Executivo

Segunda-Feira, 14 de Fevereiro de 2011, 19h:57 | Atualizado: 15/02/2011, 07h:32

Articulação

Secretário Lessa vai a Brasília para obter recursos para a pasta

Paulo Lessa   Toda a cúpula da secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos, sob o desembargador aposentado Paulo Lessa, está em Brasília desde o início da tarde desta segunda (14). Lessa e os adjuntos Vera Araújo e Genilto Nogueira, além do coronel José Antônio Chaves, participam de uma série de visitas a ministérios para tratar de convênios.

   A visita começou pelo Ministério da Justiça, onde o grupo se reuniu com o secretário Nacional de Justiça, Paulo Abraão, e com o diretor do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), Alberto Kopittke. Lessa explica que veio tratar de convênios em andamento, de acordos que estão travados e da negociação de novos convênios, diante dos programas que sua pasta pretende implementar.

   A vinda de Lessa e seus assessores é um desdobramento da visita que o governador Silval Barbosa fez ao Ministério da Justiça ainda no ano passado, quando apresentou o programa para a área em Mato Grosso. Uma das preocupações é com a abertura de novas vagas no sistema carcerário do Estado. Hoje Mato Grosso tem cerca de 6 mil vagas em presídios, enquanto a sua população carcerária é de mais de 12 mil detentos, segundo levantamento mais recente.

   “Além da construção de novos presídios, nós queremos parceria com o Ministério da Justiça para os nossos programas de profissionalização do preso, para que ele tenha trabalho, capacitação e renda”, disse o secretário. Ele informou ainda que o Estado que implementar parcerias com o Judiciário, o Ministério Público Estadual e o Ministério Público Federal para o estabelecimento de penas alternativas.

   A secretária adjunta de Justiça, Vera Araújo, que cuida do sistema de sócioeducativo da pasta, informou que o grupo veio prospectar novos convênios nos ministérios. “Queremos saber qual a política desses órgãos e o que eles têm a nos oferecer”, disse ela. O adjunto Genilto explicou que a preocupação é com os presos, seus familiares e com as vítimas da violência.

   Os membros da secretaria de Justiça e Direitos Humanos continuam em Brasília nesta terça. Pela manhã visitarão a secretaria das Mulheres. Genilto explicou que eles querem apoio para a instalação da Central de Direitos das Mulheres. Mesmo apoio eles buscarão na secretaria de Direitos Humanos. Vera Araújo informou que quer ajuda para programas como o de atendimento a adolescentes em conflito com a lei.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Roberto gil | Terça-Feira, 15 de Fevereiro de 2011, 12h50
    0
    0

    Esse e o papel de um Secretario que com certeza trará melhorias.apreenda srs.secretários nao e só passear nos EUA que lá nao tem recurso.Parabens PAULO LESSA

  • José Silva | Terça-Feira, 15 de Fevereiro de 2011, 09h17
    0
    0

    João Honesto disse tudo... Esse secretário só quer saber de aparecer, os problemas são pontuais e aparentes e ele nada tem feito para resolver...

  • Junior Cezar | Terça-Feira, 15 de Fevereiro de 2011, 08h25
    0
    0

    O Sr. secretário Lessa deveria convocar os aprovados do concurso do procon que até agora nao foram nomeados, sendo que a necessidade é iminente, salientando que no concurso foram disponibilizadas somente 20 vagas para o procon, sendo 10 para conciliadores e 10 para fiscais!!!

  • João Honesto | Segunda-Feira, 14 de Fevereiro de 2011, 21h22
    0
    0

    O Secretário de Justiça e Direito Humano e seus auxiliares poderiam economizar o dinheiro do erário( ajuda de custo/diárias /passgens aéreas/hotel/restaurante)prospectando as informações sobre possíveis convênios telefonando ou pesquisando nas páginas institucionais dos órgão públicos ou mesmo através de correspondências oficiais. Portanto, tenho minhas dúvidas se é o interesse do reeducando/familiares e vítimas que estão sendo defendidos.

  • joao | Segunda-Feira, 14 de Fevereiro de 2011, 21h01
    0
    0

    bom o paulo lessa e um bom negociador voces nao fazem ideia de quantas sentencas ele consegui vender em um mes bom.

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.