Executivo

Sexta-Feira, 15 de Janeiro de 2021, 11h:28 | Atualizado: 15/01/2021, 11h:37

MUDANÇA DE MODAL

Silval critica engenheiro que deu parecer do VLT e agora defende o BRT com Mauro

O ex-governador Silval Barbosa utilizou a Rádio Conti, que faz parte do Grupo Continental, do qual é dono, para criticar o engenheiro Rafael Detoni na manhã desta sexta (15). Ele é um dos responsáveis pelos estudos que embasam a decisão do governador Mauro Mendes (DEM) de trocar o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) pelo Bus Rapid Transit (BRT) como modal intermunicipal em Cuiabá e Várzea Grande.

Arquivo/Rdnews

Silval Barbosa

O ex-governador Silval Barbosa diz que tomou decisão com dados fornecidos por Detoni

Silval era o governador e foi quem fez a escolha política final pela implantação do VLT, cuja obra está paralisada desde 2014. Depois de ser preso, condenado e fechar colaboração premiada, está morando no interior de São Paulo, em São José do Rio Preto.

O governo, ainda sob Pedro Taques, rompeu o contrato com o consórcio formado pelas empreiteiras CR Almeida, CAF Brasil Indústria, Santa Bárbara Construções, Magna Engenharia e Astep Engenharia. Elas entraram na Justiça em busca de revisão da rescisão, mas perderam em todas as instâncias.

Mauro anunciou em dezembro que retomaria o BRT. O modal foi o primeiro a ser estudado para a região metropolitana, mas pareceres da extinta Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa-MT) apontaram a viabilidade do VLT. Detoni era assessor especial da pasta e assinou anteprojeto para implantação do trem elétrico.

“A decisão de governo eu não quero discutir, em relação à mudança do modal, do VLT e do BRT. O Mauro está baseado, como diz o Rafael Detoni, em dados que essa equipe forneceu para ele, dados técnicos. O que me estranha é que... todo governo toma decisões, sim, pautado em dados técnicos... o que me estranha e estou tentando explicar para a população é que o Rafael Detoni, que para mim é um grande profissional da área, um grande técnico, enquanto serviu ao meu governo na Secopa era um grande técnico, e todas as decisões que eu tomei foram baseadas em estudos que ele participou”, disse o ex-governador.

Também pelo know how que o Detoni obteve através de todo o processo da implantação, da busca de liberação, ele foi convidado para ir ao RJ e ele que deu toda a assessoria para o VLT lá. Agora eu estou estranhando, porque na época eles me deram dados de que a viabilidade do VLT era muito grande, que não era essa tarifa que eles apresentam hoje

Silval Barbosa

Silval lembrou que pareceres técnicos enviados pelo Governo do Estado à época ao Ministério das Cidades, parte dos quais estava assinado por Detoni, apontavam para a viabilidade do VLT. O ex-governador também citou que o atual secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo de Oliveira, o Marcelo Padeiro, endossou o projeto. “Então, em cima desses dados, desses profissionais, técnicos, que eu tomei a decisão de implantação e busca do financiamento para o VLT”.

Para o ex-governador, que tem evitado entrevistas com a imprensa, a mudança de posicionamento de Detoni é “estranha”. O estudo mais recente apresentado por Mauro aponta que o BRT seria mais viável e com tarifa menor que o VLT.

“Também pelo know how que o Detoni obteve através de todo o processo da implantação, da busca de liberação, ele foi convidado para ir ao Rio de Janeiro e ele que deu toda a assessoria para o VLT lá. Agora eu estou estranhando, porque na época eles me deram dados de que a viabilidade do VLT era muito grande, que não era essa tarifa que eles apresentam hoje. Eram outros dados que ele me apresentava. E foi em cima desses dados que tomei a decisão”, justificou.

“Agora ele está assessorando para mudança de modal, muito me estranha isso. Até gostaria de quando for para Mato Grosso conversar para ver o que mudou tanto de lá para cá, porque a implantação do VLT você não visa lucro, nossa intenção não era lucro, porque o Estado estava bancando todo o sistema, nós visávamos melhoria e qualidade do transporte público para a população. Se o Estado vai bancar tudo, ele não visa retorno. Tem uma garantia de 30 anos o VLT, você poderia fazer uma tarifa social”, apontou.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Marcos Jorge | Sexta-Feira, 15 de Janeiro de 2021, 13h53
    8
    1

    Oportunista ou coisa pior é o tal de Detoni. Pq será que mudou de ideia? Projetou e aprovou o VLT, agora é BRT. Que coi$a, hein!?

  • Bruto | Sexta-Feira, 15 de Janeiro de 2021, 13h18
    4
    4

    oportunista,deveria ficar caladinho... A Cuiabá esta cortada ao meio por sua culpa e de sua guangue, agora quer dar palpite? devolve o 1BI que levou nessa brincadeira e fica caladinho.

  • Lucas | Sexta-Feira, 15 de Janeiro de 2021, 12h01
    14
    0

    Pois é, silval(CONDENADO) a questão é que agora o estado não vai bancar nada, subsidio algum. Então, não é de estranhar que Rafael Detoni e Marcelo Padeiro tenham mudado de ideia, eles estão no governo, não vão contrariar o governo, óbvio. O que é estranho mesmo são alguns políticos de MT que antes era a favor, agora derrepente, são contra.

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...

TJ e posse em cartórios após 7 anos

maria helena _ curtinha O Tribunal de Justiça, sob Maria Helena (foto), marcou para 31 de março a posse coletiva dos aprovados no concurso para os cartórios extrajudiciais de Mato Grosso. O certame vem se arrastando desde 2013 e foi interrompido diversas vezes por causa de recursos judiciais de concorrentes inconformados com os...

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...

VI de R$ 18 mil garantida na Câmara

juca 400 curtinha A verba indenizatória de R$ 18 mil para os vereadores da Câmara de Cuiabá está garantida, pelo menos por enquanto. Depois de diversas ações judiciais, derrubando a alta indenização por gastos do mandato, os vereadores implantaram o benefício novamente em dezembro. O...