Executivo

Terça-Feira, 12 de Janeiro de 2010, 18h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Estratégia

Salário de governador, vice e de secretários sobe para R$ 13 mil

    A pouco mais de dois meses para deixar o cargo, o governador Blairo Maggi (PR) sancionou a Lei 9.301 que determina aumento dos salários dele próprio, do vice Silval Barbosa (PMDB) e dos 22 secretários de Estado. Todos eles passam a receber a partir de fevereiro R$ 13,5 mil mensais. O republicano deve deixar o cargo para se dedicar à pré-candidatura ao Senado. Com o reajuste, a folha de pagamento do primeiro escalão sofrerá aumento de 10,48%. e passa a ser de R$ 324 mil. Silval assume o posto já com salário maior. Ele articula também a troca do secretariado. Até agora, apenas três nomes foram confirmados na gestão do peemedebista. São eles Osmar Carvalho, que assumiu recentemente a secretaria de Comunicação, Vicente Falcão, que foi empossado na pasta de Apoio e Acompanhamento a Políticas Fundiárias e Ambientais, e Roseli Barbosa, esposa de Silval e que deve assumir a secretaria de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social, no lugar de Terezinha Maggi.

   A medida tem impacto de R$ 20 milhões ao mês na folha de pagamento dos servidores estaduais, que também passam a receber o reajuste. Na prática, o aumento vai beneficiar o peemedebista, que assume o Palácio Paiaguás em março, quando Maggi renuncia ao cargo para disputar uma cadeira no Senado.

   Segundo informações da secretaria estadual de Fazenda (Sefaz), o republicano foi convencido a conceder o realinhamento depois de ser informado de que a medida também vai beneficiar diretamente os aposentados e pensionistas, bem como os ativos das categorias que estão vinculadas ao teto do governador: oficiais militares, delegados de polícia, procuradores e grupo TAF (Tributação, Arrecadação e Fiscalização).

   A proposta de aumento dos salários do primeiro escalão foi aprovada pelos deputados estaduais no apagar das luzes do ano passado na Assembleia Legislativa. As discussões do reajuste envolveram deputados e os secretários Éder Moraes (Fazenda), Arnaldo Alves de Souza (Planejamento) e Geraldo de Vitto (Administração). Segundo Éder, o reajuste de 10,48% repõe não apenas a perda inflacionária (INPC) acumulada no período, mas acresce em 4% o ganho real dos servidores.

Quem compõe o primeiro escalão do governo Maggi
Diógenes Curado - Justiça e Segurança Pública
Eumar Novacki - Casa Civil
Alexander Maia - Casa Militar
Arnaldo de Souza Neto - Planejamento e Coordenação Geral
Eder Moraes - Fazenda
José Gonçalves Botelho do Prado - Auditoria-Geral
Neldo Egon - Desenvolvimento Rural
Pedro Nadaf - Indústria, Comércio, Minas e Energia
Terezinha Maggi - Trabalho Emprego, Cidadania e Assistência Social
Vanice Marques - Desenvolvimento do Turismo
Vilceu Marchetti - Infraestrutura
Ságuas Moraes - Educação
Geraldo de Vitto - Administração
Augustinho Moro - Saúde
Osmar Carvalho - Comunicação
Dorgival Veras - Procuradoria-Geral do Estado
Luiz Henrique Daldegan - Meio Ambiente
Baiano Filho - Esportes e Lazer
Paulo Pitaluga - Cultura
Chico Daltro - Ciência e Tecnologia
José Aparecido Santos - Projetos Estratégicos
Flávia Nogueira - Apoio às Políticas Educacionais
Vicente Falcão - Apoio e Acompanhamento às Políticas Ambientais e Fundiárias

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • JABA BRASIL | Terça-Feira, 06 de Abril de 2010, 16h06
    0
    0

    Sou matogrossense com muito orgulho. fico triste com estas injustiças. sou contra a reeleição. Vem novidades por aí, principalmente, para o Senado. RSRSRSRS

  • TAURINO MACANUDO | Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2010, 19h59
    0
    0

    O GOVERNADOR ESTA ATRASADO, O MEIO-PREFEITO DE CAMPO VERDE MT JA ESTA RECEBENDO MAIS DESTE VALOR A TEMPO, FALA SÉRIO RECEBE MAIS QUE O LULA A TEMPO.

  • FLAVIO SOARES | Sexta-Feira, 15 de Janeiro de 2010, 16h07
    0
    0

    Esse aumento não é para todos os servidores publicos como mencionado na reportagem, gostaria que fosse esclarecido que o aumento é só para servidores que tem o salario vinculado ao do Governador, que é uma minoria. O reajuste salarial para servidores públicos Estadual este ano deverá ficar em 8,11% a partir de maio. O reajuste será composto de 4,11% do Índice Nacional do Preço ao Consumidor (INPC) e 4% do aumento real concedido por meio da Lei 8.910 de 26 de junho de 2008. Em 2009 o reajuste foi de 10,48%. Segundo a superintendente de Gestão de Pessoas da SAD, Sandra Maria Fontes Almeida, os servidores do INDEA estão inseridos no aumento. O reajuste é resultado da negociação de uma política salarial única realizada em 2008 entre o Governo e os servidores públicos com a participação da CGTB. Em 2008, as carreiras que compunham o Fórum Sindical assinaram o Termo de Acordo Coletivo acertando um reajuste salarial de 8,32% para 2008, sendo 5,15% em relação à inflação conforme o INPC mais 3,17% de recomposição, além de 4% para 2009 e 4% para 2010, mais a inflação de cada ano. O aumento salarial, de 10,48%, foi autorizado para aposentados, pensionistas e servidores ativos que tem seus rendimentos diretamente vinculados ao teto do governador. São exemplos disso oficiais militares, delegados de Polícia, procuradores e o chamado grupo TAF (Tributação, Arrecadação e Fiscalização).

  • Marco | Quinta-Feira, 14 de Janeiro de 2010, 11h43
    0
    0

    O que o Governador deveria fazer é se preocupar um pouco mais com os servidores da saude pois os mesmos estão revoltados com o atual descaso com que este governo trata os profissionais, ou seja, realinha salarios que estão atrelados ao seu, e o restante dos profissionais fica a ver navios. Enquanto os governates não tratarem os profissionais desta area com maior respeito, a saude continuará esse caos.

  • marcio | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 10h09
    0
    0

    o bom é o incentivo fiscal de alguns amiguinhos do governador...icentivos esses que é alem do normal, e poderia ter mai educação, saude, segurança com essa verba....mas o governador e o sec de fazenda, só querem fazer propaganda de mentirinha...tchau silval....

  • elizeu gomes | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 09h33
    0
    0

    QUERO SABER É O SALARIO DE AAIG (AGENTE DA AREA INSTRUMENTAL DO GOVERNO) QUANDO TEREMOS AUMENTO OU AO MENOS RECOMPOSIÇÃO. FAZEMOS O MESMO SERVIÇO DE PESSOAS QUE GANHAM SALARIOS PROXIMO E AS VEZES SUPERIOR A R$10.000,00 E GANHAMOS R$872,00. SOMOS A CATEGORIA MAIS DESVALORIZADA DO GOVERNO ATUALMENTE. REALINHAMENTO JÁ.

  • silva | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 09h24
    0
    0

    Além do salário é preciso considerar também outras mordomias. No final, somando tudo, esses 13 mil não dá 50% do total.

  • Flavio Pinho | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 09h04
    0
    0

    AREBABA, E O SALÁRIO MÍNIMO DO CIDADÃO DE BEM, ÓÓÓÓÓÓ. É MUITO DINHEIRO PARA TRABALHAR PELA SOCIEDADE, MANIPULANDO VERBA, USANDO DO PRESTÍGIO E DA VERBA PÚBLICA. MAS É ASSIM MESMO, ARECOPA!!!

  • Salário | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 09h00
    0
    0

    Poxa fico feliz, mais muito felis mesmo, pelo executivo ter tido a sensibilidade de de ter dado aumento aos nossos governanes e secretários, por outro lado, na autarquia onde trabalho o meu salário diminui. Parabéns ao legislativo, no ano de 2009, tramitou na surdina pelos corredores da assembléia um projeto que previa aumento nos proventos para alguns DGS´s desta autarquia, e como nada é de graça, impera o tempo de Robin Hood, tira dos pobres e dá-se aos ricos, o então projeto trouxe como consequência a diminuição dos proventos para outros, o que me deixa chateado é que todas as vezes em que documentos são enviados ao excelentíssímo senhor governador, tem um bando de pessoas da CC, que solicita o arquivamento de documentos sem ao mesmo ser de conhecimento do governador, o impacto na folha desta autarquia não chegava a 10%, conforme a sua arrecadação e nem chegando ao limite de tolerãncia da lei de responsabilidade fiscal, como não somos político e sim técnicos temos que assistir a essa situação. Parabéns mais uma vez a essa honrosa casa de leis.

  • marta | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 08h01
    0
    0

    o executivo sempre quando da aumento é para os de primeiro escalão e os funcionarios das secretarias do executivo? vemos assembleia e judiciario com bons salarios e do executivo só mesquinharia....desse jeito blairo vai ser dificil esse ano..

Sorriso tenta aval para conceder RGA

estevam calvo 400   A Prefeitura de Sorriso quer pagar RGA aos servidores, mas não encontrou até agora respaldo legal para assim proceder, considerando a Lei Complementar 173/2020 que, no contexto da pandemia, proíbe reajuste no salário de servidores federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste...

Ambulância doada pela CBF para MT

Aron Dresch 400   O governo estadual recebeu doação de uma ambulância da CBF como forma de reconhecimento à dedicação dos profissionais da Saúde e dos serviços que estão sendo prestados durante a pandemia. O Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, foi escolhido para...

Fávaro, relatório e vacina sem Anvisa

carlos favaro 400   O senador mato-grossense Carlos Fávaro (foto), eleito na suplementar do ano passado, está comemorando a aprovação pelos colegas do seu relatório ao Projeto 1315/2021, que libera a importação de vacinas e insumos para o combate à Covid-19 no Brasil e sem depender do...

TRE intima deputado pra se defender

gilberto cattani 400   O TRE já citou o deputado Gilberto Cattani (foto) e o comando do PRTB para se manifestar sobre o pedido do suplente Emílio Populo, que quer a perda do mandato do recém-empossado por infidelidade partidária. O relator é o jurista Sebastião Monteiro. Cattani apresenta defesa na...

DEM tem derrotados em 2020 pra AL

anelise silva 400   Alguns filiados do DEM do governador Mauro Mendes estão se movimentando por conta própria, visando as eleições de deputado estadual no próximo ano, alheios ao comodismo do presidente regional do partido, ex-deputado Fabinho Garcia. Em Cáceres, por exemplo, dois são cogitados para...

Vereadores vão devolver a VI de abril

agostinho carneiro 400   Presidida por Agostinho Carneiro (foto), a Câmara Municipal de Ribeirãozinho, um dos menores municípios do Estado, com cerca de 2,5 mil habitantes, decidiu suspender o pagamento da verba indenizatória deste mês de abril de todos os seus nove vereadores. Com isso, os R$ 9 mil que iriam para o...