Executivo

Segunda-Feira, 06 de Janeiro de 2014, 10h:59 | Atualizado: 06/01/2014, 11h:28

CULTURA

Secretário critica orçamento da Cultura e fala de ações para Copa

 

beto cultura rdtv.jpg

 Alberto Machado, o Beto Dois a Um, afirma que orçamento baixo dificulta investimentos na cultura

 As ações culturais promovidas em Cuiabá não podem ser comparadas com as de outras capitais da região Centro-oeste, segundo o secretário municipal de Cultura, Alberto Machado, o Beto Dois a Um, que é cantor, empresário e produtor cultural. Isso porque, segundo explica, a receita das demais cidades – Campo Grande, Goiânia e Brasília – é maior, o que dificulta o investimento na área. “É uma comparação injusta”, afirmou durante entrevista ao RDTV desta segunda (6).

 Para este ano, o orçamento da pasta é de R$ 6,6 milhões, quase R$ 1 milhão a mais em relação ao ano passado. O aumento foi significativo, de acordo com o secretário, mas ainda é pouco para investir na cultura. Desta forma, uma das metas da secretaria para 2014 é buscar recursos junto ao governo federal através de projetos culturais.

 A partir de fevereiro, o Ministério da Cultura (Minc) deve liberar R$ 10,5 milhões do PAC Cidades Históricas. Ao todo, 16 intervenções serão feitas no Centro Histórico de Cuiabá por meio do programa. A Secretaria de Cultura pretende viabilizar também a implantação de, pelo menos, mais 20 pontos de cultura em Cuiabá através de parceria com o Minc, além da reforma dos principais museus da cidade para a Copa do Mundo.

 A tendência é que as atividades da pasta sejam intensificadas nos primeiros meses de 2014, especialmente devido ao Mundial, que acontece em junho. Neste sentido, Beto garante que a missão da secretaria é ampliar e povoar os espaços culturais. “Temos a ideia de criar uma arena cultural, um espaço para receber turistas”, adianta. Outras ações é a readequação de praças como a da Mandioca e a realização do Festival de Cururu e Siriri durante o evento esportivo. “Sempre falo que turista não vai vir para Cuiabá para ver trincheira e viaduto, mas sim o que temos de melhor, que é nossa cultura”, comenta.

 Conforme o secretário, a Cultura de Cuiabá tem sido pautada por eventos nos últimos anos, fato que, para ele, precisa ser mudado por meio  de políticas públicas. Uma das medidas para reverter essa realidade é o Plano Municipal de Cultura, que pretende pensar em ações culturais para os próximos 10 anos. Outra meta da pasta é criar a Fundação Municipal de Cultura a fim de gerar recursos próprios para o setor e estabelecer mais canais de ligação com o governo.

 

 

 

 

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Marcos Roberto | Quarta-Feira, 08 de Janeiro de 2014, 10h41
    0
    0

    Do que adianta buscar recursos federais se a PREFEITURA (Dirigentes Diretos) não compreende a importância da Secretária. É necessário estabelecer processos para que o coletivo se veja representado nos significados da pasta cultura.... Fazer cultura não é fazer evento. Fazer cultura não é somente vivenciar o passado, mais exercitar os conhecimentos nele já empregados para ressaltar o contemporâneo. O Filho quando se tem uma casa não é o Pai que deve organiza-la... O corpo nasce para ser um órgão inteiro. O que parece que há não planejamento para cultura, de um ano para surge relampejos de desejos particulares, não vê projetos contínuos: obras, espaços, ações – que fortaleçam pensamentos de conhecimentos que o fazer cultural pode e deve definir numa sociedade praticante, participativa e cuidada... CONHECIMENTO É A MOEDA DA PASTA CULTURA. A Prefeitura tem que compreender ESSA LEITURA, e saber utilizar disso para outras frutificações. Aponto leitura porque a pasta cultura do município de Cuiabá precisa de leituras especializadas dinamizadas em parâmetros de pesquisas fundamentadas e praticadas a prazos condizentes. Saber o que é Fazer Cultural, o que é Fazer Artístico-cultural, o que Patrimônio... para fomentar e difundir. Buscar recursos? O que a pasta cultura ira vender?

  • Guapo | Terça-Feira, 07 de Janeiro de 2014, 15h55
    0
    0

    Guapo, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Marta Silva | Terça-Feira, 07 de Janeiro de 2014, 12h11
    0
    0

    Começou reclamando na imprensa,e trazendo funcionario de Mario Olimpio,pra adjunto,q nao fizeram nada....escolheu bem MM

Matéria(s) relacionada(s):

PS-VG e revolta por falta de médicos

marcondes curtinha 400   Principal calcanhar de Aquiles do 2º maior município do Estado, que registra hoje cerca de 200 mil habitantes, o Pronto Socorro de Várzea Grande não está recebendo pacientes ortopédicos e nem ginecológicos em sua porta de entrada. É que a unidade não tem...

Emanuel, feitos, paletó e a reeleição

emanuel pinheiro 400 curtinha   O núcleo de apoio estratégico do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) está empolgado com resultado de pesquisas realizadas tanto para avaliar como está indo a administração da Capital, pontuando pontos fracos e fortes, quanto sobre se há chance ou não de...

Deputada critica Bruno no Operário-VG

janaina riva 400 curtinha   Acostumada a enfrentar temas polêmicos, dentro e fora da seara política, Janaína Riva foi a única parlamentar a se manifestar publicamente sobre a decisão do Operário de Várzea Grande de contratar o goleiro Bruno, condenado a 20 anos por matar e ocultar o corpo da...

Espólio político de Selma que não virá

otaviano pivetta 400 curtinha   O vice-governador e pré-candidato ao Senado, Otaviano Pivetta (foto), tem encampado um equivocado entusiasmo sobre possível espólio político de Selma Arruda. Mas a tendência, se insistir nessa tese, é de amargar uma tremenda frustração. Pivetta tem dito aos...

Beto decide em maio quem vai apoiar

beto farias 400 curtinha   O prefeito barra-garcense e empresário Beto Farias (foto), que conclui neste ano o segundo mandato consecutivo, não sabe ainda quem apoiar à sucessão municipal. E só tomará uma decisão em maio, já faltando dois meses para as convenções. Até...

Lucas impõe regras pra cortar energia

luiz binotti 400 curtinha   Em Lucas do Rio Verde, a Energisa está proibida de interromper o fornecimento de energia elétrica, mesmo por inadimplência, sem informar ao consumidor, por escrito e com antecedência de 15 dias, sobre a suspensão dos serviços. O projeto aprovado pelos vereadores se transformou na...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.