Executivo

Sexta-Feira, 11 de Fevereiro de 2011, 19h:53 | Atualizado: 12/02/2011, 07h:23

POLÊMICA

Taques nega boicote, mas diz que convite foi na última hora

Pedro Taques   Após ter sido a ausência mais comentada das reuniões que o governador Silval Barbosa (PMDB) teve em Brasília no início da semana, o senador Pedro Taques (PDT) desmentiu os boatos de que estaria sendo "boicotado" da agenda do chefe do Paiaguás. O parlamentar, contudo, disse que no caso específico da reunião entre Silval e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, em que foi o único senador por Mato Grosso que não compareceu, recebeu a pauta do que seria discutido poucas horas antes do início do encontro. "Eu já tinha um outro compromisso com a bancada marcado e preferi honrá-lo", explicou o senador, se referindo à reunião que escolheu o deputado Wellington Fagundes (PR) coordenador da bancada mato-grossense no Congresso.

   Na reunião estiveram presentes, além de Silval e dos senadores Blairo Maggi (PR) e Jayme Campos (DEM), o secretário estadual de Saúde, Pedro Henry (PP), os deputados federais Carlos Bezerra (PMDB), Ságuas Moraes (PT) e Roberto Dorner (PP) e a reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Maria Lúcia Cavalli. Eles discutiram a liberação de recursos para equipar os hospitais Metropolitano de Várzea Grande e o Regional de Sinop e para as UPAs (unidades de pronto atendimento). Na ocasião o ministro prometeu liberar R$ 13 milhões para o Estado.

   Antes disso, Silval já havia cumprido uma agenda "recheada" de compromissos na capital federal e Taques não o acompanhou em nenhum deles. Procurado pela imprensa na época, Taques disse que não havia sido convidado e que sequer estava sabendo das audiências. Em entrevista nesta sexta (11), o senador esclareceu que já conversou com o governador por telefone sobre o assunto. "Eu disse que quando ele tiver um encontro, achar que a minha presença é necessária e me convidar, ficarei satisfeito em comparecer", alfinetou.

   O senador adiantou ainda que já foi convidado para o próximo compromisso de Silval em Brasília, desta vez com a presidente Dilma Rousseff (PT). Apesar disso, não garantiu que estará presente. O encontro está agendado para segunda (14), data que coincide com a reunião entre os partidos que formaram o grupo político "Mato Grosso Muito Mais", que apoiou a candidatura dele, com os presidentes estaduais do PSDB, Thelma de Oliveira, do DEM, Oscar Ribeiro, e do PTB, Chico Galindo. Como o próprio senador anunciou que todos os debates do movimento serão realizados no seu escritório em Cuiabá, a tendência é que Taques dê preferência a este compromisso.

   A agenda de Silval e Dilma será pautada nos assuntos relacionados às obras de estruturação do Estado para a Copa do Mundo de 2014. Este será o primeiro encontro oficial do governador com a presidente. O peemedebista, que estará acompanhado de Maggi, também deve abordar pontos como as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e de reforma do aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande.

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • hercules | Terça-Feira, 22 de Fevereiro de 2011, 07h26
    0
    0

    ESSE SENADOR NAO VAI COMPATILHAR COM A BANDA PODRE DO SENADO TENHA CERTESA QUE VAI SIM TRABALHAR PARA O MATO GROSSO E PARA O BRASIL ESPERE PRA VER

  • jildemar | Sábado, 12 de Fevereiro de 2011, 15h56
    0
    0

    PEDRO TAQUES. continue assim Senador que os verdadeiros eleitor seu nao quer ti ver misturado com essa turminha! quem ti critica ou e corrupto ou mama em um corrupto ou tem inveja do seu carater. Siga seu caminha venca as batalhas e no final tera uma multidao de seguidores...

  • João | Sábado, 12 de Fevereiro de 2011, 14h03
    0
    0

    É isso Taques, de duro nestes caras e não se misture Mato Grosso tem que mostrar que tem politicos honestos, deixe os incredulos falarem, o bem vai vencer.

  • Roberto pereira ( eu protesto ) | Sábado, 12 de Fevereiro de 2011, 12h20
    0
    0

    SENADOR PEDRO TAQUES o sr. esta faltando as reiuniões por medo, de levar ums peteleco na orelhas,o sr. e matador de seviços, couidado o sr. agora tem telhado de vidro. la vem pedrada aguado resposta aqui mesmo. Obs.sr. pedro taques esta com bola toda com Romilson dorado e todo dia no sate.PEDRO quando eu RP. for senador presidente da repubrica quero ser igual voçê, amigo do RDNEWS ( aguadar protesto) roberto pereira92040133ok

  • Tiago | Sábado, 12 de Fevereiro de 2011, 10h50
    0
    0

    Esse Pedro Taques vai ser pior senador da Historia de MT, so sabe gerar polemica quer perseguir todos os seus adversários, então ele vai poder ajudar meia dúzia de município que seu grupinho governa, então fora Taques.

  • LULA | Sábado, 12 de Fevereiro de 2011, 09h15
    0
    0

    Esse PEDRO TAQUES, com certeza vai ser a vergonha de MT, mto cheio de picuinha, arrependi de votar nesse cara. Pelas abordagem dos senadores na tribuna, tudo indica que cada um deles estao preocupados com seus estados e com o brasil. Pedro Taques e fraco de tribuna e nao disse ainda para o que veio. O discurso dele na tribuna e o pior dos senadores eleitos, e nao tem relevancia, tanto, que em seus discursos nao tem APARTE de outros senadores.

  • Humberto Silva | Sábado, 12 de Fevereiro de 2011, 09h12
    0
    0

    É bom o Sen Pedro Taques ir arrumando alguém para financiar a campanha dele, porque nunca mais na vida ele vai arrumar um Mauro Mendes para bancar ele e o pior é que ele não reconhece e se acha.

  • Claudia | Sábado, 12 de Fevereiro de 2011, 08h33
    0
    0

    ACORDA MEU POVO, AGORA O SENHOR SENADOR PEDRO TAQUES, TEM QUE ESQUECER AS PICUINHAS E HONRAR OS VOTOS QUE RECEBEU. TEM QUE LUTAR PELOS INTERESSES DO ESTADO, VAI TER ESTAR SIM DO LADO DO GOVERNADOR, DOS OUTROS SENADORES POIS JUNTOS PODERÃO OBTER MAIS RECURSOS QUE VENHAM BENEFICIAR NOSSO ESTADO E QUEM GANHA COM ISSO SOMOS NÓS. VAI TRABALHAR SENADOR.

  • Pedro Pereira | Sábado, 12 de Fevereiro de 2011, 08h17
    0
    0

    Janaina! Ainda bem que o Taques brigou com esses caras carimbados na política do Mt e do País. Ficaria procupado se ele tivesse brigado com pessoas de bem. Infelizmente o "poder" ainda dita regras nesse País e a midia segue o embalo fazerndo a divulgação que eles querem. Se o Pedro não vai não tá nem aí com o Estado. Se questiona determinado assunto é briguento; Se cala já fumou o cachimbo da paz. Pedro, Pedro a coisa pro seu lado não tá nada fácil. Como diz uma das frases de uma musica lá dos pampas: Nego bom não se mistura. Juizo Pedro.

  • Ana Carla | Sábado, 12 de Fevereiro de 2011, 06h01
    0
    0

    Nao tem como servir a dois senhores. Assuma que e de direita mesmo.

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...