Executivo

Quinta-Feira, 18 de Abril de 2019, 14h:30 | Atualizado: 18/04/2019, 14h:47

Silval defende dívida dolarizada e diz que pagou mais que os seus dois sucessores

Rodinei Crescêncio

Silval Barbosa dep�e na CGE

 A operação que dolarizou dívida foi realizada na gestão do ex-governador Silval Barbosa 

O ex-governador Silval Barbosa (sem partido) avalia que o Estado com todas as dificuldades alegadas pelo governador Mauro Mendes (DEM), assim como pelo ex-governador Pedro Taques (PSDB), ainda não paga tanta dívida como pagou sua gestão, entre 2010 e 2014.

Silval aponta que quando realizou a dívida dolarizada em 2012 conseguiu reduzir o percentual de comprometimento da Receita Corrente Líquida (RCL) de 15% para 8% por ano. O ex-governador aponta que na época deixou de pagar R$ 1,2 bilhão para pagar R$ 600 milhões por ano.

“A dívida dolarizada teve aval do Tesouro Nacional, eu nem vi aquele dinheiro, saiu do Bank of America e foi direto para a União, para liquidar os dividendos que o Estado tinha. Quem critica essa operação é porque não conhece. Muito se fala que não existiu trava, mas não tem como travar dívida de 10 anos”.

Silval explica que a única trava que colocou no contrato do empréstimo foi de que se o Estado não conseguisse mais pagar a dívida, pegaria a dívida e levaria para outro banco. “É isso que o Mauro Mendes está fazendo com essa negociação com o Banco Mundial”.

Quem critica essa operação é porque não conhece. Muito se fala que não existiu trava, mas não tem como travar dívida de 10 anos

Ex-governador Silval Barbosa

O ex-governador diz ainda que quando fez o empréstimo em dólares, queria viabilizar o Estado. “Graças ao empréstimo conseguimos pagar todo mundo em dia, os fornecedores e os salários”.

Com valor de US$ 479 milhões, a dívida à época tinha em moeda corrente custava cerca de R$ 1 bilhão. Cinco anos depois, o Estado já conseguiu pagar cerca de R$ 1,1 bilhão e ainda restam R$ 850 milhões, aproximadamente, para serem pagos até 2022.

Se o governador Mauro Mendes conseguir aprovação, em Brasília, para contratar empréstimo junto ao Banco Mundial, Mauro deverá contratar mais US$ 250 milhões para quitar a dívida dolarizada, e alongar a dívida por mais 20 anos.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Kalil descarta candidatura a prefeito

kalil baracat curtinha   O secretário de Governo Kalil Baracat (foto), do MDB, assegura não ter nenhum projeto para disputa a prefeito de Várzea Grande e nem foi procurado pelo casal Jayme e Lucimar Campos, senador e prefeita, para debater o assunto. Pondera que ainda é cedo e que as discussões eleitorais...

Selma retribui elogio de Sérgio Moro

selma arruda curtinha   A senadora Selma Arruda (foto), que foi elogiada e utilizada como exemplo pelo ministro da Justiça  na CCJ do Senado, fez questão de expressar solidariedade a Sérgio Moro.  O ministro  está na defensiva desde que o site The Intercept começou a publicar supostas conversas com...

Cotia também quer disputar Cáceres

cotia curtinha   Surge mais um pré-candidato a prefeito de Cáceres, além dos três aliados do prefeito Francis Maris e de outros cinco pretendentes pela oposição. Trata-se de Renancildo Soares França, o Cotia (foto), filiado ao PSD. Ex-assessor do ex-federal Pedro Henry, do ex-vice-governador...

5 ensaiam em Cáceres pela oposição

tulio fontes curtinha   Enquanto três tucanos da base do prefeito Francis vivem expectativa por candidatura pelo palanque situacionista em Cáceres, grupos de oposição se movimentam para lançar nomes competitivos. O advogado e ex-prefeito por dois mandatos Túlio Fontes (foto), do PV, demonstra certo...

Base de Francis, Júnior e divergências

eliene liberado curtinha   O prefeito de Cáceres Francis Maris, no segundo mandato e, portanto, fora do projeto majoritário de 2020, não esconde mais de ninguém que o nome preferencial para a disputa à sucessão é do seu secretário de Turismo, Júnior Trindade. E isso não tem...

Prefeito é ovacionado em solenidade

emanuel pinheiro curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) foi ovacionado nesta segunda (17), durante a solenidade que marcou entrega das chaves das unidades do Residencial Nico Baracat I,  no Jardim Liberdade, região da Grande Osmar Cabral. No geral, 360 famílias receberam as chaves dos imóveis, programa do Minha...

MAIS LIDAS

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.