Executivo

Segunda-Feira, 01 de Junho de 2020, 16h:35 | Atualizado: 01/06/2020, 16h:38

NOVAS ACUSAÇÕES

Secretário acusa Estado de produzir factóides para esconder política genocida

Assessoria

Luiz Ant�nio Possas de Carvalho

O secretário Luiz Antônio Possas de Carvalho (Saúde), que rebateu críticas e continuou ataques ao governador Mauro Mendes e seu governo

O secretário de Saúde de Cuiabá, Luiz Antônio Possas de Carvalho, acusou o Governo do Estado de produzir factóides para esconder a “incompetência” e “política genocida” na área da saúde. Além disso, afirma que o governador Mauro Mendes (DEM) manda seus secretários atacarem o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) de forma “baixa e pessoal”, sem mudar de atitude bem em meio a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

 “O que está por trás disso é simples: estão usando a máquina do estado para criar factóide eleitoral e encobrir a condução confusa, oportunista e, em última análise, genocida na área da saúde. Temperada pela incompetência administrativa que, segundo a prefeitura de Várzea Grande, ceifou na semana passada a vida de duas pessoas”, pontuou Luiz Possas em artigo divulgado nesta segunda (1º).

Segundo o secretário, Mauro foi contra as medidas de isolamento social na Capital enquanto os primeiros países impactados pelo novo coronavírus mostraram que o distanciamento é o melhor caminho para salvar vidas e garantir a retomada segura da economia. Sustenta ainda que a Capital apresentou um planejamento claro nessa direção e trabalho integrado da secretaria municipal e do Comitê de enfrentamento à Covid-19, liderado pelo prefeito, vem permitindo calibrar com transparência, ciência e responsabilidade as medidas adotadas, poupando muitas vidas.

 “Já o governador ficou à deriva do vento, como biruta de aeroporto. Perdido, primeiro quis liberar geral para os empresários; aíviu que estava pegando mal e recuou. Agora, resolveu ocultar sua falta de planejamento superdimensionando o papel do Hospital Metropolitano para fazer o de sempre: atacar o prefeito”, completa.

Classificando o secretário estadual de Saúde Gilberto Figueiredo de “mensageiro da hora", Possas disse que ele conhece bem todas as explicações técnicas sobre a condução do combate ao novo coronavírus no âmbito municipal. No entanto, o acusa de fazer de conta que não, para desgastar o trabalho sério da prefeitura.

De acordo com Possas, Gilberto também finge ignorar que Cuiabá “carrega a saúde do Estado nas costas”. Conforme ele, enquanto a Santa Casa, o Metropolitano e os hospitais regionais se dedicam principalmente à Covid-19, a Capital tem a missão de atender pacientes de outras cidades, por causas diversas, além do coronavírus. “Afinal, não se para de adoecer e padecer de acidentes por decreto”, ironiza.

Sobre o Hospital  Metropolitano, Possas ressalta que mesmo com novos leitos exclusivos para Covid-19, a unidade em Várzea Grande está longe de resolver esse problema. Sustenta ainda que  governador age como se estivesse fazendo um grande favor, quando não consegue evitar que moradores de outros municípios continuem buscando em Cuiabá o atendimento que não recebem em suas cidades – por conta do coronavírus ou não, lembrando que é obrigação do poder público pensar no funcionamento do sistema de saúde como um todo.

“O secretário de Saúde parece ter absorvido do seu chefe o pecado capital da vaidade, primo-irmão da arrogância. Diz estar muito ocupado, mas gasta energia com mudança de partido (por alguma razão filiou-se à legenda do governador) e preocupando-se com bobagens relacionadas a seu ego, a ponto de, ofendido não se sabe o porquê,se autointitular ‘Zezinho da Quitanda’. Aliás, depreciando de forma preconceituosa os quitandeiros, que por sinal carecem neste momento de um apoio maior do governo estadual. Ele e seu patrão precisam perder menos tempo tentando prejudicar Cuiabá e se preparar para as ameaças iminentes que rondam nosso estado. O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, já avisou que o vírus vai avançar para o interior, citando o Centro-Oeste. O que, como vimos, também afeta Cuiabá”, disse.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Deucimar vence Covid-19 após 20 dias

deucimar silva 400 curtinha   Após 13 dias numa unidade intensiva e mais sete se recuperando no leito de hospital, o empresário e ex-vereador pela Capital, Deucimar Silva (foto), recebeu alta médica nesta terça. Ele está curado da Covid-19. Ex-presidente da Câmara Municipal, Deucimar ficou emocionado, fez...

Estudo sobre 13º a vereadores de VG

jaqueline jacobsen curtinha 400   A conselheira-substituta Jaqueline Jacobsen (foto) estabeleceu prazo de 120 dias, em sessão de julgamento do TCE por videoconferência no último dia 2, para que o presidente da Câmara de Várzea Grande, Fábio Tardin, realize estudo prévio de impacto...

2 deputados empurrados pra oposição

allan kardec 400   Por causa da bandeira que têm carregado de defensores dos servidores públicos, dois deputados do núcleo do governo começam a caminhar para oposição. Um deles é o pedetista Allan Kardec (foto) que, de tanto ser pressionado pelas chamadas bases para reagir contra a PEC da...

Elogios à gestão proba Mauro Mendes

marcelo oliveira 400 curtinha   O secretário de Estado Marcelo de Oliveira (Infraestrutura e Logística), Marcelo de Oliveira (foto), fez questão de destacar nesta quarta, em entrevista ao vivo ao RDTV, tv web do portal Rdnews, que o governador Mauro Mendes tem se empenhado ao máximo para fazer uma boa gestão,...

2 frentes do MDB e apostas em Cuiabá

gustavo padilha 400 curtinha   O MDB vive uma situação curiosa em Cuiabá. Embora no comando da prefeitura, com Emanuel Pinheiro, o partido só conseguiu reconquistar cadeira na Câmara há três meses, com a filiação de Juca do Guaraná, aproveitando a janela partidária. Em 2016,...

Opositores ganham força em Barra

adilson gon�alves 400 curtinha   Grupos de oposição estão ganhando "musculatura" em Barra do Garças, numa expectativa otimista de derrotar o candidato apoiado pelo prefeito Beto Farias (MDB), o atual vice Wellington Marcos, que está filiado ao DEM. Wellington é considerado nome "pesado"...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.