa

mauricao 400 curtinha   O leiloeiro Maurição Tonhá (foto), chamado por muitos de "Rei do Gado", está de volta à disputa eleitoral. O pecuarista com bens avaliados em R$ 19 milhões é candidato pelo DEM a prefeito de Água Boa, muncípio já administrado por ele por dois mandatos. Em...

Ajudando a enterrar CPI do Paletó

luciana zamproni 400 curtinha   O Palácio Alencastro está convicto de que, assim como na primeira votação, o relatório da CPI do Paletó que propõe punição ao prefeito Emanuel e vai ser votado nesta terça, será arquivado pela maioria dos vereadores cuiabanos. O desfalque do...

8 candidaturas e Thelma com chances

thelma de oliveira 400 curtinha   Mesmo sem apoio de nenhum outro partido, a não ser do seu PSDB, enfrentando forte desgaste político e rejeição popular e ainda problemas de saúde, se recuperando de tratamento de câncer de mama, a prefeita Thelma de Oliveira (foto) ainda tem chances de...