Executivo

Segunda-Feira, 04 de Fevereiro de 2019, 09h:31 | Atualizado: 04/02/2019, 16h:15

SUPLEMENTAÇÃO

Reserva de contingência é colchão de dinheiro que o Estado não tem, diz Gallo

Rodiney Crescêncio

Rog�rio Gallo

Secretário da Sefaz, Rogério Gallo, em entrevista à imprensa

Apesar de a manobra dos deputados terem fatiado a reserva de contingência para suplementar os demais poderes ter garantido uma perspectiva de R$ 102,8 milhões a mais nos duodécimos da Assembleia, Tribunal de Justiça, Ministério Público e Tribunal de Contas, o Poder Executivo sinaliza que não deverá ser tão efetivo quanto parece.

O secretário de Fazenda (Sefaz) Rogério Gallo explica que a reserva de contingência é um “colchão de dinheiro”, uma espécie de poupança onde o Estado pode retirar recursos quando necessário.

“A peça orçamentária já é deficitária, e a reserva de contingência a rigor é um dinheiro que não existe. A reserva é um espaço dentro das receitas para que se surgir uma necessidade, um estado de calamidade pública, uma emergência fiscal, uma despesa imprevista, você tem ali um colchão de dinheiro para conseguir esse dinheiro. O problema é que não temos esse colchão no momento”, assevera.

Com esta perspectiva de que a suplementação talvez nem se realize ao longo de 2019, Gallo pondera que ainda não existe consenso que as emendas parlamentares serão vetadas pelo governador Mauro Mendes (DEM), até mesmo porque, segundo o secretário, a peça orçamentária aprovada com as emendas pelos deputados ainda não chegou ao Palácio Paiaguás.

A reserva de contingência aprovada pelos deputados foi de R$ 506,5 milhões, dos quais, 20% foram delimitados para suplementar as receitas dos Poderes e órgãos independentes. Sendo que ao TJ ficou reservado mais R$ 42 milhões, a Assembleia R$ 35 milhões, ao TCE R$ 9 milhões e ao MPE R$ 16,8 milhões.

Tecnicamente a suplementação não impacta no déficit previsto pelo governo do Estado para este ano, em R$ 1,7 bilhão, já que a reserva de contingência integra as receitas aprovadas para 2019.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • SERGIO NORBERTO DA SILVA NORBERTO | Segunda-Feira, 04 de Fevereiro de 2019, 13h00
    7
    0

    interessante esse cara era o Secretario anterior e como tal não sabe que LRF obriga o ente qa ter a reserva de Contigência, vamos la TCE chega a mkulta nele.

  • Maria Flor dos santos | Segunda-Feira, 04 de Fevereiro de 2019, 11h08
    8
    0

    Gente a troco do que que este governo resolveu ficar com esse Rogério Gallo e a Marioneide como Secretários de Estado sendo que os mesmos eram do antecessor Pedro Taques seria alguma truta do MM?

  • Teka Almeida | Segunda-Feira, 04 de Fevereiro de 2019, 10h30
    4
    1

    Aproveitando que estão falando em dinheiro, vamos falar dos salários dos trabalhadores. Na semana passada, foi anunciado que no dia 03/02, domingo o governo iria anunciar qual o valor começaria a pagar o funcionalismo no próximo dia 10/02, que diga-se de passagem cairá num domingo, com isso dinheiro só na segunda dia 11/02. Pois bem, hoje dia 04/02 e nada do governo divulgar o que é OBRIGAÇÃO.

  • alexandre | Segunda-Feira, 04 de Fevereiro de 2019, 10h27
    8
    0

    reserva de contingencia foi usada para aumentar os duodecimos em 102 milhoes...., tiraram o RGA para dar aumento aos Poderes..com a anuência do governo.

Matéria(s) relacionada(s):

DEM é fraco em Cuiabá há décadas

O DEM dos irmãos Júlio e Jayme Campos e agora do governador Mauro Mendes enfrenta resistência histórica na tricentenária Cuiabá. Fundado em 1985 como PFL, que absorveu dissidentes do velho PDS, o DEM hoje não possui uma cadeira entre as 25 na Câmara Municipal. Aliás, não elege vereador há três legislaturas. A última vez que o partido tentou disputa para prefeito da Capital foi em 2000 e, curiosamente, tendo...

Nininho, falta à sessão e justificativa

O deputado Ondanir Bortolini, o Nininho, contesta informação de que teria "amarelado" ao não comparecer à sessão ordinária da Assembleia, que resultou na aprovação da mensagem do governo sobre reinstituição dos incentivos fiscais, em primeira votação, pelo placar de 15 a 7. Em verdade, o parlamentar do PSD justificou oficialmente sua ausência. Explica que foi internado e, por orientação...

Efetivados irregularmente e recebendo

darci lovato curtinha   Entre os quase 100 servidores da Assembleia que já tiveram estabilidade funcional cassada pela Justiça em 1º grau por alguma irregularidade em documentos, estão ex-secretários municipais, colunista social, ex-policiais, radialista, ex-prefeito, ex-vereador e outros que já tentaram, sem...

Governo quita toda a folha de junho

O governo estadual concluiu nesta sexta (19) o pagamento de junho dos servidores ativos, inativos e aposentados que ganham acima de R$ 7,5 mil. Para essa quitação foram necessários R$ 61,8 milhões. Com isso, liquidou totalmente a folha de junho dos cerca de 100 mil funcionários públicos, que consomem R$ 472,7 milhões. No dia 10 deste mês, o governo pagou a primeira parcela dos salários de junho, depositando até R$ 5,5...

Emedebista pode ser candidato único

leonardo bortolin curtinha   Eleito na suplementar realizada em 2017, Leonardo Bortolin (foto), de Primavera do Leste, é considerado hoje o prefeito emedebista em MT mais bem avaliado. Na convenção do partido nesta quinta no município, lideranças, como o deputado federal Carlos Bezerra e os estaduais Thiago Silva,...

2 "amarelam" e faltam de propósito

nininho curtinhas   Dois deputados não pisaram os pés na sessão desta quinta propositalmente. "Amarelaram". Ao invés de tomarem posição quanto ao projeto de lei complementar do governo que reinstitui os incentivos fiscais, Nininho (foto) e o delegado Claudinei preferiram não comparecer. Assim como os...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.