Executivo

Quarta-Feira, 20 de Setembro de 2017, 20h:21 | Atualizado: 21/09/2017, 11h:02

Grampos

Taques vê afastamento de Rogers como esdrúxulo e vai ao CNJ contra Perri vídeo

Reprodução

governador Pedro Taques coletiva

Governador Pedro Taques durante coletiva sobre afastamento do secretário de Segurança 

O governador Pedro Taques (PSDB) classificou como “absurda, esdrúxula, esquisita e teratológica” a decisão do desembargador Orlando Perri que determinou o afastamento do cargo e monitoramento por tornozeleira eletrônica do secretário estadual de Segurança Pública, Rogers Jarbas, no âmbito da investigação do escândalo dos grampos ilegais.

Além disso, anunciou que pretende representá-lo no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por violar a imparcialidade ao agir como delegado de polícia e membro do Ministério Público. “Pior do que criminoso é o magistrado que se vale do seu poder e ofende o princípio da imparcialidade”, declarou Taques em entrevista coletiva convocada às pressas, no final da tarde desta quarta (20).

Taques também declarou que o governo foi pego de “surpresa entre aspas” pela decisão de Perri. Segundo ele, o desembargador anda propalando em “rodas de conversa, festas e convescotes” que pretende prender dois secretários de Estado.

De acordo com Taques, Perri passou a agir de forma parcial no momento que foi acusado pelo secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, coronel Airton Siqueira, de mandar grampear de forma ilegal juízes e desembargadores. Os fatos teriam acontecido em 2007, quando atuava como corregedor-geral do Tribunal de Justiça e investigou o chamado escândalo da Maçonaria.

“Isso começou a partir do momento que Siqueira representou contra Perri por grampo ilegal. Nisso, ele perdeu sua imparcialidade. Não aceito perseguições a mais secretários. Recursos judiciais serão impetrados no momento devido”, completou o governador destacando seu respeito pelo Poder Judiciário.

Na coletiva, Taques também ressaltou que decisão judicial deve ser cumprida imediatamente. No entanto, lembrou que a democracia permite que sejam discutidas nos foros adequados.

Sobre o afastamento de Rogers Jarbas, Taques afirmou que ainda não foi notificado. Disse ainda que quando a notificação for efetivada, o substituto será o adjunto executivo da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) Gustavo Garcia. “Estou esperando a notificação do Judiciário. Não aceito notificação por whatsapp ou pela imprensa. Da mesma forma, não aceito perseguições nem recados”, pontuou.

Onde estava o desembargador Orlando Perri, presidente do Tribunal de Justiça, quando uma quadrilha tomou o Estado e ele não mandou prender ninguém?

Postura questionada

Além disso, Taques questionou a postura de Perri enquanto presidente do TJ. O desembargador esteve à frente do Poder Judiciário no período em que Silval Barbosa (PMDB) era governador.

“Onde estava o desembargador Orlando Perri, presidente do Tribunal de Justiça, quando uma quadrilha tomou o Estado e ele não mandou prender ninguém? Qual o pecado do nosso governo? Querem nos acusar de corruptos e não conseguem porque não somos”, concluiu.

Após a decisão contra Rogers Jarbas, Taques interrompeu a agenda da Caravana da Transformação em Juara e retornou para Cuiabá. Acompanharam a coletiva o vice-governador Carlos Fávaro (PSD) e diversos secretários de Estado para demonstrar apoio ao titular da Sesp. Somente os membros da equipe que estão na Região Noroeste não estavam presentes.

Veja, abaixo, as declarações do governador: 

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • Paulo Silva | Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017, 16h23
    0
    1

    como todo o meu respeito governador, mas o senhor deveria é apoiar essa conduta do nosso Sergio Moro Cuiabano! Rogers jarbas tornou a segurança pública vulnerável, esqueceu de cuidar dos bandidos e foi se misturar com eles.Quando ocupava a pasta do detran esse cidadão tomou atitudes que levou o serviço inviável, insustentável, incompetente, foi um retrocesso de 30 anos nos serviços prestados! cancelou portarias que organizava os serviços de placa, médicos e psicológicos. Hoje o cidadão fica igual a peteca, joga daqui joga da li, atras de médicos e psicólogos para ser atendido. essa conduta atrasa a emissão do documento. e quanto a empresas para fabricação de placas, aos montes, pessoal sem preparo, se um mínimo de informação sobre legislação, antes esse pessoal recebia treinamento, o roger tirou eesse ítem da portaria das placas, enfim tornou o sistema ruim e passivel de corrupçao e manobras escusas. Dê graças ao desembargador Governador, e veja se acerta agora, trazendo para essa pasta pessoa competente e de conduta ilibada!.

  • Povo | Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017, 13h47
    2
    2

    Onde estava o Justiceiro Perri na gestão passado quando o povo mato-grossense estava sendo assaltados pela turma Silval e Riva, esse cara é uma comédia, os que defendem esse cara são outros mamadores do dinheiro alheio, esses servidores não gostam do Taques pq mostrou que dinheiro publico não é festa, antes era fazer uma greve que tinham um aumento, enquanto o povo está sendo massacrado por essa carga tributaria que serve só para sustentar servidores que cobram seu direitos mas trabalhar não querem. A solução do Brasil é privatizar os serviços que não são essências, o primeiro da fila é o DETRAN. servidores mal acostumados.

  • Teka Almeida | Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017, 09h37
    7
    1

    O Desembargador Orlando Perri estava no TJMT, mas a pergunta que cabe é, onde estavam os deputados do governo passado que se omitiram de cumprir o seu dever de fiscalizar??? Ah!!! estavam recebendo propina e hoje fazem parte da sustentação do governo que está inquirindo. Muito me admira você fazer esse teatro todo, pois sabe muito bem que a justiça só age quando provocada. Durante o governo passado não houve questionamentos dos fatos que hoje estão sendo revelados. A diferença do outro governo para o seu governo são justamente os fatos acontecidos, tem alguém que colou amostra a corrupção nos antros do governo. Corrupção não é só roubo. Você defende muito seus secretários, cuidado, pois o primeiro que defendeu com unhas e dentes valorizando a sua honestidade foi o Perminio e logo depois ele confessou os roubos. Achou que demitindo o Paulo Taques os grampos ficariam no abafo e logo acabaria no esquecimento, mas pelo que vejo muita coisa ainda para desvendar. Para quem iniciou um governo com secretários técnicos e hoje possui 10 envolvidos com a justiça tem mesmo que entrar no desespero e fazer toda essa presepada. A casa tá caindo.... espera o Zaqueu abrir a boca.

  • Carlos | Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017, 08h20
    12
    1

    Tem delegado desesperado, acreditava estar impune por causa do secretário que também é Delegado. E agora que a investigação atingiu o Jarbas certamente chegará a eles.

  • Ex-eleitor do Taques | Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017, 08h20
    9
    1

    Sr. Governador o Judiciário era bom enquanto punia a turma do Silval, agora que começou a punir os seus secretários ai o Desembargador é digno de ser denunciado no CNJ!!!Governador, o povo já não aguenta mais tantas coisas erradas em seu governo, veja que até o momento já são oito secretários envolvidos com a justiça!! Portanto, Governador em 2018, o povo vai fazer uma faxina geral a começar pelo Sr. Governador e consequentemente todos os seus apoiadores que são quase todos os mesmos do governo passado.. Taques nunca mais....

  • nilton | Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017, 08h12
    7
    0

    bate neles Perri 2018 tá chegando

  • Juliano | Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017, 05h46
    7
    2

    O governo passado não está em jogo: não tente mudar o foco, como de costume. O caso é GRAMPOLÂNDIA NO GOVERNO ATAQUES.

  • OLHO VIVO | Quarta-Feira, 20 de Setembro de 2017, 23h28
    10
    22

    Estou com o senhor governador. O que de mal o secretário Jarbas fez à sociedade matogrossense pra usar até tornozeleira?Enquanto a roubalheira que imperou no Executivo e Legislativo Estadual deixou rombos financeiros e prejuízos irreparáveis à nossa população?Que JUSTIÇA é éssa?

  • Jésus Barra do Garças | Quarta-Feira, 20 de Setembro de 2017, 21h07
    9
    15

    Pois é onde estava o Judiciario qdo o Silval era Governador

Matéria(s) relacionada(s):

2ª suplente de Selma amarga 2 perdas

clerie fabiana curtinha 400   Clérie Fabiana Mendes (foto), que surgiu do nada na vida pública e ganhou notoriedade como 2ª suplente da senadora Selma Arruda, vai perder duas vezes. Primeiro, ficará sem o cargo eletivo, por causa da cassação da chapa, encabeçada por Selma, por caixa 2. Segundo,...

Após aprontar, Abílio pede desculpas

juca do guaran� curtinha 400   Acuado, Abílio Brunini (PSC) recorreu agora a uma outra estratégia na esperança de escapar da cassação do mandato, depois de tanto aprontar, com denúncias sem provas, constrangimento, brigas, manipulação e ataques a diversas pessoas. Da...

Cervejaria cuiabana devolve R$ 270 mi

rogerio gallo 400 curtinha   Após negociação, por intermédio do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (CIRA), uma cervejaria de Cuiabá vai devolver aos cofres públicos cerca de R$ 270 milhões nos próximos dias. O montante se refere a diferenças no ICMS...

Lei em Cuiabá veta cortar luz e telefone

misael galvao 400 curtinha   Seguindo exemplo de outros municípios, a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), rejeitou veto do prefeito Emanuel e promulgou uma lei, que proíbe empresas de gás e concessionárias de serviço público de energia elétrica, no caso a Energisa,...

Visita a todos setores e agradecimento

domingos neto tce 400 curtinha   Numa demonstração de humildade e respeito aos servidores, o presidente do TCE Domingos Neto visitou nesta 4ª todo os setores do Tribunal para agradecer pessoalmente o esforço, dedicação e a contribuição de cada colaborador para que sua gestão do...

Equipe, foco e elogios ao governador

mauro carvalho 400 curtinha   Mauro Carvalho (foto), o número 2 do Palácio Paiaguás, faz questão de destacar que o governador Mauro Mendes está fechando o 1º ano de mandato sem promover uma única mudança no quadro dos 16 secretários, incluindo os que comandam a CGE e PGE. Entende isso...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.