Executivo

Segunda-Feira, 11 de Novembro de 2019, 09h:00 | Atualizado: 11/11/2019, 17h:09

Crise política

Renúncia de Evo Morales não afeta abastecimento de gás natural em MT

A renúncia do presidente da Bolívia, Evo Morales, neste domingo (10) criou insegurança comercial com Mato Grosso. Isso porque, há 47 dias, o governador Mauro Mendes (DEM) assinou o contrato com a estatal boliviana Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB), para a compra de 1,5 milhão de metros cúbicos de gás natural por mês. Por ora, o abastecimento do produto ainda não foi afetado, assim como está mantida a continuidade do contrato. 

gas natural 680

Governo assinou contrato com a Bolívia há 47 dias para normalizar abastecimento de gás

O presidente da MT Gás Rafael Reis afirma que o governo vai esperar os desdobramentos dos fatos no país vizinho para saber como deverá ficar a situação do contrato. Apesar da instabilidade política, a expectativa é que o acordo seja mantido. “É um contrato de interesse econômico bilateral, e a Bolívia está precisando de dinheiro neste momento”, avalia Rafael Reis ao .

Em Mato Grosso, o gás natural voltou a ser abastecido no começo de outubro depois de quase dois. O Estado agora está em campanha para atrair novos consumidores, principalmente motoristas de aplicativos, indústrias e, futuramente, residências. Entre os grandes consumidores de gás boliviano em Mato Grosso está a Usina Termelétrica de Cuiabá, e que consumia 2,5 milhões de metros cúbicos diários.

Neste domingo, Evo Morales renunciou após a crise que se instalou em seu país em razão dos resultados das eleições realizadas em 20 de outubro. Evo foi eleito para o quarto mandato consecutivo, mas os resultados das urnas levantou suspeitas e resistência de seus opositores. Antes de renunciar, o ex-presidente havia convocado novas eleições. O futuro do país ainda segue incerto, com expectativa de que decisões importantes devem ser tomadas esta semana.

Como parceiro econômico, a Bolívia é estratégica para Mato Grosso, pois serve como porta de entrada em relação aos demais países da América do Sul.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Nilton Ferreira | Segunda-Feira, 11 de Novembro de 2019, 12h26
    0
    0

    sei

Partidos acirram disputa a vice de Léo

leonardo 400 curtinha   Em Primavera do Leste, o prefeito emedebista Léo Bortolin (foto), um dos mais bem avaliados gestores mato-grossenses, convive com uma disputa acirrada de pretendentes ao cargo de vice-prefeito de sua chapa. A corrida por novo mandato está tão confortável que Léo praticamente não tem...

MDB e PRB devem se juntar em ROO

luizao 400 curtinha   Ao menos dois blocos de oposição em Rondonópolis estão levando a sério a observação do ex-governador e ex-senador Blairo Maggi, para quem Zé do Pátio ganharia a reeleição numa boa se o município tiver várias candidaturas. Ou seja, quanto...

Parlamentares numa disputa cômoda

thiago silva 400 curtinha   Parlamentares que estão se aventurando na disputa a prefeito nada têm a perder. Não precisam nem se afastar dos mandatos para concorrer ao pleito. Em caso de derrota nas urnas de novembro, continuam com suas cadeiras garantidas até 2022 (situação de estadual e federal) e...

Sob recall e apoiamento de Bolsonaro

roberto franca 400 curtinha   Mesmo isolado e sem grupo político da época em que foi prefeito por duas vezes, Roberto França (foto), filiado ao nanico Patriota, não desiste da pré-candidatura em Cuiabá. E há um motivo forte que o deixa empolgado. Seu nome vem se consolidando como o segundo nas...

Prejuízos para Acorizal de R$ 753 mil

clodoaldo monteiro 400 curtinha acorizal   O conselheiro interino Moisés Maciel concedeu medida cautelar proposta pela secretaria de Controle Externo de Contratações Públicas do TCE, suspendendo de imediato um termo de parceria, em vigor desde 2017, entre a prefeitura de Acorizal e a Oscip Iso Brasil. Foi descoberto...

"Eu não devo um centavo para Júlio"

sergio rezende 680   O empresário e ex-vereador de Chapada dos Guimarães, Sergio Rezende (foto), que foi "enquadrado" pelo cacique político do DEM, Júlio Campos, reagiu, mas sem as críticas duas de antes contra o ex-governador. Irritado pelos ataques feitos por Rezende em um grupo de WhatsApp, Julio gravou um...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.