Executivo

Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 10h:13 | Atualizado: 13/01/2020, 18h:53

SEM "INJUSTIÇA"

Servidor não é classe de privilegiados, diz governador sobre reforma da previdência

Rodinei Crescêncio

Mauro Mendes

Governador Mauro Mendes durante o evento de implantação e duplicação da avenida Parque do Barbado, em Cuiabá, na manhã desta segunda

Após a aprovação do aumento da alíquota para 14%, o Governo dará continuidade a reforma da previdência estadual. De acordo com o governador Mauro Mendes (DEM), Mato Grosso não pode ser um Estado diferente dos outros, criando uma classe de “privilegiados”.

O democrata se refere aos servidores públicos, únicos que ainda não foram atingidos com as novas regras previdenciárias, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e que mudou, por exemplo, a idade mínima para se aposentar: 65 anos para homens e 63 anos para mulheres. Em Mato Grosso, segundo dados do MT Prev, mais de 2 mil servidores se aposentaram com menos de 45 anos.

“Acredito que a Assembleia não vá criar aqui uma classe de privilegiados, permitindo que pessoas se aposentem com 45 anos. Isso é uma grande injustiça com os 95% da população de MT, que não tem esse privilégio hoje, estabelecido por lei. Vamos defender que nós possamos legislar para a maioria da população. Respeito muito o servidor, mas ele não é uma classe de privilegiados. Tem que ser um servidor, cidadão, com direitos e deveres iguais a todos os outros”, afirmou Mauro, na inauguração da avenida Córrego do Barbado, na manhã desta segunda (13).

O aumento da alíquota de contribuição dos servidores foi aprovado pelos deputados na sexta (10). Entre as principais mudanças do texto original enviado pelo Executivo está a isenção para os aposentados que ganham acima de um salário mínimo, hoje fixado em R$ 1.039. A AL aprovou que a alíquota só será cobrada dos aposentados que recebem mais de R$ 3 mil.

Questionado sobre a possibilidade de veto de tais alterações, Mauro afirma que, pelo o que viu até agora, não há nada que não tenha sido debatido com o Palácio Paiaguás, o que afasta a possibilidade de vetos, na hora de sancionar o texto.

Reforçando a tese de que cumpre apenas o que é determinado pela Constituição Federal, o democrata ressalta a importância da reforma para colocar a previdência estadual em ordem. De acordo com Mauro, em 2019, Mato Grosso alcançou um déficit de R$ 1,32 bilhão em recursos que precisaram ser retirados do caixa do Estado para arcar com os aposentados e pensionistas. Para 2020, o valor do déficit aumenta em R$ 100 milhões.

“Estou fazendo essas reformas, defendendo o bolso do contribuinte. Se não, esse déficit vai continuar existindo”, pontuou.

Plano de custeio

Estou fazendo essas reformas, defendendo o bolso do contribuinte. Se não, esse déficit vai continuar existindo

Mauro Mendes

Após terminar a reforma, Mauro diz que o Estado irá apresentar um plano de custeio, por meio de um estudo atuarial a ser realizado por uma empresa que será contratada pelo MT Prev.

A análise atuarial aponta as previsões e riscos econômicos e financeiros, e expectativas de fundos, principalmente os de previdência e pensão. O objetivo principal do estudo é dimensionar os compromissos da previdência a longo prazo, ações que possam apontar ações que possam financiar a previdência, além de atender as exigências federais. 

Além de um panorama atualizado das contas da previdência, a ferramenta de gestão prevê os meios necessários para que o equilíbrio fiscal seja alcançado. O estudo deve orientar o Plano Plurianual e a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

O plano de custeio deve ser entregue ainda no primeiro semestre de 2020, e o investimento previsto é de R$ 36 mil.

Postar um novo comentário

Comentários (18)

  • janailton | Terça-Feira, 14 de Janeiro de 2020, 10h02
    3
    0

    Aham, só engana quem não se esclarece, pois a própria mídia mostra o que está acontecendo no estado. SÓ EMPRESÁRIOS E POLÍTICOS SE BENEFICIAM, e ninguém mais. Um dia isso irá acabar, certeza, daí quero ver mascarado mentir discaradamente.... vai ter volta!!!!

  • carlos andré | Terça-Feira, 14 de Janeiro de 2020, 09h59
    3
    0

    A própria mídia esclarece que esse Governadorzinho mente o tempo todo. Ora, se MT DISPENSA IMPOSTOS aos milionários existe crise??? Só em 2020 MT privilegiou os empresários em 6,3 bilhões em impostos, o que está notório e público em todas as mídia sociais. Ah, falar em privilégio, VI de 15.0000 por mês é o que desgovernador??? Deveria ter vergonha, só que não. tá acostumado a levar vantagem né? Empresário hahahahaha

  • jose aliani | Terça-Feira, 14 de Janeiro de 2020, 09h54
    3
    0

    Governadorzinho sem moral. ELE SIMPLESMENTE DISPENSOU OS RICOS DE PAGAREM IMPOSTOS, sim, em 2020 o Estado isentou os empresários de pagar 6,3 bilhões em impostos, fato notório e público em todas as mídia sociais. É ridículo esse empresário que legisla em causa própria!!

  • Marcos | Terça-Feira, 14 de Janeiro de 2020, 07h48
    9
    1

    Ser justo não é aplicar o mesmo a todos. Muitos ali passaram por severo processo de seleção (concurso público); dedicaram-se anos estudando para entrar na função que exercem. Não se deve aplicar a quem se dedicou a mesma regra aplicada a quem não se dedicou. Muito simples. Neste caso, injustiça é exatamente aplicar a mesma regra a todos. Populismo puro.

  • alexandre | Terça-Feira, 14 de Janeiro de 2020, 06h52
    8
    0

    Ele vai cortar dos policiais e Poderes ? a resposta é não o massacre é sempre no executivo...

  • Joao paulo campos | Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 23h37
    7
    0

    Sua hora vai chegar Governador, seu antessessor era arogante igual a vc, teve um fim triste na politica, estas brigando com quem nunca deveria brigar, usufrua dos ultimos 3 anos que ainda lhe falta.

  • Realista | Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 19h18
    13
    1

    Não é mesmo senhor governador, desde que este servidor seja da categoria de "barnabé" do poder executivo; que os demais que estão nos outros poderes tipo AL, TJ, e entes como MP, TCE, ou mesmo algumas categorias do executivo, esses sim, lavam a égua no fim do mês e se brincar ainda levam uma tal de VI.

  • Sandro | Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 18h27
    8
    0

    Está preparando o estado para em 2023 Jaime ou Julio pegar com tudo dentro dos conformes.

  • Armindo de Figueiredo Filho | Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 16h43
    22
    1

    DISSE... .......O QUE NUNCA DEVERIA TER FALADO,. INCONSEQUENTE.......PLANTOU???? VAI COLHER.... Fim de Papo .....

  • Teca | Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 16h32
    19
    0

    SENHORES SERVIDORES PÚBLICOS SE NÃO HOUVER UMA PRESSÃO POPULAR POR VONTADE PRÓPRIA PELO FIM DO 14° E 15° DOS SALÁRIOS DOS DEPUTADOS E OUTRAS TANTAS REGALIAS DOS PODERES JUDICIÁRIO E LEGISLATIVO O PODER EXECUTIVO FICARA PAGANDO A CONTA DOS CORRUPTOS, VAMOS TRANSFORMAR A NOSSA INDIGNAÇÃO EM MOBILIZAÇÃO JÁ.

Vereadores de ROO e trocas de siglas

fabio cardozo 400 curtinha   Em Rondonópolis, praticamente a metade dos vereadores está aproveitando a janela, que se encerra neste sábado, para mudar de partido, e já com as atenções voltadas à reeleição. E, com a dança das cadeiras, o Solidariedade do prefeito Zé do...

Podemos absorve a turma do barulho

O Podemos conseguiu juntar no seu diretório em Cuiabá a turma do barulho. Dela fazem parte dois com mandatos cassados, Abílio Júnior, que perdeu a cadeira de vereador por quebra de decoro, e a senadora Selma Arruda, cassada por caixa 2 e abuso de poder econômico, mas que ainda continua no cargo. Selma impôs condições para seguir no partido. Chegou a negociar ida para o PSC. E ganhou a presidência municipal do Pode, forçando o...

Secretário, furtos e a incompetência

rodrigo metello 400 curtinha   O secretário de Transporte e Trânsito de Rondonópolis, Rodrigo Metello (foto), filiado ao MDB e pré-candidato a vereador, corre risco de ser acionado na Justiça por centenas de pessoas que tiveram motocicletas apreendidas e que depois acabaram furtadas do Pátio Rondon. O local...

Vereador na base e críticas a Leonardo

leonardo 400 curtinha   Chico 2000, vereador pela Capital, assegura que não procede a informação de que o seu Partido Liberal irá romper com o prefeito Emanuel, não o apoiando à reeleição. Segundo ele, foi Leonardo Oliveira (foto), que participou na quarta de uma reunião do...

Embates sobre a cadeira da discórdia

selma arruda curtinha 400   A cadeira da senadora Selma Arruda (foto), que está cassada há um ano mas, mesmo assim, continua no cargo, vem dividindo opinião de vários líderes políticos, uns torcendo logo para a Mesa do Senado decretar a vacância para Carlos Fávaro assumir a vaga, outros...

PL avisa Chico que não apoiará EP

chico 2000 curtinha   O vereador Chico 2000 (foto), único do PL na Câmara de Cuiabá e governista de carteirinha, se mostrou  desconfortável politicamente quando foi informado nesta quinta que a legenda liberal não vai apoiar a reeleição do prefeito Emanuel, do MDB. O partido é comandado no...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.