Executivo

Terça-Feira, 20 de Abril de 2010, 19h:19 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

TANGARÁ DA SERRA

Servidores aprovam estado de greve; MPE exige concurso

   Cirurgiões dentistas de Tangará da Serra aprovaram estado de greve para cobrar do prefeito em exercício, José Jaconias (PT), o pagamento dos salários atrasados e as verbas rescisórias resultantes do rompimento do termo de parceria com o Instituto Idheas, Oscip responsável pela gestão das unidades de saúde até a deflagração da Operação Hygeia, pela Política Federal, no último dia 7. Segundo o presidente do Sindicato dos Odontologias do Estado, Gustavo de Oliveira, os profissionais ainda não receberam a remuneração referente a março e parte de abril.

   Nesta segunda (19), em Assembleia Geral, eles aprovaram o estado de greve. "Se o acordo não for cumprido, os serviços serão efetivamente paralisados", explica Gustavo. Ele participou da reunião com o prefeito e o promotor de Justiça Antônio Moreira da Silva para exigir o pagamento do adicional de insalubridade e que os salários sejam reajustados em consonância com os profissionais da medicina, conforme determina a Lei nº. 3999/61.

   Gustavo critica o modelo de gestão da Saúde implantado em Tangará da Serra. "É um absurdo, um verdadeiro caos, com muitas irregularidades, tanto que resultou na Operação. Agora exigimos que sejam tomadas medidas para solucionar o problema", cobra. O secretário de Saúde do município, Mário Lemos de Almeida, foi um dos presos pela PF por suposto envolvimento no desvio de recursos por meio do contrato firmado com a Oscip.

   Além de acalmar os ânimos dos cirurgiões dentistas, o prefeito José Jaconias teve que assinar nesta segunda (19) o Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público Estadual para a realização de concurso na área da Saúde. O prazo é de seis meses. A posse dos aprovados, entre médicos, enfermeiros e dentistas, deve ser realizada até 11 de outubro.

   Com a medida, o MPE quer evitar os contratos emergenciais que acabaram colaborando com as irregularidades apontadas pela PF. As investigações revelam desvio de recursos da Fundação Nacional de Saúde Indígena (Funasa) e de secretarias municipais. Diretores do Instituto Idheas foram presos e o contrato deve ser extinto. Segundo o promotor Antônio Moreira, as eleições deste ano não vão impedir o cumprimento do TAC. Enquanto o município prepara a prova seletiva, o MPE autorizou a contratação em caráter emergencial de servidores pelo prazo de 30 dias. A proposta recebeu aval da Câmara Municipal.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Katia - enfermeira | Quarta-Feira, 21 de Abril de 2010, 07h33
    0
    0

    Katia - enfermeira, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

Mauro e vitórias na briga de decretos

mauro mendes 400 A estratégia do governador Mauro Mendes (foto) de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, discordou e fez...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...

Setasc doou 330 mil cestas básícas

Rosamaria 400 curtinha   A Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Setasc), sob Rosamaria de Carvalho (foto), já entregou mais de 330 mil cestas básicas desde o inicio da pandemia, sendo 110 mil em Cuiabá e Várzea Grande. E como assistência social foi considerada como serviço essencial,...

Interinos ficam sem cargos no TCE

jose carlos novelli 400 curtinha   Com o retorno dos conselheiros do TCE, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli (foto), dois substitutos perderam os postos não apenas nas relatorias, como também ficam sem os cargos na gestão. É o caso de Isaías Lopes da Cunha, que deixou de ser ouvidor-geral, sendo...

MT perde José Afonso Portocarrero

portocarrero-400   Morreu nessa quarta  (3), aos 93 anos, José Afonso Portocarrero (foto). O ex-presidente dos extintos  Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat)  e Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat)  morreu de causas naturais. Viúvo, deixa quatro filhos.  Na vida profissional, foi o responsável...

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...