Executivo

Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2019, 08h:22 | Atualizado: 12/02/2019, 10h:59

Servidores paralisam por 24h nesta 3ª e fazem ato de protesto na frente do TRT

Pelo menos 15 categorias do funcionalismo público estadual paralisaram as atividades nesta terça (12) com indicativo de greve para o próximo período. Além de protestar contra o escalonamento da folha salarial, reivindica a garantia de pagamento da Revisão Geral Anual (RGA), o não parcelamento do 13º salário e o não aumento da alíquota da contribuição previdenciária de 11% para 14% dos servidores do Executivo.

O ponto alto da paralisação será o ato público, marcado para  às 14h, em frente à sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT). No interior, estão previstas atividades similares nas cidades-polo.

Gilberto Leite

Edna Sampaio

Edna Sampaio alega que hoje os servidores farão só um alerta ao governo Mauro Mendes

Entre as categorias que vão paralisar estão Educação e Saúde. A previsão de é que não haverá aula na maioria das escolas, enquanto os serviços essenciais de saúde serão mantidos em 30%, nos eletivos, e 100% na urgência e emergência  nos hospitais e ambulatórios.

Já a parte administrativa, segundo o representante da classe Oscarlino Alves, pode parar totalmente. 

O presidente do Sintep, Valdeir Pereira, em entrevista ao na manhã desta terça, ainda não há balanço oficial sobre a adesão dos profissionais da educação. "Sabemos que é um número significativo, superior a 80%", disse.

 A coordenadora do Fórum Sindical, Edna Sampaio, ressaltou a importância da participação na mobilização. “Será a primeira grande paralisação de alerta contra as medidas do Governo Mauro Mendes e a participação das categorias é fundamental”, disse.   

O Palácio Paiaguás não se manifestou oficialmente sobre a paralisação. Entretanto, o governador Mauro Mendes (DEM) sempre comenta o assunto da mesma forma. “Se as greves resolvessem algo, eu seria o primeiro a fazer, mas eu sei que uma greve piorará ainda mais a situação do Estado”, diz o democrata.

Galeria de Fotos

Credito: Sisma
Servidores cruzam os braços em frente ao hospital de Sorriso
Credito: Sisma
Faixa em Sorriso ironiza decreto de calamidade
Credito: Sisma
Em Rondonópolis, funcionários também aderem à paralisação
Credito: Sisma
Servidores denunciam desmonte do serviço público
Credito: Sisma
Pela manhã, servidores de Cáceres cobram melhorias
Credito: Sisma
Servidores da Saúde e da Educação cruzam os braços em Colíder
Credito: Sisma
Servidores também se mobilizam em frente ao hospital de Colíder
Credito: Sisma
Servidores da Saúde fazem protesto em frente ao hospital regional de Cáceres

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Percilio Barreto Monteiro | Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2019, 18h52
    0
    0

    Corta o ponto desses funcionários que não sabem o que quer. Falavam aos quatros ventos que Pedro Taques era irresponsável, más agora ofendem Mauro Mendes. Quem consegue entender esses funcionários que estão acostumado a não trabalhar. Mauro Mendes a solução e cortar o ponto desses funcionários.

  • CUIABANO P | Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2019, 14h49
    4
    0

    Chegou a HORA, só ficar sentado na sombra com a agua fresta nos pés não vai adiantar nada. Se não for para cima isto nunca vai mudar, entrou um monte de ladrão no governo e isto vai piorar. Tem que parar tudo mesmo.

  • alexandre | Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2019, 11h43
    10
    0

    Não somos um caminhão de porcos.....

  • Estamos de olho. | Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2019, 10h34
    13
    0

    MPE, TCE, JUDICIÁRIO, ASSEMBLEIA, TIVERAM AUMENTO DE REPASSE DE MILHÕES DE REAIS JOSÉ É ENDENDEMOS MUITO O QUE ESTA ACONTECENDO. ESTAMOS DEOLHO!!!

  • JOSÉ LICUBRINO | Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2019, 10h07
    11
    2

    VAMOS REFRESCAR A MEMÓRIA DOS SERVIDORES, LEMBRAM DO JAIME CAMPOS QUANDO FOI GOVERNADOR? ENTÃO DEVEM SABER QUE O SALÁRIO CHEGAVA A SER ATRASADO TRÊS MESES. QUEM É A PESSOA BEM PRÓXIMA DO GOVERNADOR? ENTENDERAM O QUE ESTÁ ACONTECENDO?

Matéria(s) relacionada(s):

Cotia também quer disputar Cáceres

cotia curtinha   Surge mais um pré-candidato a prefeito de Cáceres, além dos três aliados do prefeito Francis Maris e de outros cinco pretendentes pela oposição. Trata-se de Renancildo Soares França, o Cotia (foto), filiado ao PSD. Ex-assessor do ex-federal Pedro Henry, do ex-vice-governador...

5 ensaiam em Cáceres pela oposição

tulio fontes curtinha   Enquanto três tucanos da base do prefeito Francis vivem expectativa por candidatura pelo palanque situacionista em Cáceres, grupos de oposição se movimentam para lançar nomes competitivos. O advogado e ex-prefeito por dois mandatos Túlio Fontes (foto), do PV, demonstra certo...

Base de Francis, Júnior e divergências

eliene liberado curtinha   O prefeito de Cáceres Francis Maris, no segundo mandato e, portanto, fora do projeto majoritário de 2020, não esconde mais de ninguém que o nome preferencial para a disputa à sucessão é do seu secretário de Turismo, Júnior Trindade. E isso não tem...

Prefeito é ovacionado em solenidade

emanuel pinheiro curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) foi ovacionado nesta segunda (17), durante a solenidade que marcou entrega das chaves das unidades do Residencial Nico Baracat I,  no Jardim Liberdade, região da Grande Osmar Cabral. No geral, 360 famílias receberam as chaves dos imóveis, programa do Minha...

Governador, Nota MT e provocação

mauro mendes curtinha   Ao lançar a Nota MT, programa que estimula e incentiva o contribuinte a pedir nota em toda compra de mercadoria, o que ajuda na cultura do combate à sonegação fiscal, o governador Mauro Mendes (foto) copia para o Estado a mesma proposta implantada em Cuiabá na época em que foi...

Cândida Farias troca MDB pelo DEM

candida farias curtinha   Aos 68 anos, completados nesta segunda (17), a empresária Cândida Farias (foto), segunda-suplente do senador Jayme Campos, está desembarcando do MDB e vai se filiar ao DEM. Apesar da mudança de legenda, ela não tem pretensões de concorrer a cargo eletivo nas urnas de 2020....

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.